Cidade

Acompanhe a cobertura da Virada Cultural

Todas as informações sobre o evento em tempo real

Por: REDAÇÃO VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Um time de 25 jornalistas faz a cobertura mais completa da Virada Cultural, que ocorre entre as 18h de sábado (17) e as 18h de domingo (18).

Pelas redes sociais, Twitter (@vejasp) e Instagram, acompanhe também nossas dicas em tempo real buscando por #vejaspnavirada.

Saiba tudo mais sobre a Virada Cultural clicando aqui.

DOMINGO (18)

19h - Roberta Miranda também cancela show que faria no Arouche. A Virada Cultural 2014 chega ao fim.

18h52 - Acaba o show da banda Apanhador Só

18h24 - Nescafé, O Rei e o Zé e Mordido estão entre as canções pedidas

18h19 - Apanhador Só toca as músicas que a galera pede

18h05 - Show de Martha Reeves é oficialmente cancelado.

17h55 - Após muita confusão com fãs na frente de seu camarim, Valesca Popozuda teve de ser escoltada pela PM para deixar o centro de São Paulo. A cantora seguiu para o Campo de Marte, de onde pegará uma avião para o Rio. Ela faz dois shows na capital carioca ainda hoje.

17h50 - Roberta Miranda confirma que vai cantar logo mais no Arouche.

17h45 - A banda Apanhador Só vai encerrar a Virada Cultural na rua mesmo. O palco está alagado.

17h44 - Pagode 90 e Céu cancelam apresentações no Palco Rio Branco.

17h33 - Poucas pessoas aguardam o show da banda Apanhador Só, que encerra a Virada no Palco Libero Badaró.

17h30 - Na região da Sé, todos os eventos foram cancelados: peças de teatro, stand-up com Rafinha Bastos e festas.

17h28 - Martha Reeves nem sai da van e volta para o hotel.

17h19 - No Palco Júlio Prestes, o show de Martha Reeves corre o risco de não acontecer. Todo o equipamento ficou molhado após a chuva, e os bombeiros analisam a situação. O público na região se dispersou.

17h04 - Os seguranças confirmam que o show acabou por uma questão de segurança. Um homem conseguiu invadir o palco pelas caixas de som.

17h - Valesca se ajoelha, agradece ao público e se despede. "Já??", perguntam os presentes.

16h57 - No fim da música Robocop Gay, ela trocou a letra: "O Feliciano é gay".

16h52 - Valesca emenda um hit no outro: Raio de Sol (Wando), Descendo até o Chão, Água Mineral (Carlinhos Brown) e Tá na Hora (Xuxa) em versão funk.

16h42 - Galera pirando com a funkeira agora com Lepo, Lepo.

16h39 - Apesar da chuva com granizo, todos cantam e dançam Beijinho no Ombro com Valesca. O DJ toca debaixo de uma lona.

16h32 - Chuva pesada e com granizo começa no centro de São Paulo.

16h27 - "Agora sou solteira e ninguém vai me segurar", entoa Valesca no centro. Logo logo vai chover.

16h23 - Valesca Popozuda acaba de subir ao Palco Arouche.

16h17 - Funkeira chega ao seu camarim no Arouche.

16h15 - Bailarinos de Valesca ensaiam no camarim. Eles se espantaram com o tamanho do público no Arouche. É provável que Valesca cante na chuva.

16h10 - Misteriosa, Elke Maravilha entrou no palco com uma hora de atraso declarando seu amor pelos fãs: "Amo vocês". Começou o set com "Dentro de Mim Mora um Anjo", de Casaco. Acompanhada de uma banda eficiente, formada por um baterista e um guitarrista, Elke conquistou o pequeno público presente no palco Cabaret com simpatia: "Quanta coisa bonita", disse elogiando o público.

16h - Direto do camarim da Valesca: a estrela do funk ainda não chegou.

15h45 - Palco no Arouche já está lotadíssimo: fãs aguardam Valesca Popozuda.

15h40 - Acompanhado de talentosa banda com destaque para o trio de sopro, Luiz Melodia desfilou hits em repertório apresentado no Palco Julio Prestes em show iniciado às 15h20. A primeira saudação do artista após a execução da faixa de abertura Contrastes foi para a capital paulista, para a Virada Cultural e para os usuários de crack, um dos maiores problemas sociais enfrentados em São Paulo nos últimos anos. Eles foram posteriormente homenageados com a canção "Magrelinha". Músicas como Tive Sim, de Cartola, Diz que fui por aí, de Zé Keti (eternizada na voz de Jair Rodrigues), Dama Ideal, Fadas e o Neguinho e a Senhorita completaram o repertório. Ainda participou da apresentação a cantora Flávia Bittencourt durante Estácio, Holly Estácio.

15h30 - Na região da Sé, Venga Venga e Pilantragi animam a galera. Apesar de não ter famosos, o palco do stand-up reúne muitas pessoas.

15h20 - Taigo Iorc embala os paulistanos com músicas inéditas no palco Libero Badaró.

15h - Dom Paulinho Lima & a ótima banda Super Soul começaram o show com uma hora de atraso, mas a plateia que se reúne em frente ao palco parece não ligar, cantando junto os clássicos que o cantor interpreta, como Just The Way You Are, de Billy Joel. Portando uma bengala e muito simpático, Dom Paulinho agradece ao público: "Meu Deus do Céu, que coisa linda".

14h30 - Cerca de 300 pessoas protestam em frente à Galeria do Rock contra os manicômios. O ato foi chamado de Antimanicomial e segue no sentido República.

14h - Show do Dom Paulinho na Praça da República está atrasado. As apresentações neste domingo têm começado com pelo menos 50 minutos de atraso.

13h50 - Teresa Cristina e Grupo Semente homenageiam João do Vale, Gonzagão, Caymmi e Geraldo Filme em repertório no Palco Luz. Por lá, ainda se apresentam Eliana de Lima (15h) e o grupo Pagode 90 (17h).

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

13h15 - Feirinha gastronômica O Mercado, no Bom Retiro, tem clima tranquilo, com famílias e grupos de amigos comendo na calçada. Clique aqui para conferir a programação completa.

Feirinha gastronômica O Mercado na Virada Cultural
Feirinha gastronômica O Mercado na Virada Cultural (Foto: Helena Galante)

13h - Durante quase uma hora e meia de show, no Teatro Municipal, Elza Soares mostrou que sua maior força está na voz. Mesmo sem poder "levantar e sambar", como a própria cantora lamentou, ela arrancou aplausos do público a cada canção do álbum A Bossa Negra, de 1961. "A voz é um instrumento a mais", disse ao imitar o som de percussão, baixo e trompete ao lado de oito músicos. No final, Elza se emocionou ao homenagear Jair Rodrigues, cantando Deixa Isso Pra Lá.

Elza Soares na Virada Cultural
Elza Soares na Virada Cultural (Foto: Veja São Paulo)

13h - Há dez anos afastado dos palcos, o grupo RZO se apresentou na Júlio Prestes. O show começou com Ratatá é Bicho Solto, música gravada em parceria com o Charlie Brown Jr, e empolgou o público com Pirituba. "A gente deu duro quando começou. Maldita hora em que a internet surgiu", discursaram. O rapper Ice Blue, do Racionais MCs, fez participação especial.

Rzo - Virada Cultural
RZO no Palco Julio Prestes da Virada Cultural (Foto: Ricardo D'Angelo)

12h50 - Nelson Sargento fez um show memorável no Palco Luz. Em determinado momento, o sambista foi dar um gole no recipiente que tinha ao seu lado no palco e brincou: "Água. O fim de carreira do sambista". "Eu sou diabético e preciso tomar cuidado. Mas tomo uma cervejinha de vez em quando", disse à Veja São Paulo, após a apresentação, no camarim. Simpático, Nelson atendeu a fãs que estiveram por lá com autógrafos e fotos. "Eu estava feliz por poder cantar aqui na Virada, mas também muito nervoso porque a gente tem sempre que dar o nosso melhor para o público. Mas parece que eles gostaram do show". Quando perguntado se gosta do samba feito hoje em dia, Nelson disse ouvir os que se relacionam com o conceito da música de raiz. "O resto eu respeito, mas prefiro não comentar o que acho". 

12h40 - Show do Falcão no Palco Arouche teve homenagem a Reginaldo Rossi, distribuiu discos, fez versão de Raul Seixas e terminou a apresentação com cover de Another Brick in the Wall, do Pink Floyd. Detalhe: na tradução muito livre, a letra original foi substituída pelos versos de Atirei o Pau no Gato.

12h30 - Na hora do almoço, o movimento é intenso na feirinha gastronômica Chefs na Rua. Nada de confusão, no entanto. Selecionamos os destaques à venda por lá. Clique aqui e confira. Novidade, o setor Cerveja É Cultura está fazendo sucesso com rótulos artesanais e importados. 

Chefs na Rua: Cerveja é Cultura
Chefs na Rua: Cerveja é Cultura (Foto: Helena Galante)

12h12 - Viradinha Cultural está lotada: para brincar nas oficinas, as crianças precisam de senha. Sessões ocorrem de uma a uma hora. Dica para quem está na região: evite os banheiros na Praça da República.

11h30 - Da MPB ao brega: no Teatro Municipal, Elza Soares foi aplaudida de pé ao entrar em cena, com auxílio de um integrante de sua equipe. Já no Palco Arouche, o astro é Falcão, que dedicou I'm Not Dog No a "todos os cornos". A plateia dos dos shows é diversificada: de vovós a criancinhas. Ao parar para refrescar a garganta, o cantor brincou: "Com essa falta de água, tem que tomar ligeiro ou o Alckmin chega e toma". Foi aplaudido. Já Elza provoca risadas ao falar sobre recomendações de seus médicos. Ela faz show sentada, mas a potência como interpreta músicas do disco Bossa Negra, de 1961, faz todos vibrarem. "Hoje não tem música popular brasileira, tem música pra pular brasileira", criticou, sob aplausos.

Virada Cultural: Falcão
Virada Cultural: Falcão (Foto: Ricardo D'Angelo)

11h25 - Prestes a completar 90 anos em julho e trajando as cores da Mangueira, Nelson Sargento abre show no Palco Luz com o clássico samba Agoniza Mas Não Morre.

Nelson Sargento no Palco Luz da Virada Cultural
Nelson Sargento no Palco Luz da Virada Cultural (Foto: Veja São Paulo)

11h15 - O atraso de mais de uma hora não abala o público do Palco Cabaré, que vai ao delírio com a Banda Uó. Trio começou o set com Sexy Sem Ser Vulgar. São cerca de 200 pessoas na plateia. O show tem coreografias e quatro dançarinos. "Vem, Virada Cultural. Vamos quebrar tudo", disseram.

10h15 - Tulipa Ruiz sobe no Palco Libero Badaró com 12 minutos de atraso ao som de uma de suas músicas mais conhecidas, É. "Bom dia, São Paulo", disse a cantora, ao fim da canção. O público está animado: antes da apresentação, os fãs cantarovalam os hits de Tulipa enquanto a banda passava o som. "Muito obrigada por terem ficado acordado direto ou por terem levantado cedo".

Tulipa Ruiz na Virada Cultural
Tulipa Ruiz na Virada Cultural (Foto: Ricardo D'Angelo)

9h30 - Viradinha Cultural: público de cerca de 3 mil pessoas assiste ao musical da Galinha Pintadinha, na Praça Rossevelt, Pais tiveram que improvisar assentos em frente ao palco: com o chão molhado, mapas do evento são usados pelas famílias. Bexigas da personagem infantil são vendidas a R$ 10,00. As oficinas estão quase vazias. Atividades vão de trabalhos manuais a brincadeiras para estimular os sentidos de crianças de 3 a 6 anos.

Espetáculo da Galinha Pintadinha na Viradinha Cultural
Espetáculo da Galinha Pintadinha na Viradinha Cultural (Foto: Tatiane Rosset)

9h20 - Após uma hora de espera, voltou a energa elétrica finalmente está funcionando na feirinha gastronômica do Minhocão. A maior fila, por enquanto, é no food truck de waffle. Confira a programação completa do Chefs na Rua.

Público aguarda início da feira Chefs na Rua, no Minhocão
Público aguarda início da feira Chefs na Rua, no Minhocão (Foto: Helena Galante)

8h50 - Com 50 minutos de atraso, MV Bill e Dexter começam a se apresentar no Palco República. Público começa a lotar o espaço, mas clima ainda é de tranquilidade. Discursos de tom social marcaram o início da apresentação. "Aqui, neste exato lugar, foi feita a primeira denúncia contra o trabalho escravo infantil", disse Dexter. Na região, os preços estão inflacionados: custa R$ 2,00 para usar banheiros dos restaurantes e o combo de três cervejas em lata sai a R$ 10,00.

MV Bill no Palco República da Virada Cultural
MV Bill no Palco República da Virada Cultural (Foto: Tatiane Rosset)

8h35 - Marcado para 8h, o show dos rappers Dexter e MV Bill no Palco República ainda não começou - uma falha técnica atrasa a apresentação. É a atração mais concorrida do começo da manhã de domingo (18). Cerca de mil pessoas esperam na praça, sem aglomeração. Depois, ainda tocam o Projeto Nave (10h), Evinha & Trio Esperança (12h), Dom Paulinho (14h) e Spok Frevo (16h).

8h15 - Atraso na feirinha gastronômica do Minhocão. Os primeiros visitantes começaram a chegar às 8h, quando estava previsto o início do evento, mas a energia ainda não foi ligada. O jeito, por enquanto, é descer para a feira de rua perto da igreja de Santa Cecília e encarar um pastel.

7h50 - Horário ingrato: a banda Seu Pereira e Coletivo 401 se apresenta para um público muito pequeno no Palco Líbero Badaró. Por lá, ainda se apresentam neste domingo (18) Tulipa Ruiz (10h), Marcia Castro (12h), Tiago Iorc (14h), O Terno (16h) e Apanhador Só (18h).

Seu Pereira e Coletivo 401
Seu Pereira e Coletivo 401 no Palco Líbero Badaró da Virada Cultural: show começou às 7h50 (Foto: Raphael Martins)

7h31 - Tudo pronto para a feirinha gastronômica Chefs na Rua, que começa às 8h no Elevado Costa e Silva. O clima ainda é tranquilo no Minhocão. Os chefs e suas equipes descarregam ingredientes e preparam os pratos. Até as 20h, será possível experimentar quitutes em vinte barracas, estandes de cervejarias e food trucks. Os preços dos pratos variam entre R$ 5,00 e R$ 15,00. Clique aqui para conhecer as casas participantes.

7h30 - Com o dia claro, um grande público confere o show ostentação de MC Nego Blue no Palco 25 de Março.

MC Nego Blue
MC Nego Blue e seu funk ostentação no Palco 25 de Março (Foto: Marcus Oliveira)

6h53 - Em um show muito emocionante, Luciana Mello e Jair Oliveira fizeram uma apresentação especial no palco Júlio Prestes na madrugada deste domingo (18). Ao lado de Rappin Hood e Wilson Simoninha, eles fizeram uma bela homenagem para o pai Jair Rodrigues, que morreu no dia 8 de maio. Durante a apresentação, o público cantou e dançou músicas como Disparada e Majestade Sabiá. No palco, Luciana Mello disse: “Ele está aqui”.

6h32 – Um policial ficou ferido durante uma tentativa de invasão na base da PM na Rua Lucrécia. O caso aconteceu nesta madrugada durante a Virada Cultural. Cerca de 100 pessoas tentaram entrar no local.

6h01- O rapper Rashid subiu ao Palco Carlos Nazaré na madrugada deste domingo (18). Apesar do horário, o público animado canta os hits do músico, que faz improvisos com seus principais sucessos.

Rashid
Rashid no Palco Carlos Nazaré (Foto: Marcus Oliveira)

5h32 - Animada e muito agitada, Karina Buhr consegue tira o dobro de barulho com a metade do público de Marcelo Jeneci no palco Libero Badaró.Com um maiô dourado, cabelo laranja e maquiagem carregada, ela não para quieta no palco. A levada rock é apimentada pela presença do guitarrista do Ira!, Edgard Scandurra.

Karina Buhr
Karina Buhr no palco Libero Badaró (Foto: Raphael Candido Martins)

5h03 - Duas pessoas foram baleadas em um arrastão na madrugada deste domingo (18). O caso aconteceu entre as ruas Santa Efigênia e General Osório, durante a Virada Cultural. Uma mulher de 40 anos foi atingida na panturrilha. Já um rapaz de 17 anos ficou ferido no braço.Os dois foram encaminhados para o pronto-socorro da Santa Casa. O estado de saúde dos feridos é estável. O caso foi registrado no 3º DP, que já atendeu aproximadamente cinquenta ocorrências durante o evento.

4h40 - O show do Pollo na Virada Cultural foi cancelado por falta de segurança. O grupo iria se apresentar no Palco 25 de Março às 4 horas deste domingo (18). Apesar da situação, o público que estava no local não reclamou.

3h52 - A cantora Vanusa substituiu Tati Quebra Barraco e se apresentou no Palco do Arouche, na madrugada deste domingo (18), na Virada Cultural. Durante “Como vai você?”, a cantora errou a lera, mas não perdeu o humor e brincou com o público. Confira como foi.

3h25 - Enquanto Guilherme Arantes se apresentava com um teclado no Palco Líbero Badaró, monges tocavam órgão dentro do Mosteiro de São Bento. Esta é a primeira vez que o espaço participa da Virada Cultural. “Nós fomos procurados pela prefeitura e aceitamos. Mas só concordamos porque montaram um esquema de segurança com guardas municipais. A nossa participação está sendo muito positiva”, disse dom Alexandre de Andrade.

Até as 6 horas acontece a maratona de órgão no local. Já das 7h30 às 16h30, os monges fazem apresentações de canto gregoriano. “Achei uma experiência inesquecível”, afirmou Stefan Matteo. “Parece um oásis dentro do Mosteiro. É algo bem diferente. Gostei muito da iniciativa”, disse Daniel Barati.

Mosteiro de São Bento
Mosteiro de São Bento participa pela primeira vez da Virada Cultural (Foto: Marcus Oliveira)

3h01 - As pessoas formam filas para comer os lanches de mortadela e os pasteis de bacalhau no Mercado Municipal nesta madrugada. Perto do local, dois arrastões com cerca de cinquenta pessoas foram registrados no Palco Carlos Nazaré. No momento, pouco policiamento na área.

2h53 - Marcelo Jeneci subiu ao Palco Libero Badaró 49 minutos atrasado. O público já demonstrava impaciência. “Desculpe pela demora. A gente tenta fazer com que fique perfeito. Daqui está perfeito”, disse o músico no início da apresentação.

Marcelo Jeneci
Marcelo Jeneci no Palco Libero Badaró (Foto: Raphael Candido Martins)

2h44 - Uma loja de roupas na Rua 25 de Março foi arrombada e saqueada na madrugada deste domingo (18). A polícia conseguiu prende uma pessoa, que foi encaminhada para o 1º DP. Perto do local acontecem as apresentações de funk da Virada Cultural.

2h13 - O clima é tranquilo nas imediações da Estação São Bento. Barracas de comida sem grandes filas e com fácil circulação. O público mais velho gosta bastante da apresentação do músico Guilherme Arantes no Palco Libero Badaró. Já os mais novos aguardam o show de Marcelo Jeneci.

Guilherme Arantes
Guilherme Arantes agrada no Palco Libero Badaró (Foto: Rafael Candido Martins)

2h01 - Doze Homens e Uma Sentença, sob a direção de Eduardo Tolentino de Araújo, dentro da programação da Virada Cultural, comprova a força ainda inigualável das manifestações artísticas, que eram consideradas rituais na Grécia antiga. O crítico de teatro Dirceu Alves Jr. acompanhou o espetáculo no Pátio do Colégio. Confira os detalhes.

1h39 - O público está animado com a apresentação de trapézio na Praça Roosevelt. Os frequentadores aproveitam também para comer nas poucas barracas montadas no local. Entre os destaques está a comida apimentada de rua da Tailândia, vendida  por 10 reais.

Comida Tailândia
Na Praça Roosevelt também é possível provar a apimentada comida de rua da Tailândia (Foto: Veja São Paulo)

00h55 - Enquanto o público aproveitava a apresentação do cantor Guilherme Arantes no Palco Líbero Badaró, brigas e arrastões acontecem perto do local. Muitas pessoas passaram correndo com medo dos ladrões. Rapidamente, policiais militares chegaram na região. Algumas pessoas já foram abordadas.

0h26 – A cantora Vanessa da Mata faz um show muito animado no Palco Júlio Prestes no início desta madrugada. O clima é de festa durante a apresentação. O grande público cantou junto com a cantora os sucessos Amado e Não me Deixe Só.

Vanessa da Mata
Vanessa da Mata faz um show muito animado no Palco Júlio Prestes  (Foto: Luan Flávio Freires)

0h11 – A Polícia Militar pede para que os participantes da Virada Cultural tenham atenção redobrada durante a madrugada. Alguns arrastões e furtos de aparelhos celulares já foram registrados. No Arouche, a reportagem encontrou dois menores que foram roubados por um grupo formado por aproximadamente trinta rapazes. Na República, policiais revistam diversas pessoas.

SÁBADO (17)

23h45 - Insegurança no centro da cidade aumenta no início da madrugada. Há registros de roubos e arrastões na região da Luz e Arouche

23h16 - De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, pelo menos vinte pessoas foram detidas por roubos durante a Virada Cultural. A polícia apura se os casos se configuram como arrastão.

23h10 - O prefeito Fernando Haddad continua circulando pela Virada Cultural. No momento, ele faz visita ao palco do programa Braços Abertos, na Cracolândia

VIRADA CULTURAL 2014 - FERNANDO HADDAD - BRAÇOS ABERTOS
O prefeito Fernando Haddad circula pela Virada Cultural. No fim da noite, visitou o palco do programa Braços Abertos, na Cracolândia (Foto: Luan Flávio Freires)

22h52 - Atendendo aos pedidos da plateia, Tetê Espíndola volta ao palco do Teatro Municipal para cantar Escrito nas Estrelas, seu maior sucesso

22h50 - Baby do Brasil encerra sua apresentação. A cantora intercalou sucessos dos Novos Baianos com mensagens religiosas. "Glória a Deus, São Paulo!"

VIRADA CULTURAL 2014 - BABY DO BRASIL 2
A cantora Baby do Brasil, uma das atrações da Virada Cultural na noite de sábado (17) (Foto: Luan Flávio Freires)

22h40 - Acompanhada do filho Pedro Baby, Baby do Brasil anima o público do Palco Júlio Prestes com clássicos como Mistério do Planeta

22h30 - No Largo do Arouche, nossa reportagem conversou com o Capitão Dourado Lopes, da Polícia Militar. Ele disse que não há registros de incidentes na região ou em qualquer outra área da Virada Cultural. Vale lembrar que o público do Arouche foi um dos mais atingidos por arrastões no ano passado

VIRADA CULTURAL 2014 - ROSANAH - AROUCHE
A cantora Rosanah se despede do palco do Arouche. Ela foi uma das principais atrações da noite de sábado (17) (Foto: Ricardo Rosseto)

22h20 - A cantora Rosanah se despede do palco Arouche: "Estou muito emocionada de cantar na minha cidade e pela primeira vez na Virada Cultural. Ainda mais vendo o público entoando todos os meus clássicos." Ela interpretou sucessos como Nem um toque, trilha da novela Roda de Fogo (1986)

22h10 - Anhangabaú lotado: no palco, o Balé da Cidade. Depois da confusão com o a apresentação de Ana Botafogo, atrações do palco devem ser pontuais

22h - Com 30 minutos de atrado, Tetê Espíndola sobe ao palco do Teatro Municipal. A cantora alegou "problemas técnicos" e disse que não conseguiu passar o som. "Estamos passando o som agora. Como vocês estão vendo, é muito especial mesmo a Virada", reclama.

21h45 - Rosanah chama fã no palco do Arouche para cantar Custe o que Custar

21h30 - Público que chegou para a apresentação de Ana Botafogo às 21h30 reclama da antecipação. Organização diz que a própria bailarina quis se apresentar antes.

21h20 - Ana Botafogo faz apresentação relâmpado de cinco minutos mas é muito aplaudida pelo público

21h10 - A bailarina Ana Botafogo antecipa seu número em 20 minutos e sobe ao palco Anhangabaú. Ela apresenta O Cisne ao lado de Luis Arrieta.

Virada Cultural 2014 - Fernando Haddad Stanley Jordan - Ricardo D'Angelo
O prefeito Fernando Haddad assiste à apresentação do músico americano (Foto: Ricardo D'Angelo)

20h45 - O prefeito Fernando Haddad assite ao show de Stanley Jordan na praça da República. Ele foi à Virada Cultural acompanhado da esposa

20h40 - O clima no centro da cidade, até o momento, é tranquilo. Segundo a nossa reportagem, o policiamento está reforçado, os banheiros ainda estão limpos e há boas opções de barracas servindo pratos a preços justos. As estações de metrô têm movimento intenso, mas funcionam normalmente. Às 21h desta noite apresentam-se Baby do Brasil no palco Júlio Prestes, Rosanah no palco Arouche e Tetê Espíndola no Teatro Municipal. 

Virada Cultural 2014 - Teatro Municipal - Tetê Espíndola
Fila em frente ao Teatro Municipal para o show de Tetê Espíndola (Foto: Jussara Soares/VEJASAOPAULO.COm)

20h20 - É grande a fila no Teatro Municipal para o show de Tetê Espíndola, às 21h30. Fãs querem garantir um dos 1.100 ingressos para a apresentação

20h15 - As apresentações de dança agradam o público no Angangabaú com peças contemporâneas. Às 21h30 tem performance da bailarina Ana Botafogo. Embora a plateia esteja lotada, ainda há assentos disponíveis

20h - No Shopping Light, paga-se 1 real para usar o banheiro. O estabelecimento funciona até as 23h

Virada Cultural 2014 - Anhangabaú - Telão Multimídia
Intervenção artística no Vale do Anhangabaú vira parada obrigatória para fotos (Foto: Jussara Soares/VEJASAOPAULO.COM)

19h55 - Intervenção artítstica no Vale do Anhangabaú vira parada obrigatória para fotos e selfies. A instalação multimídia reúne fotos de artistas da cidade

19h45 - Dica valiosa para quem está curtindo a Virada no Vale do Anhangabaú: a praça de alimentação está vazia. Tem hambúrger do bee.w a 15 reais e batata frita a 8 reais. Eles planejam vender até 500 lanches durante o evento. Uma outra barraquinha vende yakissoba a 10 reais no tamanho médio e 15 reais o grande

19h40 - Ira! encerra sua apresentação na Virada Cultural. Nasi agradeceu a animada recepção do público antes de deixar o palco. "Vocês são a razão da nossa existência."

19h10 - Começam as apresentações de dança no Anhangabaú. O primeiro grupo a se apresentar é da Escola de Dança de São Paulo

19h - Na região do Anhangabaú, Shopping Light cobra 45 reais pelo estacionamento, que funciona apenas até as 23h. Quem está a caminho do centro da cidade para a Virada Cultural deve optar pelo metrô como meio de transporte. O movimento, até agora, é tranquilo

18h40 - O show da cantora Mariana Aydar, previsto para às 18h, começa com 40 minutos de atraso

18h30 - Show de Mariana Aydar, no Palco Líbero Badaró, está atrasado meia hora. Público que espera a cantora ainda é pequeno

Virada Cultural 2014 - Ira! - Plateia - Ricardo D'Angelo
A platéia vibra com a volta do Ira! aos palcos (Foto: Ricardo D'Angelo)

18h11 - Com pouquíssimo atraso, o Ira! sobe no palco da praça Júlio Prestes depois de um hiato de sete anos na carreira. Banda e público estão animados

18h - Edgard Scandurra e Nasi, do Ira!, já estão nos bastidores do palco Júlio Prestes onde logo menos se apresentam com o Ira!. Em conversa com a nossa reportagem, Nazi se mostrou ansioso. "A coisa mais eletrizante do mundo para o músico é quando ele entra no palco e vê o público pela primeira vez, ainda nem olhei pela cortina". Junior Valadão, irmão de Nasi e empresário da banda, disse que eles escolheram voltar aos palcos na Virada Cultural pois essa é também uma virada do Ira!

17h45 - O movimento já é grande na praça Júlio Prestes, onde é dada a largada da Virada Cultural 2014 com o retorno da banda Ira! aos palcos

Fonte: VEJA SÃO PAULO