Especial

As comidas preferidas dos personagens de desenhos animados

Do sanduíche de presunto do Chaves às frutinhas azuis dos Smurfs, relembre os pratos de nove animações e séries 

Por: Mariana Oliveira - Atualizado em

Comida de desenho - A Dama e o Vagabundo
A Dama e o Vagabundo: macarronada do Giuseppe (Foto: The Walt Disney Company/Divulgação)

Não precisa ser criança para assistir a desenho animado, como não existe idade mínima para apreciar boas aventuras gastronômicas. Algumas comidas são muito características de animações e séries infantis, como a lasanha à bolonhesa do Garfield.

Na vila mexicana do seriado Chaves, quando a situação financeira aperta, Dona Florinda resolve abrir uma barraquinha de churros. Quem nunca quis experimentar os quitutes que o Seu Madruga vendia aos berros (churrrrrros! churrrrriinhoos! churrrrros douradinhos!)?

Descubra abaixo a relação de programas com a comida e um roteiro de lugares para, com uma boa dose de imaginação, saborear as delícias da tela.

A Dama e o Vagabundo: a animação de 1955, da Disney, conta a história de amor entre uma cocker spaniel, a Dama, e um vira-lata, o Vagabundo. A cena mais famosa do longa é justamente uma relacionada à comida. Quando os cãezinhos estão num jantar à luz de velas comendo um espaguete e pegam o mesmo fio do macarrão, o que acaba em um beijo inesperado. O item está em cardápios de qualquer canto da cidade, mas vale apostar em receitas de tradicionais cantinas, bastante fartas e perfeitas para serem partilhadas - assim como aconteceu com o casal canino. O restaurante Famiglia Mancini prepara dois pratos que podem proporcionar uma experiência muito parecida, o espaguete ao sugo com polpetinhas e a massa à bolonhesa (R$ 82,00 cada_servem duas pessoas). 

Ratatouille
Ratatouille: o ratinho Rémy (Foto: Pixar/Reprodução)

Chaves: depois de quarenta anos, a série ainda conserva seus milhares de fãs. O sucesso mexicano, embora se passe numa vizinhança não muito rica, também tem seus momentos gastronômicos. As comidas são simples: churros, sanduíche de presunto e limonada de tamarindo. O pão recheado com presunto, o mais desejado pelo Chaves, é bem fácil de fazer em casa. Mas, se preferir, existem boas versões em padarias e lanchonetes da cidade. No Ponto Chic, por exemplo, dá para devorar um no capricho por 10,90 reais. Para finalizar o roteiro, prove os churros (7 reais) ao estilo espanhol (sem recheio, como no programa) do La Churreria

Dona Onça
O úmido arroz de galinhada caipira com quiabo (Foto: Fernando Moraes)

Du, Dudu e Edu: os três vivem inventando formas de ganhar dinheiro para comprar as balas de caramelo, mas o primeiro do trio, Du, está sempre falando que gosta de comer galinha com quiabo. A receita, que também é muito conhecida na versão com frango, pode ser provada no Bar da Dona Onça. O chamado arroz de galinhada com quiabo tem boa fama pelo valor de 54 reais. Já quem preferir uma versão mais estrelada, o restaurante Dalva e Dito, do chef Alex Atala, serve o prato todas as noites de sábado, a partir da 0h. Custa 59 reais por pessoa. 

Garfield: sucesso desde a década de 80, a tirinha de Jim Davis já ganhou versão em filme e também desenho animado. O gato gorducho é conhecido por ser guloso e fã de café. Seu prato preferido é a lasanha à bolonhesa, embora a relação que ele mantém com a comida seja muito maior do que apenas uma receita. A massa intercalada com queijo, presunto e molho aparece em muitos cardápios pela cidade, mas vale a pena provar a feita na Tappo Tratorria, que é preparada na hora e tem massa de fabricação própria (44 reais). Especializada no prato, a LaTutti Lasagneria faz a lasanha para consumo no local (21 reais_450 gramas) e em mais três tamanhos para viagem: 350 gramas (17 reais), 1 quilo (48 reais) e 2 quilos (136 reais). 

Faire La Bombe - Comidinhas
Faire La Bombe: éclair de mirtilo (Foto: Mario Rodrigues)

Ratatouille: a animação conta a história do ratinho Rémy, que sonha em ser um chef de cozinha. Diferente dos outros de sua espécie, Rémy é seletivo e tem prazer com cada refeição que faz. Acaba conquistando até Anton Ego, um crítico gastronômico ranzinza, com seu ratatouille. Por aqui, algumas casas preparam massas recheadas com o preparado de legumes e colocam o nome do prato francês. No Goshala, a sorrentini de ratatouille é recheada de tomate, abobrinha, berinjela e pimentão ao molho branco com ervas (27 reais). Já no Sal Gastronomia, o ravióli integral de ratatouille ao molho de tomate e pesto de rúcula custa 35 reais. 

Sítio do Picapau Amarelo: quando as crianças do sítio entravam na cozinha da Tia Nastácia, quase dava para sentir o cheirinho dos bolinhos de chuva preparados pela quituteira. A receita é típica de casa de avó ou de mãe, mas é possível provar algumas versões pelos restaurantes da cidade, como a do FishBar: uma sobremesa chamada ferrugem (27 reais), que tem a massa muito parecida com os tradicionais e é recheado com chocolate belga e polvilhado em açúcar e especiarias.

Bob Esponja
Bob Esponja: hambúrguer de siri tem molho secreto (Foto: Reprodução)

Bob Esponja: no fundo do mar, mais precisamente na Fenda do Biquíni, o Bob Esponja Calça Quadrada mora num abacaxi. Porém, mais sugestivo ainda, é o local de trabalho dele, o Siri Cascudo. Lá, o personagem vive em função dos hambúrgueres de Siri, que são preparados com um molho secreto. A opção ainda não está disponível na cidade, mas há uma série de iguarias que poderiam estar no cardápio do desenho. Um exemplo é o hot-dog de lagosta servido com molho nada secreto (agridoce) e fritas (53 reais) do Fisherman’s Table. Para continuar nos quitutes, prove o par de coxinhas recheadas com fiapos de siri (15 reais).

Smurfs: no mundo dos smurfs, desenho da década de 50 que recentemente virou filme, existem as frutas azuis, também conhecida como mirtilo. Alguns doces levam o ingrediente por aqui. Na Condimento, por exemplo, tem crumble de mirtilo (11 reais) e na Faire La Bombe, uma éclair leva o recheio por 5,50 reais a pequena e 8 reais a grande.

Fonte: VEJA SÃO PAULO