BARES

Cinco bares para ir a dois em uma terça à noite

Endereços que atraem casais em busca de clima intimista não só nos fins de semana

Por: Veja São Paulo

Na hora de marcar um encontro, pairam dúvidas sobre qual o melhor lugar para levar o (a) pretendente? Ainda mais em uma noite de terça-feira?  Para auxiliar na escolha, levantamos cinco endereços na medida para curtir a dois. São lugares intimistas e com ambientação elegante, sem muita badalação. Escolha o que mais combina com seu par. 

  • Bares variados

    Baretto

    Rua Vitório Fasano, 88, Jardim Paulista

    Tel: (11) 3896 4000 ou (11) 3896 4060

    VejaSP
    3 avaliações

    Instalado no Hotel Fasano, o bar é classudo, daqueles para impressionar a companhia. O saltos preços são compensados pelas confortáveis poltronas de couro, pela iluminação calculada, pelo atendimento cortês e pela música ao vivo de boa qualidade. De segunda a sábado, há apresentações de jazz e MPB no centro do salão. O barman Valter Bolinha prepara clássicos com maestria, entre eles o dry martini (R$ 54,00), conservado em um recipiente com gelo.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bares variados

    Skye (Bar)

    Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 4700, Jardim Paulista

    Tel: (11) 3055 4700 ou (11) 3055 4702

    VejaSP
    6 avaliações

    Eis um lugar para bebericar à beira da piscina, esparramado em grandes pufes ou mesinhas sob guarda-sóis enquanto se admira o acachapante skyline da cidade. Anexo ao restaurante de mesmo nome, na cobertura do Hotel Unique, alonga-se por um deque de 27 metros, onde casais disputam espaço com turmas de amigos e estrangeiros de passagem pela cidade. Os comes apenas cumprem seu papel e não chegam a empolgar. Além de sushis, há itens como a casquinha de camarão (R$ 48,00). Configura pedida mais acertada o chope Heineken (R$ 15,00) ou, a depender da ocasião, uma garrafa de champanhe Perrier-Jouët Blason Rosé (R$ 590,00).

    Preços checados em 18 de julho de 2016.

    Saiba mais
  • Drinques

    Terraço Itália - Bar

    Avenida Ipiranga, 344, Centro

    Tel: (11) 2189 2929

    VejaSP
    7 avaliações

    Fica no topo do Edifício Itália e tem status de programa turístico. Apareça à tarde e verá viajantes a fotografar o impressionante skyline da cidade. À noite, o clima é mais romântico, com apresentações diárias de jazz. O ótimo dry martini (R$ 38,00) acompanha a porção mista de pastéis sem bolhas na massa (R$ 36,00), com os recheios de camarão, queijo e palmito. Cobra-se entrada: R$ 30,00.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bares variados

    The View

    Alameda Santos, 981, Cerqueira César

    Tel: (11) 3266 3692

    VejaSP
    7 avaliações

    Fica no topo de um prédio na região da Avenida Paulista. No ambiente, mesas baixas rodeadas de poltronas acolhem casais em busca de um beberico com vista para a cidade apinhada de prédios. Colabora para deixar o clima ainda mais intimista a música em tom comedido, executada ao piano de cauda ou ao violão. Feitas para compartilhar, as opções da cozinha incluem canapés de carpaccio (R$ 40,00) e um já clássico embrulhadinho de brie com mel (R$ 46,00), de massa crocante. Se a ocasião requer um brinde, dá para fcar só no vinho ou pedir um drinque clássico benfeitinho, como o dry martini (R$ 28,00) ou o manhattan (R$ 28,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Espanhóis

    Torero Valese

    Avenida Horácio Lafer, 638, Itaim Bibi

    Tel: (11) 3168 7917

    VejaSP
    15 avaliações

    Um refúgio espanhol no burburinho do Itaim. Assim é o bar de Juliano Valese e, por isso, atrai tantos casais a fim de um tête-à--tête. No menu, há tapas, como a de queijo manchego com redução de jerez (R$ 33,90) e os anéis de lula (R$ 31,90). À paella marinera (R$ 76,90) somam-se opções um pouco menos óbvias, entre elas a fideuá de polvo, tomate e espuma de limão-siciliano (R$ 75,90). Quanto aos drinques, o negroni (R$ 28,00) ganha uma versão “de España”, com cava no lugar de gim — não tão boa quanto a original, mas funciona.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO