Esporte

Pela primeira vez desde 1930, clubes paulistas não têm jogador na Copa

Desde o primeiro Mundial, no Uruguai, equipes de São Paulo sempre tiveram atletas relacionados para o torneio; nove convocados, porém, nasceram no estado

Por: Marcus Oliveira - Atualizado em

Seleção Brasileira Copa das Confederações
Seleção Brasileira na última edição da Copa das Confederações, de 2013 (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)

Pela segunda vez na história dos Mundiais, desde 1930, os times paulistas não têm nenhum jogador na lista de convocados para a seleção que disputará a Copa do Mundo. Na relação divulgada pelo técnico Luiz Felipe Scolari, há nove atletas que nasceram no estado de São Paulo, mas todos atuam em equipes de outras partes do país ou no exterior.

+ Corrigimos o álbum da Copa para você

+ Almas gêmeas: 25 jogadores do álbum que se parecem com celebridades

O estado é o que tem o maior número de representantes no grupo atual, seguido pelo Rio de Janeiro, com quatro atletas. Dos 23 convocados, Jô (Atlético-MG) e Paulinho (Tottenham-ING) nasceram na capital paulista. Outros jogadores nasceram na Grande São Paulo, como o zagueiro David Luiz, de Diadema, e o meia Willian, de Ribeirão Pires - ambos do Chelsea-ING, além do atacante Neymar, natural de Mogi das Cruzes.

O goleiro Jefferson (Botafogo), de São Vicente, representa o litoral paulista. Do interior, completam a lista o volante do Wolfsburg Luiz Gustavo, de Pindamonhangaba, o meia do Chelsea Oscar, de Americana, e o goleiro do Atlético-MG, Victor, nascido em Santo Anastácio.

Seleção Brasileira Copa das Confederações Lucas Neymar
Neymar: craque nasceu em Mogi das Cruzes, mas viveu grande parte da vida no litoral (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)

Apenas uma vez na história da Copa, em 1930, o Brasil não havia levado nenhum atleta de equipes do estado de São Paulo ao evento. A situação ocorreu depois de uma briga política entre federações da capital paulista e do Rio de Janeiro. Entretanto apenas o atacante Araken Patuska, do Santos, representou o estado no Mundial, porém estava em processo de litígio com a equipe litorânea.

+ Bons programas em São Paulo para entrar no clima da Copa

Desde o tetracampeonato, o número de atletas jogando no Brasil teve altos e baixos. Em 1994, onze convocados atuavam no país. Em 1998, apenas oito estavam em times brasileiros. Na edição de 2002, também com a coordenação do técnico Felipão, doze nomes eram de times nacionais. Por fim, nos dois últimos eventos, de 2006 e 2010, apenas três atletas vestiam uniformes de equipes do país.

A falta de atletas jogando em times paulistas reflete atualmente em outros campeonatos. Na última edição do Brasileirão, por exemplo, a equipe paulista com melhor desempenho foi o Santos, que conquistou a sétima colocação, seguido de São Paulo (9º), Corinthians (10º), Portuguesa (rebaixada para a Série B) e Palmeiras, que sagrou-se campeão da Segunda Divisão.

Escalação

Sem muitas surpresas, o técnico da seleção brasileira Luiz Felipe Scolari revelou nesta quarta (7) os nomes dos jogadores convocados para representar o Brasil na Copa do Mundo 2014. O anúncio aconteceu em uma casa de shows no Rio de Janeiro e trouxe apenas o zagueiro Henrique como novidade. Na lista dos 23 atletas chamados, apenas seis deles já estiveram no Mundial e os outros dezessete estreiam na competição.

O grupo se apresenta no próximo dia 26 na Granja Comary, em Teresópolis, para iniciar a preparação, que inclui um amistoso contra a seleção do Panamá, em 3 de junho, e um jogo com a Sérvia, três dias depois. A estreia no Mundial acontece no dia 12 de junho, contra a Croácia, na Arena Corinthians, em São Paulo.

Fonte: VEJA SÃO PAULO