Cinema

'Jogo do Dinheiro' se destaca entre as dez estreias

George Clooney e Julia Roberts são dirigidos pela atriz Jodie Foster

Por: Miguel Barbieri Jr.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

São dez estreias nos cinemas nesta quinta (26), mas poucos filmes valem a pena. O principal lançamento é Jogo do Dinheiro, que reúne Julia Roberts e George Clooney sob a direção da atriz Jodie Foster. Trata-se de uma história eletrizante que mistura drama, suspense e humor sobre um apresentador de um programa de TV que é feito refém diante das câmeras. 

A maior estreia em número de salas, contudo, é Alice Através do Espelho, desta vez apenas com produção de Tim Burton. Os excessos visuais do primeiro filme aqui se repetem e, para as crianças, a trama pode ser muito confusa.

Entre os quatro filmes brasileiros que chegam hoje (26) às telas, o destaque vai para o drama Ponto Zero, registro afiado de uma família de classe média gaúcha com uma reviravolta surpreendente no meio da trama. E para quem curte a filmografia do diretor Ugo Giorgetti (de Boleiros), pode arriscar Uma Noite em Sampa, uma crônica tragicômica sobre uma São Paulo de desilusões.

Mais informações sobre cinema, acesse o Blog do Miguel  

  • Tim Burton não é um diretor comedido e, às vezes, peca pelo excesso. Embora Alice Através do Espelho seja apenas produzido por ele, o filme tem sua marca registrada, incluindo aí os exageros visuais. Na sequência de Alice no País das Maravilhas (2010), a protagonista (interpretada pela insossa Mia Wasikowska) volta a Wonderland, escapando, assim, de um imbróglio financeiro que envolve o navio de seu falecido pai. Lá, reencontra os personagens de antes, como o Gato, o Coelho Branco e a Rainha Branca (Anne Hathaway). E o Chapeleiro Maluco (Johnny Depp)? Este se entregou à depressão e não sai mais de casa. A única coisa que ele pede à amiga é ajuda para trazer sua família de volta ao lar. Alice, então, embarca numa maluca jornada pelo tempo. Inúmeras idas e vindas e “viagens” (em todos os sentidos) na trama acabam comprometendo a fluência. A projeção em 3D colabora para “jogar” a plateia num espetáculo de efeitos visuais fascinantes. Mas, além do limite, até a beleza cansa. Fica a dica: embora a classificação indicativa seja livre, o filme pode entediar crianças com menos de 12 anos. Estreou em 26/5/2016.
    Saiba mais
  • Diretor do documentário Nostalgia da Luz, o chileno Patricio Guzmán retoma o tema do trabalho anterior. Traz à tona as maravilhas naturais de seu país, composto de vulcões, montanhas e glaciares, em meio às vozes da população indígena da Patagônia e de presos políticos. Estreou em 26/5/2016.
    Saiba mais
  • Alice Harvey (Emily VanCamp, do seriado Revenge) organiza eventos numa editora, embora queira ser escritora. É uma mulher que usa o sexo como válvula de escape. Para isso há uma explicação. Quando tinha 14 anos, Emily (na adolescência vivida por Ana Mulvoy-Ten) entrou num jogo de sedução com Milan Daneker (Michael Nyqvist), um amigo de seu pai que lançava seu primeiro livro. Agora, quinze anos depois, Emily terá de revê-lo e trabalhar num evento para o escritor. Quem viu Pais e Filhas vai notar semelhanças entre as protagonistas. O conflito psicológico é aqui mais bem resolvido (embora superficialmente), assim como o vaivém do drama entre o passado e o presente. Estreou em 26/5/2016.
    Saiba mais
  • Suspense / Drama

    Jogo do Dinheiro
    VejaSP
    6 avaliações
    Atriz premiada e cineasta bissexta, Jodie Foster, de 53 anos, dirige seu quarto longa-metragem. Jogo do Dinheiro é, antes de tudo, um filme surpreendente — o domínio narrativo da realizadora leva o espectador a um labirinto de situações inesperadas. Outra qualidade está na apresentação e no desdobramento da trama. Na mistura de drama, sátira e suspense, o longa poucas vezes escorrega no lugar-comum. O roteiro extrai da realidade uma história de humor ácido e, não raro, desconcerta a plateia com uma reviravolta ora trágica, ora tragicômica. George Clooney, muito bem no papel, interpreta Lee Gates, apresentador do programa de TV Money Monster e conselheiro informal do mercado financeiro. Julia Roberts faz a diretora da atração. O pesadelo começa quando Kyle Budwell (Jack O’Connell) invade o estúdio e, armado, faz Gates refém. Diante das câmeras, o rapaz quer um acerto de contas, já que perdeu suas economias por causa de uma dica do especialista. Estreou em 26/5/2016.
    Saiba mais
  • Profundo conhecedor da capital paulista, o veterano diretor Ugo Giorgetti usa uma única locação em seu novo longa-metragem. Com espetacular fotografia do craque Walter Carvalho, a comédia é ambientada durante uma fria madrugada quase em frente ao Teatro Ruth Escobar, na Bela Vista. De lá, sai um grupo da cidade de Vinhedo após assistir a uma peça. Mas, de volta ao ônibus, a guia (papel de Flávia Garrafa) se dá conta de que o motorista sumiu. Não à toa, um dos personagens cita O Anjo Exterminador. Assim como no clássico de Luis Buñuel, a situação beira o surreal e, conformistas, as pessoas fazem muito pouco para sair do impasse. É válida a crônica da desilusão que o cineasta/roteirista faz da cidade e dos tempos atuais, embora alguns diálogos soem falsos e situações sejam forçadas. Estreou em 26/5/2016.
    Saiba mais
  • Documentário

    Os Outros
    VejaSP
    Sem avaliação
    O documentário foca três artistas, praticamente anônimos, que fazem covers de Roberto Carlos, Cazuza e Ivete Sangalo. Carlos Evanney, Pepê Moraes e Edson Júnior, respectivamente, mostram seu dia a dia em meio a apresentações, em geral, para poucas pessoas. Diretora de Pequeno Dicionário Amoroso, Sandra Werneck consegue buscar um tema original e tratá-lo com delicadeza e honestidade sem precisar fugir do formato convencional. Estreou em 26/5/2016.
    Saiba mais
  • O retrato de uma família gaúcha ganha pontos pelo roteiro afiado e por um conflito clímax que faz uma surpreendente reviravolta na trama. Filho de um radialista machista (Eucir de Souza) e de uma dona de casa omissa (Patrícia Selonk), o adolescente Ênio (Sandro Aliprandini) é alvo de bullying no colégio e, franzino e introspectivo, não recebe nenhum tipo de apoio na família. Curioso em relação a sexo e disposto a perder a virgindade, ele sai em busca de uma prostituta que atende em domicílio. A partir daí, o drama ganha um sufocante clima de suspense pelas ruas de Porto Alegre. Estreou em 26/5/2016.
    Saiba mais
  • Na comédia argentina, a atriz novata Florencia Córmik (papel de Valeria Bertuccelli) encanta-se pelo galã do filme que eles fazem juntos. Casam-se, mas, só depois, a jovem percebe algo inusitado: ela se apaixonou pelo personagem do marido e não pelo ator (Adrián Suar). Estreou em 26/5/2016.
    Saiba mais
  • O documentário narra a história do Rio de Janeiro desde a sua fundação, em 1565, por meio de depoimentos de personalidades e estudiosos como Ruy Castro, Sergio Cabral, Nei Lopes, Carlos Fernando de Andrade e Milton Teixeira. Estreou em 26/5/2016.
    Saiba mais
  • Vicent Lindon foi premiado o melhor ator no Festival de Cannes 2015. Está fabuloso no papel de Thierry, operário na faixa dos 50 anos, que está desempregado há muitos meses. Mesmo disposto a ganhar menos, o protagonista só encontra uma vaga de segurança em um supermercado. Em registro de tom documental, o filme traz à tona a crise econômica na Europa por meio de um personagem crível e situações plausíveis. Alguns momentos, porém, são dispensáveis no roteiro e tendem a tornar aborrecida uma trajetória realista. Estreou em 26/5/2016.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO