Turismo

Dicas para aproveitar a festa do Círio de Nazaré

O roteiro inclui sugestões de festas, restaurantes, endereços de compras e programas culturais

Por: Luciana Cavalcante e Sonia Ferro - Atualizado em

Círio de Nazaré
Arrastão do Círio: artistas dançam nas ruas ao som de ritmos regionais (Foto: Eliseu Dias/Ag. Pará)

Confira as principais festas profanas no meio do Círio:

Arrastão do Círio

Trata-se de um cortejo de músicos e dançarinos puxado pelo conhecido grupo Arraial do Pavulagem logo depois do Círio Fluvial. Mazurca, carimbó e toada de boi animam o trajeto, enquanto os artistas põem em prática ensaiadas coreografias.

Quando: 11 de outubro

Onde: saída da Praça dos Estivadores (encerramento na Praça do Carmo, com show do grupo Arraial do Pavulagem)

+ Conheça o melhor do Círio de Nazaré 2014

Auto do Círio

É a “romaria” dos artistas: eles se aglomeram na Cidade Velha para um espetáculo a céu aberto que mistura teatro, dança, carimbó e boi-bumbá.

Quando: 10 de outubro, 19h

Onde: saída da Praça do Carmo (encerramento na Praça Dom Pedro II)

Festa da Chiquita

Há 36 anos o esfuziante evento reúne gays fiéis a Nossa Senhora de Nazaré. Depois de acompanharem a passagem da imagem da santa durante a Trasladação, todos se voltam para o palco e assistem a apresentações de transformistas, drag queens e carimbó.

Quando: 11 de outubro

Onde: Rua da Paz, ao lado do Bar do Parque

+ Curiosidades sobre o Círio de Nazaré

Três bons lugares para observar a grande procissão

Ladeira da Avenida Presidente Vargas (no sentido de quem chega pela Boulevard Castilhos França).

Dali é possível ver a homenagem dos estivadores, que organizam a famosa queima de fogos.

Esquina da Avenida Presidente Vargas com a Rua Carlos Gomes

Nesse ponto, o Banco da Amazônia realiza uma tradicional chuva de 300 quilos de pétalas de rosa — em 2014, o cantor lírico Daniel Araújo e o padre Antônio Maria vão se apresentar aí.

Esquina da Avenida Nazaré com a Travessa Quintino Bocaiuva

É o endereço da Varanda de Nazaré, que serve de camarote a Fafá de Belém — ali, ela recebe convidados famosos, acompanha a procissão e canta quando a imagem da santa passa.

Círio de Nazaré
Ladeira da Avenida Presidente Vargas: local ideal para observar a famosa queima de fogos (Foto: VEJA SÃO PAULO)

Três programas grátis para curtir antes ou depois das procissões

Fafá de Belém

No dia 9 de outubro, às 20h, o histórico Theatro da Paz recebe a famosa cantora paraense para o show Fado Tropical. Ela sobe ao palco ao lado de músicos portugueses e de artistas do estado, como o maestro Luiz Pardal e o violonista Sebastião Tapajós.

Praça da República, Rua da Paz, s/nº, 4009-8758. Grátis (ingressos limitados, distribuídos por promoções em veículos de comunicação locais).

Joias de Nazaré

A bela exposição de joias artesanais, feitas com pedras da região, já está no calendário do mês do Círio há onze anos. Nesta edição, as peças foram desenvolvidas a partir do tema religiosidade.

Casa do Artesão do Espaço São José Liberto. Praça Amazonas, s/nº, Jurunas, 3344-3500. 9h/19h (dom. 10h/18h; fecha seg.). Até 31 de outubro. Grátis.

Pôr do sol na Estação das Docas

Em 17, 24 e 31 de outubro, grupos de música e dança regionais fazem shows às 18h na Orla do Armazém 3. Para celebrar o Dia das Crianças, comemorado neste ano no mesmo domingo da grande procissão, o Anfiteatro São Pedro Nolasco sedia, às 17h30, o espetáculoinfantil da Trupe de Bubuia. No dia 26, no mesmo horário, os palhaços da Cia. dos Notáveis Clowns apresentam a peça Em Busca de um Lugar na Corda.

Estação das Docas. Avenida Boulevard Castilho, s/nº, Comércio, 3212-5525. Grátis.

Para comprar brinquedos de miriti e outras lembrancinhas da festa

Espaço São José Liberto

No Polo Joalheiro, instalado dentro deste complexo, o pingente de prata de Nossa Senhora de Nazaré sai a R$ 30,00. O mesmo endereço abriga a Casa do Artesão, que expõe objetos de várias partes do Pará, incluindo os brinquedos de miriti.

Praça Amazonas, s/nº, Jurunas, 3344-3508. 9h/19h (dom. 10h/18h; fecha seg.).

Feira do Miriti

Elaborados com a fibra de uma palmeira típica, os brinquedos de miriti viraram símbolo da cidade de Abaetetuba, onde são produzidos há mais de 200 anos, e também do Círio. Na feira realizada entre 9 e 13 de outubro, vendem-se desde simples canoas (R$ 2,00 cada uma; foto acima) até produtos complexos, como um barco motorizado que custa R$ 7 000,00.

Praça Dom Pedro II, em frente à Praça do Relógio. 7h/0h.

Lírio Mimoso

Em outubro, longas filas formam-se nesta loja — isso porque as mais bonitas imagens da santa estão à venda aqui. A de gesso, com 12 centímetros de altura, custa R$ 7,50.

Praça Santuário, 82, Nazaré, 4009-8428. 7h30/19h30 (sáb. 8h/18h30; dom. até 12h); Boulevard Shopping, 3202-4871. 10h/22h (dom. 14h/22h).

Ná Figueredo

A marca ficou conhecida por vender camisetas descoladas com imagens regionais inspiradas em pontos turísticos, receitas típicas e, claro, no Círio (a partir de R$ 59,90).

Mezanino Armazém 1, Estação das Docas, 3212-3421. 10h/22h.

Círio de Nazaré
O colorido artesanato de miriti: símbolo do evento (Foto: VEJA SÃO PAULO)

Três restaurantes para provar pratos especiais

Em clima de festa, chefs de cozinha elaboram receitas comemorativas para o período

Buffalo Steak House: famosa por seus cortes de búfalo, a casa surpreende com o filhote sinhá (R$ 49,90). “Trata-se de uma posta do peixe grelhado e regado a molho de laranja, mais arroz com mussarela de búfala”, explica o chef Artur Bestene. No menu até dezembro.

Estação das Docas, galpão 2, Comércio, 3212-3737. 12h/0h. No domingo (12), só jantar 19h/0h.

Famiglia Sicilia: seguindo a linha “ítalo-amazônica”, como define a chef Ângela Sicília, a cozinha prepara, de 6 a 11 de outubro, o peito de pato com risoto de jambu e farofa de castanha (R$ 70,00). 

Avenida Conselheiro Furtado, 1420, Batista Campos, 4008-0001. 18h30/0h (dom. só almoço 12h/15h30). Fecha no domingo (12).

Santa Chicória: que tal um pappardelle de fabricação própria com ragu de pato confitado e folhas frescas de jambu? A criação da dupla de cozinheiros Ilca Carmo e Paulo Anijaro custa R$ 46,00 e fica em cartaz de 7 a 11 de outubro.

Rua Diogo Moia, 1046, Umarizal, 3347-9899. 18h/23h (qui. a sáb. até 0h; fecha na seg.). Fecha no domingo (12).

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO