NOTÍCIAS

Cidades do interior avaliam prejuízos causados pelas chuvas

Cidade de Itatiba, onde 36 famílias perderam todos os bens, decretou estado de emergência

Por: Estadão Conteúdo - Atualizado em

franco da rocha
Franco da Rocha foi um dos municípios afetados (Foto: Sigmapress/Folhapress)

A prefeitura de Itatiba, na região de Jundiaí, decretou situação de emergência no início da noite de sexta-feira, depois de ser atingida por um temporal que deixou duas pessoas mortas e muita destruição. De acordo com o prefeito João Fattori (PSDB), a situação na cidade é anormal e vai exigir a rápida contratação de empresas e materiais para recuperar as áreas mais afetadas. "Tivemos uma tromba d'água", disse.

Ruas, avenidas e praças destruídas pelas chuvas estão interditadas e o abastecimento de água foi afetado. Duas pontes caíram na área urbana e o trânsito está prejudicado. Os prejuízos ainda estão sendo contabilizados. Duas pessoas morreram, uma delas um comerciante que tentava salvar uma geladeira no bar alagado e recebeu uma descarga elétrica. Na manhã deste sábado, o rio Atibaia tinha pontos de transbordamento na área urbana. Segundo ao prefeito, 36 pessoas desalojadas estão em abrigos e 30 famílias que perderam todos os bens recebem assistência.

+ Confira a previsão do tempo para o fim de semana

A marginal da rodovia Constâncio Cintra (SP-360), próximo ao distrito industrial, foi interditada para reparo emergencial no sistema de drenagem e troca de tubulação rompida pela chuva. A previsão é de que o tráfego seja restabelecido na segunda-feira. Na rodovia D. Pedro I, havia interdições parciais no km 122, em Valinhos, e em pontos com quedas de talude entre Atibaia e Louveira, mas o tráfego segue por faixas liberadas.

Em Salto, as águas do Rio Tietê cobriam, na manhã deste sábado, ruas e praças no centro. Com a chegada da vazão causada pelas chuvas na Região Metropolitana de São Paulo, o rio estava 3,5 metros acima do nível normal. A Praça da Concha Acústica, o Parque das Lavras e o Memorial do Rio Tietê foram interditados. Moradores foram retirados das áreas de risco.

+ Fique por dentro das últimas notícias da cidade

Em Jundiaí, a Defesa Civil interditou neste sábado mais uma casa em risco, elevando para 20 o número de residências interditadas na cidade em razão das chuvas. Pelo menos 50 moradores estão desabrigados e recebem assistência do município. No município de Alumínio, 80 famílias atingidas por inundações iniciavam a limpeza das casas.

Em Piracicaba, a região do beira-rio, no centro da cidade, entrou em estado de alerta pelo risco de transbordamento do rio Piracicaba. A vazão atingiu 500,8 metros cúbicos por segundo, três vezes acima da média de março, de 167 m3/s. Algumas áreas ribeirinhas amanheceram alagadas. De acordo com o Sistema de Alerta a Inundações de São Paulo (Saisp), ligado ao governo estadual, na manhã deste sábado, além do Piracicaba, estam em nível crítico para transbordamento os rios Atibaia, Jaguari, Jundiaí e Piraí.

Fonte: Estadão Conteúdo