Gastronomia

Novos bares, restaurantes e cafés em Campos do Jordão

Conheça o circuito de novidades da temporada de inverno

Por: Fábio Galib

Vemaguet 67
O bar Vemaguet 67: estreia na cena boêmia (Foto: Divulgação)

Nasce um clássico

A perua DKW Vemaguet fez história como o primeiro carro de fabricação nacional, mais de cinquenta anos atrás. Foi no clássico utilitário que os empresários Marcos Hartkamp e José Carlos Carvalho se inspiraram para inaugurar, em abril, o já concorrido bar Vemaguet 67. Garçons trajados de macacão de mecânico entregam nas mesas chope Germânia (7,40 reais, 250 mililitros) e drinques, como a caipirinha que mistura abacaxi, mirtilo, maracujá e vodca Absolut (26,30 reais). A temática automobilística se repete no cardápio. Chamado de ultrapassagem, o sanduíche composto de hambúrguer de picanha (200 gramas), bacon, creme de gorgonzola e cebola vem servido ao lado de batata frita e molho verde (28,10 reais). Vemaguet 67. Rua Djalma Forjaz, 140, loja 17, Capivari, ☎  (12) 3663-3239. 11h/0h (sex. e sáb. até 3h).

 

Para ver e ser visto

O deque do restaurante WeLounge, mantido pelo WeHotel, tem tudo para ser o mais cobiçado da temporada. O espaço funciona como uma espécie de vitrine, onde o público bem-arrumado esvazia garrafas de champanhe Veuve Clicquot Brut (397 reais). No salão igualmente vistoso, decorado com confortáveis poltronas de couro preto, são servidos petiscos e pratos feitos pelo jovem chef Ramon Fonseca. Destaque para a bruschetta de queijo cremoso, presunto cru e azeite de ervas (46 reais, seis unidades), sugerida de entrada. Entre os principais, há ragu de costela com polenta e broto de beterraba (65 reais) e polpettone recheado de mussarela de búfala e bacon ao molho de tomate e parmesão (76 reais). WeLounge. Avenida Macedo Soares, 262, Capivari, ☎ (12) 3663-2038. 11h/23h (sex. e sáb. até 2h; fecha seg. e ter.).

WeLounge
O salão do WeLounge: badalação na certa (Foto: Lucas Lima)

As geladas da estação

A carta etílica do Baden Baden (Rua Djalma Forjaz, 93, Capivari, ☎ 12-3663-3610) ganhou o reforço de um rótulo lançado para celebrar os quinze anos da microcervejaria. Produzida com lúpulo cultivado nos arredores de Campos do Jordão, a bebida tipo heller bock custa 26,80 reais (600 mililitros). Outra boa-nova é a chegada do chope artesanal Dona Mathilde Bier (foto), feito em Itatiba e vendido na varanda do restaurante Kouguem (Rua Isola Orsi, 47, Capivari, ☎ 12-3663-1914). Ele está disponível nas versões pilsen, dunkel, stout, pale ale (8 reais cada uma) e de trigo (11 reais), em copo de 300 mililitros.

 

Baden Baden
Chopes Baden Baden (Foto: Divulgação)

Pausa para um bom cafezinho

Inaugurado em fevereiro, longe do burburinho do Capivari, o Empório Kaldi acolhe os visitantes em busca de uma bem tirada xícara de expresso. Na máquina La Spaziale, entram apenas cafés de procedência respeitada, entre eles Baggio, Unique e Fazenda Pessegueiro (3,50 reais cada dose). Podem-se comprar os grãos a granel, inteiros ou moídos na hora, e também acessórios da marca japonesa Hario e da italiana Bialetti. Às bebidas, faz boa companhia o sanduíche belvedere, de peito de peru, queijo de minas, alface, tomate e cenoura na ciabatta (12 reais). Empório Kaldi. Avenida Frei Orestes Girardi, 3159, lojas 1 e 2, Jaguaribe, ☎ (12) 3664-2371. 8h/19h (sex. e sáb.até 22h; dom. até 20h).

 

Empório Kaldi
O ambiente do Empório Kaldi: atração fora do centrinho (Foto: Divulgação)

Pedida reconfortante

Desde a sua abertura, em abril, o Santa Sopinha engrossa o caldo da boa mesa em Campos do Jordão. Dotado de um salão classudo, que antes servia ao extinto Casa Baronesa, o novo restaurante apresenta uma seleção de quinze receitas de sopa e creme, entregues em bonitas louças, a preços que não esfolam o bolso. Entre as versões mais requisitadas estão abóbora com carne-seca (29,50 reais) e lentilha (28 reais). Preparada com milho triturado, a perfumada quirera é enriquecida com pedaços de costelinha suína (28 reais). A cozinha também acerta em pratos como a truta grelhada ao molho de laranja acompanhada de nhoque de mandioquinha (44 reais). Repleta de rótulos sul-americanos, a atraente carta de vinhos traz entre as sugestões o argentino Punto Final Etiqueta Branca Malbec Reserva 2011 (138 reais). Santa Sopinha. Avenida Doutor Vitor Godinho, 231, Capivari, ☎ (12) 3663-5108. 12h/23h (qua. a partir das 19h; dom. até 22h; fecha seg. e ter.). 

Santa Sopinha
Creme de abóbora com carne-seca: R$ 29,50 (Foto: Lucas Lima)

Vai encarar?

A febre dos sorvetes no palito não encontra trégua nem no inverno. Especializada nas chamadas paletas mexicanas, a Los Ticos Paleteros (Avenida Macedo Soares, 499, Shopping Market Plaza) leva à cidade, durante a temporada, seus gelados em vinte sabores. Os de fruta, como kiwi e manga (8 reais cada um), são feitos com ingredientes frescos. Há ainda versões criativas, a exemplo de iogurte com vinho do Porto e Jack Daniel’s com mel e cravo (12 reais a unidade). Quem também investe em picolés é a Campos Gelato (Avenida Macedo Soares, 135, loja 5, Capivari, ☎ 12-3663-9045): Ovomaltine e Sonho de Valsa engordam neste ano a lista da marca, ao lado de sabores como pistache e tiramisu (9 reais cada um).

 

Los Ticos Paleteros
Paletas: à moda mexicana (Foto: Divulgação)

O chef da vez

À frente do restaurante Mina, no luxuoso Botanique Hotel & Spa, o chef Gabriel Broide executa uma refinada cozinha contemporânea, aberta a não hóspedes somente mediante reserva. Broide é um entusiasta dos produtos regionais, usados por ele em preparos como a gargouille da mantiqueira, uma colorida composição de trinta pedacinhos de legumes locais frescos (49 reais). Até os ingredientes que crescem espontaneamente nos jardins do hotel acabam indo para o prato, caso da serralha, que ele salteia e serve junto de ovo caipira, farinha de embutidos e espuma morna de cogumelos (52 reais). Mina. Rua Elídio Gonçalves da Silva, 4000, Bairro dos Mellos,☎ (12) 3797-6877. 12h30/16h e 20h/22h30.

Mina
Legumes frescos no Mina, de Gabriel Broide (detalhe): fornecidos por pequenos produtores (Foto: Divulgação)

Escapadinha estratégica

Fica em São Bento do Sapucaí a fazenda do engenheiro-agrônomo Rodrigo Veraldi. Ali, certo dia, ele decidiu plantar batatas. Depois vieram as frutas vermelhas, as uvas, que hoje dão bons vinhos, e as azeitonas, das quais faz azeite. Veraldi recebe visitantes, que colhem fruta do pé e saboreiam caprichados almoços nos fins de semana, tudo mediante reserva. A 70 reais por pessoa, a refeição pode incluir ravióli de abóbora, risoto de cogumelo e porco assado — este criado na propriedade à base de castanha portuguesa. Entre Vilas. Estrada da Campista, km 5,5, São Bento do Sapucaí, ☎ (12) 99745-9897. Somente com reserva.

Fogão caipira

Aninhado na área rural, o Empório dos Mellos funciona como restaurante e mercearia, vendendo geleias e pães artesanais, além de verduras semeadas ali mesmo. O resultado são pratos cheios de sabor, caso da polenta cremosa com queijo meia cura e shiitake cultivado no bairro do Lageado (17 reais) e da galinha caipira com quiabo frito (32 reais). Empório dos Mellos. Rua Elídio Gonçalves da Silva, 1800, Bairro dos Mellos, ☎ (12) 99739-5343. 9h/17h (fecha ter.).

 

CREMOSAS E FUMEGANTES: Cinco boas sugestões de chocolate quente

Sem medo das calorias: De textura aveludada, a receita inclui licor amaretto e leite condensado, mais ganache lambuzando a borda da xícara (9,50 reais, 150 mililitros). Santa Sopinha. Avenida Doutor Vitor Godinho, 231, Capivari, ☎ (12) 3663-5108. 

Santa Sopinha
Chocolate quente do Santa Sopinha (Foto: Ivan Dias)

O mais refinado: É feito com leite vaporizado e uma combinação de pastilhas de chocolates ao leite e amargo da marca belga Callebaut (8,85 reais, 150 mililitros). Sans Souci. Avenida Doutor Januário Miraglia, 3260, Jaguaribe, ☎ (12) 3663-3922.

Sans Souci
Receita do Sans Souci leva chocolate belga (Foto: Ivan Dias)

Com jeitinho caseiro: Simples e saboroso, esse chocolate quente tradicional preserva aquele gosto de receita de mãe. Custa 9 reais o copo de 200 mililitros. Chocolate Montanhês. Praça São Benedito, 5 e 45, Capivari, ☎ (12) 3663-1979/2631. 

Chocolate Montanhês
Chocolate Montanhês: gosto de mãe (Foto: Ivan Dias)

Açúcar na dose certa: Usa a mistura pronta da marca Suisse, à base de cacau da Costa do Marfim. É doce na medida, mas peca pelo excesso de amido de milho (7 reais, 180 mililitros). Empório Kaldi. Avenida Frei Orestes Girardi, 3159, lojas 1 e 2, Jaguaribe, ☎ (12) 3664-2371.

Empório Kaldi
Chocolate quente do Empório Kaldi (Foto: Divulgação)

Bom e barato: Encorpado, leva chocolate em pó de fabricação própria e leite vaporizado. O preço é camarada: 5 reais o copo com 240 mililitros. Chocolate Araucária. Avenida Macedo Soares, 135, Capivari,☎ (12) 3663-1783.

campos 12
Com bom preço, receita do Chocolate Araucária leva pó de fabricação própria (Foto: Divulgação)

Fonte: VEJA SÃO PAULO