Humor

Comediantes da capital conseguem milhões de cliques na internet com quadros de câmera escondida

Em uma proposta mais leve, humoristas apostam em pegadinhas onde eles mesmos são a grande graça

Por: Mariana Rosário

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Durante os anos 80 e 90, esquetes de humor proliferaram na TV brasileira. Gravados com câmeras escondidas, comediantes improvisavam situações surreais, expondo pessoas ao ridículo. Nas “pegadinhas”, era comum a prática de atirar baldes de água em usuários de banheiros públicos e “plantar” mercadorias irregulares em pedestres desavisados para simular prisões injustas. Realizado até hoje, mas sem o apelo de outrora, esse tipo de humor de gosto duvidoso ganhou nos últimos tempos uma vertente mais leve na internet. No formato, popular nos Estados Unidos, as abordagens agressivas são trocadas por cenas em que o ridicularizado é o próprio ator.

McDonald’s X Burger King: a batalha dos big sanduíches

Há uma safra de paulistanos investindo no modelo e postando suas produções amadoras no YouTube. O canal mais acessado é o Na Sarjeta, com 30 milhões devisualizações em 100 vídeos desde janeiro de 2013. Seu maior sucesso é um quadro em que a atriz Priscila Javarrotti se senta no colo de desconhecidos enquanto fala distraidamente ao celular. O negócio é tocado por cinco humoristas que apresentam shows de stand-up comedy em teatros periféricos da cidade. Nas horas vagas, uma vez por semana, reúnem-se para gravar. O faturamento mensal com patrocínios do Google não ultrapassa os 3 000 reais, montante revertido para a compra de novos equipamentos. nada, mas vamos continuar apostando na ideia”, diz o diretor do canal, Fernando Strombeck. Outros que acumulam acessos são o Perturbando a Paz, com 15 milhões, e o BrotherAGI, com 13 milhões.

Danilo Gentili terá de pagar multa de 2 milhões de reais para a Band

Do ponto de vista financeiro, o mais bem-sucedido é o ator e publicitário Eduardo Martins. Conhecido como John Leitão, ele chega a faturar até 15 000 reais por mês com publicidade para marcas como Cacau Show. Desde novembro de 2012, quando se iniciou no ramo, protagonizou 75 vídeos, somando 22 milhões de visualizações. Em alguns deles, implora abraços a policiais militares e elogia desconhecidos com frases como: “Que belo jeito de andar”. Seus personagens fixos também fazem sucesso. Inspirado em um caseiro que conheceu na infância, o caipira caricato Benedito anda por aí munido de um berrante. No Aeroporto de Congonhas, pediu a funcionários para entrar em um avião e conhecer “como é por dentro”. “Eu não tento tirar sarro dos outros, a grande piada sou eu”, afirma.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Angela Dip erra no look, mas mostra bom humor

Uma prática recorrente entre essa leva de humoristas é paquerar mulheres pelas ruas. O próprio Leitão tem vários vídeos do tipo. Inclusive seu maior êxito, o Quer Namorar Comigo?, de dezembro de 2014, com 2,3 milhões de visualizações — o mesmo número do recente curta Humanidade,do grupo carioca Porta dos Fundos. Além de ser sua iniciativa mais conhecida, o esquete lhe rendeu encontros com a atriz Gabriela Pimenta. No ano passado, ela aceitou o pedido durante gravações na Praça Benedito Calixto, em Pinheiros (ele jura que não foi combinado). Apesar da torcida de internautas nas redes sociais, o romance não foi para a frente  “Até hoje eu tenho de responder se continuamos juntos”, diz Leitão. Outro que aposta na linha romântica, digamos assim, é Abud Sadek, do canal AbudTV. Entre suas técnicas de conquista estão cantadas em árabe e tapas no próprio rosto para convencer as garotas a lhe passar o telefone. Ao fim, sempre termina com novos contatos na agenda. “Muitos dizem que dá certo porque sou bonito, mas acho que a atitude confiante faz mais diferença”, diz ele, aluno da faculdade de sistemas de informação no Mackenzie.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

+ Motorista leva 17 minutos para estacionar carro e vira piada na internet

Um canal do tipo, o Não É Sério! TV, tem acumulado encrencas desde sua criação, em 2013. Em um vídeo, de agosto de 2014, o ator Wesley Amorim simulou estarpossuído por um demônio em um templo da Universal do Reino de Deus e acabou intimado a prestar depoimento em uma delegacia. A igreja diz que tomará “medidas cabíveis pelo ultraje ao culto”. Em ocasião anterior, Amorim e seu sócio, Crissostenes Souza, passaram uma noite detidos após terem fingido enrolar um cigarro de maconha ao lado de dois policiais. “Nossa intenção não era ofender ninguém nem causar polêmica”, jura Amorim. Por via das dúvidas, a dupla começou a pegar mais leve depois desses problemas. 

+ Que delícia! “Bordão” de Silvia Abravanel no “Bom Dia & Cia.” vira piada na internet

Para dar Play

Alguns dos vídeos com mais acessos no Youtube

Fingindo-se de demônio na igreja!  (Não é Sério! TV)

Em um templo da Universal, Wesley Amorim canta até It's Raning Men.

790 000 visualizações

Garotinho xavecando mulheres (Na Sarjeta)

Vitor Godoy, de 11 anos, aborda garotas em um shopping.

1,7 milhão de visualizações

O que não comer na biblioteca (AbudTV)

Cenouras, uma melancia inteira e até repolho são devorados entre os livros.

258 000 visualizações

Xavecando a polícia (John Leitão)

Vários agentes (homens) são pedidos em casamento durante as cenas.

837 000 visualizações

Fonte: VEJA SÃO PAULO