Sociedade

Polêmico, coach Rodrigo Fonseca atrai clientes famosos

O palestrante e autor de um livro de sucesso sobre inteligência emocional começou a carreira na empresa do sogro e montou um negócio concorrente depois de trair a ex-mulher com uma discípula

Por: Ana Carolina Soares

rodrigo fonseca
Fonseca no relançamento de "Emoções": mais de 20 000 cópias vendidas (Foto: RICARDO D’ANGELO)

No ano passado, as mais de três décadas de casamento entre Zilú e o sertanejo Zezé Di Camargo terminaram em um divórcio tumultuado, com direito a barracos nas redes sociais. A calmaria para a empresária só veio em outubro, quando ela esteve em um treinamento em Guararema, a 75 quilômetros da capital. Pagou cerca de 2 500 reais para participar de três dias de palestras e dinâmicas de grupo promovidas pela Sociedade Brasileirade Inteligência Emocional (SBie). O negócio funciona como uma “terapia express” e promete livrar qualquer pessoa de traumas e vícios em menos de 72 horas. A abordagem é uma diluição das teorias propagadas pelo americano Daniel Goleman nos anos 90 misturada a princípios de autoajuda. Para caprichar no pensamento positivo, por exemplo, é recomendado evitar contato com o noticiário dos jornais (veja outras dicas abaixo).

rodrigo fonseca e zilú
Com Zilú: ensinamentos para driblar complicações na vida pessoal (Foto: RICARDO D’ANGELO)

+ Jovens bombam na internet e viram best-sellers das livrarias

Zilú ficou tão agradecida com o resultado que se tornou uma espécie de garota-propaganda da causa. Gravou até um vídeo promocional da instituição. “Eu me achava o pior ser humano do mundo, e essa experiência ajudou a me encontrar”, relata. Seu envolvimento, totalmente voluntário, inclui participações mensais nos treinamentos das equipes. Na terça (10), ela esteve no Shopping Pátio Higienópolis para o lançamento da segunda edição de Emoções, o primeiro livro de Rodrigo Fonseca, de 37 anos, o mentor por trás da SBie. Colocada no mercado em 2012 pela editora Reflexão, a obra vendeu mais de 20 000 exemplares.

+ Mulheres recebem treinamento para ser mãe

Paulistano de uma família pobre de Carapicuíba (o pai era auxiliar administrativo e a mãe completava a renda da família trabalhando como auxiliar de enfermagem), Fonseca é formado em publicidade pela USP, mas obteve sucesso quando passou a dar lições de inteligência emocional. Nunca se especializou em psicologia. “Freud e Jung estão ultrapassados, e é possível resolver um problema de uma vida inteira em um só encontro, graças a comandos especiais, palavras”, acredita. Atualmente, sua empresa fatura em média 150 000 reais por mês e ele cobra 7 000 reais por uma sessão individual de duas horas.

+ Claudia Molliet: modelo e coach de bem-estar

O trabalho do coach recebe recomendações de gente como os empresários João Doria e Carlos Wizard Martins, autor do best-seller Desperte o Milionário que Há em Você. “Ele incentiva as pessoasa buscar seu melhor potencial”, diz Martins. Outros entusiastas são a dançarina Scheila Carvalho e Frank Aguiar, cantore vice-prefeito de São Bernardo do Campo. Conhecido pelo temperamento explosivo, ele diz que anda bem mais calmo desde a terapia feita no ano passado.“Esse cara é tão bom, tão bom, que dá vontade de dar uns sopapos nele”, brinca.

rodrigo fonseca e frank aguiar
Fonseca com Frank Aguiar: lições de equilíbrio (Foto: reprodução)

+ Aflições paulistanas: trabalho

Fonseca abriu sua empresa na Vila Mariana em setembro de 2010, uma semana após a separação da psicóloga Lizandra Arita, filha de Yasushi Arita, um dos pioneiros por aqui na área da inteligência emocional. Durante os treze anos de relacionamento, Fonseca trabalhou no negócio da família, a Arita Treinamentos. Começou como vendedor e saiu de lá como genro do dono e diretor comercial. O casamento terminou quando se apaixonou por uma cliente, a bancária Mariana Porto. O divórcio foi bem traumático. O coach já chamou a polícia para garantir sua visita ao filho do casal, hoje com 7 anos, e entrou com um processo para compartilhar a guarda. Por meses, Lizandra tomou antidepressivos para superar o baque. Há cinco anos os dois não se falam, nem sobre a educação do menino. “O que esse homem prega no lado profissional não aplica à vida pessoal”, critica a ex.

+ Dez aplicativos que ajudam a perder peso e praticar exercícios

A equipe dela se ressente do fato de Fonseca ter levado com ele o mailing para a nova concorrente. No período em que trabalhou no negócio da família Arita, era conhecido por ter “sangue quente”. Funcionários de lá contam que ele não participava ativamente dos processos e palestras por ser muito temperamental. Fonseca lamenta a divergência com a ex. “Errei ao traí-la, mas essas questões profissionais não são verdadeiras”, ressalta. Ele se casou com Mariana, com quem ficou um ano. Tiveram uma filha, que completa 2 anos em abril. Quatro meses depois dessa separação, conheceu a atual noiva, a lojista Silvia Arena. Os dois foram apresentados em um treinamento da SBie e vão trocar alianças até o fim do ano. “Falhei em vários relacionamentos, mas busco me aperfeiçoar. Sou humano”, diz o guru da inteligência emocional.

+ Os melhores programas do fim de semana

Muito abraço e pouca novela

Alguns ensinamentosdo mentor paraalcançar a felicidade

Como criar empatia: A dica é sempre cumprimentar as pessoas com um abraço,mas encostando o lado esquerdo do rosto. “Isso conecta a parte emocional do ser humano”, ele diz

Para ganhar dinheiro: A renda líquida mensal deve ser controlada em uma tabela e distribuída assim: 10% na própria educação, 55% em despesas básicas (combustível, aluguel, cabeleireiro, supermercado, colégio das crianças etc.), 10% em lazer, 10% em investimentos a longo prazo, 5% em doações e 10% em si mesmo. Essa última verba é intocável. “Antes de pagar qualquer coisa, você pagará a si mesmo e com isso descobrirá a importância de se valorizar”,ensina Fonseca

+ Você se identifica com a Fit Family? Venha junto!

Pensamento positivo: É preciso ter o mínimo contato possível com informações negativas. Exemplos: evitar assistir a novelas, filmes dramáticos e contemplar notícias ruins. “Quem vê tragédia atrai tragédia”, acredita

Bem na paquera: O conselho é falar pouco e fazer a pessoa falar. “Pergunte, descubra quem é o outro, as qualidades que espera e se você se encaixa nelas”

Para concretizar os sonhos: Fonseca indica fazer uma tabela com os itens “o que eu vou realizar”, “data-limite para começar a construir o plano”e “medos que me impediram até hoje”. “Se você não fizer aquilo que realmente quer, sua vida ‘definhará’ aos poucos... até a morte”, decreta

+ Confira as principais notícias da cidade

Fonte: VEJA SÃO PAULO