ANIMADOS

VEJA COMER & BEBER São Paulo 2014: bares-baladas

Confira os melhores endereços dessa categoria

Por: Saulo Yassuda - Atualizado em

Panorama
O lounge do Panorama: lugar certo para encontrar gente bonita (Foto: Rogerio Canella)

A edição especial VEJA COMER & BEBER São Paulo reúne 200 bares. Abaixo, a seleção dos endereços com vocação de balada.

 

  • Bar-balada

    Azucar

    Rua Doutor Mário Ferraz, 423, Itaim Bibi

    Tel: (11) 3074 3737

    VejaSP
    5 avaliações

    Um bar latino repleto de clichês do gênero, das boinas ao estilo Che Guevara dos barmen aos instrutores de dança cheios de simpatia que têm a missão de botar todo mundo para dançar. Salsa, merengue e outros estilos embalam a pistinha, que vai ficando cada vez mais fervida conforme a noite avança. Nesse cenário de música alta e luz piscante, a interação é turbinada por copos de mojito em diferentes versões, como a que recebe uma bem-vinda adição de abacaxi (R$ 26,50). Na hora de repor as energias, há bobagenzinhas gostosas como os espetinhos de frango com geleia de pimentão (R$ 25,50, seis unidades).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bar-balada

    Charles Edward

    Rua Miriti, s/n, Itaim Bibi

    Tel: (11) 3078 5022 ou (11) 3079 2804

    VejaSP
    4 avaliações

    Enquanto cinquentões com a vida resolvida esvaziam garrafas de uísque, mulheres bem- -vestidas dançam como se não houvesse amanhã. Nesta casa do Itaim é assim há vinte anos, e quem não está acompanhado costuma aparecer por ali a fm de encontrar alguém para chamar de seu. A música ao vivo, geralmente fashback e pop rock, é só um pretexto. Além de destilados, raramente os pedidos incluem algo que não seja chope (Brahma, R$ 10,40) ou cerveja long neck (Budweiser, R$ 11,00). Quem consegue uma das poucas mesas também aproveita para petiscar. A bruschetta pode conter, além de tomate, queijo camembert ou mussarela de búfala (R$ 21,40).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bar-balada

    Dezoito Bar

    Rua Professor Atílio Innocenti, 101, Itaim Bibi

    Tel: (11) 3061 9677

    VejaSP
    2 avaliações

    Conforme a noite avança, o lugar vai ficando cada vez mais muvucado de gente arrumadinha, com pinta de quem acabou de sair do escritório. O clima de balada é garantido por luz baixa e música eletrônica em volume elevado, tudo turbinado por drinques fáceis de beber. O scotch honey (R$ 28,90), por exemplo, tem o uísque Chivas 12 anos suavizado por limão-siciliano, mel e manjericão. A coxinha de frango (R$ 32,00, seis unidades) ganha crocância extra ao ser empanada na farinha panko, mas pode vir com o interior gelado. É melhor ficar com a tostada de brie na baguete, com melaço e geleia de amora (R$ 28,90).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bar-balada

    Kia Ora

    Rua Doutor Eduardo de Souza Aranha, 377, Itaim Bibi

    Tel: (11) 3846 8300

    VejaSP
    3 avaliações

    A casa se define como um pub de inspiração australiana e neozelandesa. Isso significa que o ambiente escurinho de seus similares britânicos dá lugar a um amplo galpão, em que um mezanino se debruça sobre o palco, onde rolam shows de pop rock. A música ao vivo serve de pretexto para a paquera. Na seleção de cervejas na pressão, encontra-se a inglesa Old Speckled Hen (R$ 25,00 o pint). Boa companheira dos copos, a porção de fritas com casca vem apimentadinha junto de creme azedo (R$ 20,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bar-balada

    Panorama

    Avenida Nove de Julho, 5871, Jardim Paulista

    Tel: (11) 3167 3074 ou (11) 3071 4275

    VejaSP
    Sem avaliação

    Meio disfarçado pela vegetação, o burburinho deste bar-balada se forma em plena Avenida 9 de Julho. A partir da happy hour, as mesas da varanda começam a receber homens e mulheres, em sua maioria com os 30 anos já completos. Eles, com as camisas ajustadas ao corpo. Elas, no alto de saltos, trajando vestidos curtos e de cabeleira esticada. Alguns passos depois da varanda, fica a pista. Escura, de teto baixo e cheia de luzes coloridas e piscantes, tem um clima de inferninho. A programação é baseada na música eletrônica, o mesmo gênero que consagrou o proprietário Angelo Leuzzi em sucessos paulistanos como a boate Lov.e. Por ali rolam conversas ao pé do ouvido e troca de olhares. Novos casais vão se formando e elegendo a parede como apoio. No andar de cima, o balcão do bar costuma ficar apinhado de gente à espera de seus corretos gim-tônica (R$ 33,00) e apple martini (R$ 34,00) enquanto calcula uma forma de aproximação. Ao lado, um lounge se mostra um pouco mais comportado (e menos escuro). No último piso, o pequeno restaurante recebe os festeiros mais calmos, que encontram pratos como o salmão em crosta de gergelim mais risoto de limão-siciliano e parmesão (R$ 54,00) até as 5 da manhã às sextas e aos sábados.

     

    Preços checados em setembro/outubro de 2014.

    Saiba mais
  • Bar-balada

    The Sailor

    Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2776 , Jardim Paulistano

    Tel: (11) 3044 4032 ou (11) 3811 9793

    VejaSP
    32 avaliações

    Do predinho de três andares, o piso térreo é o mais concorrido. Ali, em um palco emoldurado por cortina vermelha, bandas de pop rock botam todo mundo para dançar (e paquerar). O mezanino, de onde também dá para assistir aos shows, funciona como área vip. O último andar é dotado de um terraço com vista para os prediões da Avenida Faria Lima. Seja qual for o ambiente, a caneca de chope Brahma (R$ 13,00) é a pedida principal. Também saem alguns drinques e bons hambúrgueres como o captain (R$ 38,50) — um disco de 180 gramas de carne com queijo gruyère, radicchio e cebola no pão preto.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO