Crise hídrica

Cinco dos seis mananciais registram queda no nível de água

Apenas o Sistema Cantareira ficou estável, segundo balanço divulgado pela Sabesp divulgado nesta sexta (12)

Por: Estadão Conteúdo - Atualizado em

Cantareira
Vista aérea da represa de Jaguarí, que faz parte do Sistema Cantareira (Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Folhapress)

O Sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento de 5,4 milhões de habitantes da Grande São Paulo, manteve a estabilidade em 20,1% no nível de água, segundo o relatório diário divulgado pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo nesta sexta (12). Em junho, o reservatório teve apenas uma queda, quando passou de 20,2% para 20,1%, na última quarta (10).

Os outros cinco reservatórios operados pela companhia tiveram queda. No Alto Tietê, o nível de água armazenada passou de 21,2% para 21,1%. Na Represa Guarapiranga, na Zona Sul de São Paulo, que hoje abastece 5,8 milhões de pessoas, mais uma vez teve redução no nível. O reservatório perdeu 0,2 ponto porcentual, atingindo a marca de 77,7%.

+ Confira as principais notícias da cidade

Já o Alto Cotia teve redução de 66% para 65,9%. Por sua vez, no Sistema Rio Grande, braço da Represa Billings, o nível da água caiu de 90,9% para 90,6%. No Rio Claro, a redução foi de 54,3% para 54,4%.

Fonte: VEJA SÃO PAULO