Transportes

Com obra atrasada, trem para Cumbica só sai em 2016

Governo de São Paulo culpa a contaminação da USP Leste e burocracias na obtenção de licenças e verbas federais para o atraso de dois anos

Por: Veja São Paulo

trens CPTM
Linha 13-Jade terá 12 quilômetros de extensão (Foto: divulgação)

Inicialmente prevista para 2014, a Linha 13-Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), que ligará São Paulo ao Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, só deve ser entregue em 2016. O novo prazo foi anunciado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) nesta terça (4). Outro ramal cujas obras estão fora do prazo é a extensão da Linha 9-Esmeralda até Varginha, no extremo Sul da capital. Ambas estão com um atraso previsto de dois anos.

A futura Linha 13-Jade vai ligar a Estação Engenheiro Goulart, da Linha 12-Safira, no extremo Leste, até a altura do Terminal 4 de Cumbica. Para os outros terminais, os passageiros terão de pegar um monotrilho, que deve ser construído pela GRU Airport, concessionária que administra o aeroporto.

+ CBF nega abertura de estádio do Palmeiras

Quando foi anunciado, em 2012, o ramal ficaria pronto no segundo semestre deste ano. Depois, o governo postergou a obra para 2015. Hoje, em agenda pública, Alckmin e o presidente da CPTM, Mário Bandeira, admitiram mais um atraso. "Sempre tínhamos trabalhado com dezoito meses (para a conclusão da obra), após todas as interferências e as licenças ambientais concluídas. Passamos por várias áreas de interferência. Não é culpa nossa e não vou dizer que a culpa é da USP Leste, mas, na realidade, aquela questão do embargo acabou provocando alguns reflexos no nosso projeto", disse Bandeira. 

O trecho, de 12 quilômetros, vai passar próximo da USP Leste e por cima das Rodovias Ayrton Senna e Presidente Dutra. Terá três estações: Engenheiro Goulart, Guarulhos-Cecap e Aeroporto. 

Varginha

Para as duas linhas, tanto a 13-Jade quanto a extensão da 9-Esmeralda, Alckmin diz que espera dinheiro da União. "Ambas têm recursos do OGU (Orçamento Geral da União). Só que não chegaram até agora. Então, a nossa parte já acabou. Agora seria a parte federal, estamos esperando assinar nos próximos dias", afirmou o governador. 

De acordo com ele, a extensão da Linha 9, que acrescentará duas estações ao ramal, também deve ser entregue em 2016. "O duro é você começar a obra, porque tem que fazer projeto, licenciamento ambiental, licitação, assinatura de contrato... Agora, está no ritmo que não termina mais. Então, dezoito meses a nova linha para Cumbica e catorze, doze, quinze meses, nessa faixa, o prolongamento até Varginha (na Linha 9)."

(Com Estadão Conteúdo)

Fonte: VEJA SÃO PAULO