Cinema

Documentário aborda ativismo social no Brasil e em mais 6 países

Em "Quem Se Importa", Mara Mourão utiliza animações e flagrantes dos entrevistados em plena atividade

Por: Miguel Barbieri Jr.

Quem se Importa-2265
"Quem se Importa": documentário apresenta empreendedores sociais do Brasil e de mais 6 países (Foto: Divulgação)

Carioca radicada em São Paulo, a cineasta Mara Mourão está se saindo uma documentarista sensata. Sete anos atrás, registrou o trabalho dos Doutores da Alegria; agora, parte para algo mais ambicioso. Em “Quem Se Importa”, ela foi atrás de pessoas dispostas a dedicar seu tempo a praticar o bem, no Brasil e em mais seis países. São líderes de organizações e entidades sem fins lucrativos que querem desde erradicar a miséria no planeta até dar aparato jurídico a presidiários sem condições financeiras. Entre os brasileiros estão Eugênio Scanavino, médico responsável por um barco-hospital que atende a regiões remotas da Amazônia, e Rodrigo Baggio, da ONG Comitê para Democratização da Informática (CDI), de inclusão digital (foto).

+ Os melhores filmes em cartaz; salas e horários

Há ainda histórias estrangeiras edificantes, emotivas e muito curiosas. Um exemplo: o monge budista que treina ratos para detectar a tuberculose na Tanzânia. Criativa, a realizadora recheia os depoimentos com imagens de filmes como “Koyaanisqatsi” (1982), “Estamira” (2004) e “Favela Rising” (2005) e animações, além de flagrantes dos entrevistados em plena atividade.

AVALIAÇÃO ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO