Cinema

'Uma Garrafa no Mar de Gaza' mostra amizade entre judia a palestino

Longa francês aborda as dificuldades dos jovens em uma nação dividida

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

Uma Garrafa no Mar de Gaza - Veja São Paulo Recomenda - 2318
O palestino Naïm e a judia Tai: da troca de e-mails, nasce a amizade (Foto: Divulgação)

Descontente com um ataque a bomba em Jerusalém, a judia nascida na França Tai Levine (Agathe Bonitzer) pede ao irmão militar que jogue uma garrafa com uma mensagem de paz no mar. Quem a encontra é Naïm (Mahmood Shalabi), um palestino morador da Faixa de Gaza. Embora revoltado com os israelenses, sobretudo por não poder sair de sua região, o rapaz começa a trocar e-mails em segredo com a nova amiga. Os recados irônicos dele ganham menos acidez quando percebe que, por trás da tela do computador, existe uma moça capaz de lhe indicar um caminho de vida promissor.

+ Tudo sobre cinema no blog de Miguel Barbieri Jr.

O diretor francês usa linguagem e roteiro bem explicadinhos para mostrar as diferenças dos protagonistas — Uma Garrafa no Mar de Gaza é uma história feita com jovens e sobre as dificuldades dessa geração em uma nação dividida. Além do desfecho positivo e imprevisível, há uma qualidade ímpar: o registro de como é viver em Gaza e dos trâmites burocráticos para, numa eventual possibilidade, deixar a região.

AVALIAÇÃO ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO