Noite

Comitê: nova casa trará artistas renomados sem cobrar caro

Novo local já tem shows de Elza Soares, Otto e Arnaldo Antunes programados para acontecer por no máximo 30 reais

Por: Fernanda Nascimento - Atualizado em

Comitê: nova casa trará artistas renomados sem cobrar caro Foto 2
Os sócios Longobardi, Bassarani e Youssef: abertura prevista para quinta (Foto: Fernando Moraes)

Na próxima quinta-feira (10), a cidade ganha um novo palco. Projetado para receber até 1 000 pessoas, o Comitê abre as portas em um espaço de 800 metros quadrados na Rua Augusta, ao lado do Studio SP. O clube é resultado de uma parceria entre os sócios da boate vizinha, Alexandre Youssef e Maurizio Longobardi, com Marcelo Bassarani e Bruno Lista, do extinto Geni, na Rua Bela Cintra. “Teremos ingressos baratos, ótima estrutura e bom cachê para os artistas”, promete Youssef.

Com apresentações de Arnaldo Antunes, Elza Soares e Otto marcadas para este mês, os ingressos para atrações nacionais não vão custar mais de 30 reais. “É um espaço democrático, onde entra quem quer”, diz Longobardi. “Não há lugar melhor para isso do que o Baixo Augusta.” Alguns artistas que ganharam notoriedade na região, como a cantora Céu, devem dar o ar da graça no novo espaço.

Comitê_club
Pirâmides forram as paredes: preocupação com a acústica (Foto: Fernando Moraes)
Para garantir a qualidade do som, as paredes do Comitê foram forradas com pirâmides acústicas, que ganharam iluminação multicolorida. Tanto na pista quanto nas trinta mesas montadas no camarote, os frequentadores poderão experimentar pratos e petiscos. “Uma boa cozinha é um serviço inédito nos clubes da Augusta”, diz Longobardi. “Não será só para tapear a fome.”

Uma das atrações deste mês é a programação especial para a Copa do Mundo. O Bloco Carnavalesco Acadêmicos do Baixo Augusta, criado no ano passado por Youssef e alguns proprietários de outros empreendimentos da região, tem presença garantida nos dias de jogo do Brasil. “Estamos negociando a participação de foliões de blocos de rua do Rio de Janeiro”, conta ele. Outro projeto trará baterias de escolas de samba cariocas para o palco da casa — a Velha Guarda da Portela está confirmada para o próximo dia 27. No mês que vem, uma noite de resgate ao rock dos anos 80 contará com a banda Ultraje a Rigor. “Faremos também apresentações especiais com pais e filhos, com parcerias como Davi Moraes e Moraes Moreira”, afirma Longobardi.

Fonte: VEJA SÃO PAULO