Para rir

Confira 12 comédias em cartaz nos teatros

Abaixo, veja espetáculos em São Paulo que fazem qualquer pessoa ficar de bom humor

Por: Redação - Atualizado em

Pessoas Absurdas
Cena da comédia Pessoas Absurdas (Foto: Luciana Serra)

Nem só de comédias pastelão vive a comédia no teatro de São Paulo. Entre os muitos espetáculos em cartaz, uma dúzia deles vale o ingresso se o objetivo é rir bastante. Veja a seleção que VEJA SÃO PAULO preparou.

Maria do Caritó
Lilia Cabral em cena da peça Maria do Caritó (Foto: Claudia Ribeiro)

Maria do Caritó

Lilia Cabral interpreta com carisma uma solteirona virgem às vésperas de completar 50 anos. Prometida ao fictício São Djalminha depois de um parto difícil, a personagem-título leva seus dias em meio a simpatias em busca de um casamento. O roteiro mescla as tradições e as crendices do povo nordestino com o cristianismo.

Arte

O limite da tolerância é abordado por meio de piadas nada explícitas. Escrita em 1994, a peça da autora francesa Yasmina Reza — já montada no Brasil em 1998 e em 2006 — conta a história de Sérgio, médico refinado e pedante que compra um quadro branco por 200.000 reais. Seu amigo Marcos (o ator Marcelo Flores) não se conforma com a atitude e busca o apoio de Ivan (Vladimir Brichta) para criticá-lo.

Terça Insana

Está na 11ª temporada um dos maiores sucessos dos palcos paulistanos. Grace Gianoukas, Arthur Kohl, Agnes Zuliani, Renato Caldas e Mila Ribeiro apresentam quadros cômicos.

Chá com Limão
Denise Machado, Paulo Ivo e Sérgio Guizé participam de Chá com Limão (Foto: João Caldas)

Chá com Limão

 Sucesso na França, a comédia mostra os bastidores de uma produção teatral destinada ao fracasso. Estão lá o iniciante que ganhou o protagonismo por ser filho do produtor, a atriz decadente, o eterno figurante, um típico canastrão, a figurinista rabugenta e o contrarregra arrogante.

Casal TPM

Desde 2008 em cartaz, a peça tem como tema a rotina de um casal. Os altos e baixos da paixão, a rivalidade na hora de pagar as contas e a impaciência diante das diferenças fazem do cotidiano uma bomba-relógio.

Pessoas Absurdas
Cena da comédia Pessoas Absurdas (Foto: Luciana Serra)

Pessoas Absurdas

Escrita em 1972, a comédia se passa em três noites de Natal nas quais três casais se reúnem para celebrar. A decadência e a ascensão social de cada um servem de base para os conflitos psicológicos.

Mulheres Alteradas

Adaptação de Andrea Maltarolli (1962-2009) para histórias de Maitena. A argentina conquistou leitores pelo mundo com a exata noção do quanto as mulheres podem perturbar o sexo oposto quando se “alteram”.

Toc Toc

O espetáculo traz personagens portadores de TOC, o transtorno obsessivo-compulsivo, que estão na sala de espera de um consultório. Como o médico nunca aparece, a solução é iniciar uma terapia grupal para enfrentar a ansiedade.

Cabeça de Papelão - Foto
Rafael Presto e Pedro Bacellar: dramaturgia que prende o espectador (Foto: Leonardo Vaz)

Cabeça de Papelão

Carregada de ironia, a Cia. da Revista encena versão do conto O Homem da Cabeça de Papelão (1921) e apresenta a veia satírica e politizada do jornalista e cronista carioca João do Rio. 

Como se Tornar uma Supermãe em 10 Lições

Ana Lúcia Torre interpreta uma senhora judia capaz de qualquer sacrifício para proteger o filho (Kiko Marques, substituindo Danton Mello). Durante uma palestra, o rapaz relembra a relação com a mãe.

Atreva-se
Júlia Rabello, Marcos Veras e Carol Martin: o trio está no elenco da comédia 'Atreva-se', dirigida por Jô Soares (Foto: Priscila Prade)

Atreva-se

Inspirada na estética do cinema noir, a trama mostra uma velha mansão e as pessoas que por ela transitam em diferentes épocas. Um corretor de imóveis, uma sóbria governanta, um casal de irmãos e duas primas maquiavélicas são alguns dos personagens vividos pelos atores Marcos Veras, Júlia Rabello e Carol Martin.

Cem Dicas para Arranjar um Namorado

A montagem se inspira no livro que a protagonista, Daniele Valente, escreveu há quatro anos sobre as dificuldades enfrentadas na solteirice. Hoje casada com o ator Christiano Cochrane, seu parceiro também no palco, ela dá dicas de como se dar bem no amor.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO