Shows

Metallica enfileira hits escolhidos pelo público em Morumbi lotado

Com atrasos e garoa forte, quarteto californiano fez duas horas de show para 65 mil pessoas na noite de sábado (22)

Por: Mayra Maldjian - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Depois de quatro anos sem visitar os fãs paulistanos, o Metallica voltou ao Estádio do Morumbi na noite de sábado (22) com uma missão: tocar o setlist escolhido pelo público via votação on-line. É a turnê Metallica by Request, uma escapadinha do quarteto californiano dos estúdios. Todos os 65 mil ingressos foram vendidos.

Apesar de o repertório não ser nenhuma novidade, a banda de metal embaralhou as faixas a seu modo, para dar aquele quê de surpresa. Funcionou. Battery, a décima primeira mais votada, abriu o espetáculo sob forte garoa, após um atraso de quase cinquenta minutos –o show estava marcado para as 21h. Master of Puppets, soberana na eleição da plateia latino-americana, veio em seguida. Welcome Home (Sanitarium) completou a primeira bateria bombástica de sucessos. Todas elas fazem parte do clássico álbum Master of Puppets, lançado em 1986.

Simpáticos e vigorosos, os cinquentões James Hetfield (vocal e guitarra), Las Ulrich (bateria), Kirk Hammet (guitara) e Robert Trujillo (baixo) mostraram uma conexão bonita com a plateia, a qual se referiam como “família”. Não reclamaram da chuva, apesar de ensopados. “Me atrapalhei aqui, meu setlist está encharcado”, brincou o líder, antes de consultar os parceiros. Receberam ainda três fãs no palco ao longo da noite para anunciar a próxima música. Um gaúcho, um paulistano e uma paranaense apresentaram Sad But True, Creeping Death e Whiskey in the Jar. Eles acompanharam o show com outras dezenas de sortudos nas laterais do palco.

Na primeira metade do espetáculo, que teve até fogos de artifício, para o desespero de Hetfield _ele já se machucou feio por conta de pirotecnias no palco_, tocaram a inédita Lords of Summer, como prometido, a única escolhida por eles. A produção deve entrar no próximo disco, previsto para o ano que vem. Também deram mais uma canja para a galera: votar em mais uma faixa, desta vez, via SMS. Com mais de 17 mil votos, The Day that Never Comes derrubou Memory Remains e Ride the Lightning.

As sempre presentes baladinhas Nothing Else Matters, The Unforgiven e Fade to Black fizeram o público iluminar o estádio com seus celular. Os clássicos Wherever I May Roam e Enter Sandman também renderam bons momentos. Mas são sempre as mais pesadas que enlouquecem o público, como Fuel, For Whom the Bell Tolls e ... And Justice for All.

Aos amigos da inglesa Raven, responsáveis pelo show de abertura, o Metallica dedicou Seek and Destroy, a última do setlist. A banda passará ainda pelo Paraguai, pelo Chile e pela Argentina.

Fonte: VEJA SÃO PAULO