Gastronomia

Comida judaica: dez boas opções de restaurantes na cidade

Conheça casas que seguem preceitos da culinária kosher e outros endereços que apostam em pratos tradicionais, ainda que em desacordo com os mandamentos da Torá

Por: Daniel Ottaiano - Atualizado em

Blú Bistrô - Klopes - vareniques
Klopes e vareniques: pratos judaicos no Blú Bistrô (Foto: Divulgação)

Para ser considerado kosher, um alimento precisa seguir normas específicas determinadas na Torá. Não por acaso, poucas casas em São Paulo se dedicam à dieta judaica, que necessita de um acompanhamento cuidadoso, aprovado por um rabino. Selecionamos endereços da cidade para ajudar quem busca casas que sigam os preceitos da religião. Para completar, também há opções para quem deseja conhecer essa culinária típica, mas não segue as restrições que o livro sagrado indica.

Nos restaurantes tradicionais, carne e laticínios, por exemplo, não podem ser misturados em uma mesma refeição. Porco e frutos do mar estão proibidos e peixes somente podem ser consumidos aqueles que possuem barbatanas e escamas.

Veja abaixo dez endereços que servem comida judaica (kosher ou não) na capital:

Adi Shoshi Delishop A casa no Bom Retiro apresenta em seu cardápio pratos como quibe assado com molho de iogurte ou de gergelim (18 reais). Outra opção, a 20 reais, é o tchulent (tipo de feijoada judaica com carnes, batata e grãos como feijão). De sobremesa, pudim de caramelo (5 reais).

Blú Bistrô A casa mescla receitas variadas com pratos típicos judaicos. Boas opções são os vareniques (massa com recheio de batata) cobertos de cebola caramelada (21,50 reais) e os klopes (terrine de frango desfiado), ao preço de 23,90 reais.

Casa Zilanna As prateleiras desse empório em Higienópolis reúnem produtos kosher. Há opções para comer na hora, como o pão salgado salpicado de cebola (1,20 real, o grande).

Falafa Bar & Deli Inaugurado em junho, o endereço aposta no faláfel, mas também surgem no menu pratos da culinária judaica. O matzo ball (caldo de frango com legumes e polpetas de pão ázimo) sai a 15,90 reais. Outra opção é o nokédi da Katy, de 36,50 reais, que reúne massa húngara caseira, picadinho de filé-mignon e molho de páprica e coalhada.

Kafé do Moishe - A cafeteria kosher fica dentro do supermercado Super K, no Pacaembu. Entre as pedidas estão o chocolate (quente ou frio) servido com creme de avelã (7,90 reais) e os crepes doces de chocolate, brigadeiro e doce de leite (5 reais cada). Opção salgada é o sanduíche de salmão defumado (22 reais).

Nur O restaurante oferece receitas de acordo com as normas da Torá. Entre elas está o filé de frango ao molho de limão guarnecido de espaguete com tiras de legumes (38 reais).

O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo A rede de docerias recebe o selo kosher em seus produtos. O bolo inteiro (feito de suspiro e musse de chocolate) tem três versões, com preços a partir de 69 reais: meio amargo, tradicional e sem açúcar.

Super K – Market & Deli – Inaugurado em 2009, o supermercado no Pacaembu é especializado em produtos judaicos. Todos os mais de 2 000 itens são certificados pelo rabinato.

Rua Traipu, 66, Pacaembu, 3663-3030. 8h30/20h30 (sex. até 15h; fecha sáb.)

Sushi Papaia A rede de restaurantes japoneses possui uma unidade em Higienópolis que oferece apenas comida de acordo com os preceitos judaicos. O combinado de salmão com doze sushis, oito makis e vinte sashimis sai por 102 reais.

Z Deli Proprietárias se inspiraram nas delis de Nova York para montar esse restaurante. Das especialidades do Leste Europeu no cardápio está o guefilte fish (bolinho de peixe com raiz-forte), que sai por 9 reais. Aparecem também especialidades árabes.

Fonte: VEJA SÃO PAULO