Crise hídrica

Mesmo com chuvas, nível do Cantareira cai para 11,9%

Segundo a Sabesp, sistema perdeu 0,2 ponto percentual de sua capacidade neste fim de semana

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Sistema Cantareira edição 2374
Rampas feitas por casas no entorno da represa Atibainha, que compõe o Sistema Cantareira (Foto: Mario Rodrigues)

Mesmo com as fortes chuvas no fim de semana, o Cantareira registrou mais uma queda no volume de água armazenada nesta segunda-feira (3). Segundo dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), o sistema voltou a perder 0,2 ponto porcentual da sua capacidade total, que desceu de 12,1% para 11,9%.

Desde que a segunda cota do volume morto foi incluída, há dez dias, o sistema, que abastece a Grande São Paulo, registra queda diária de 0,2 ponto porcentual. A exceção foi no último domingo, quando caiu 0,1 ponto porcentual.

Antes de a segunda cota do volume morto entrar no cálculo da Sabesp, o nível do Cantareira estava em apenas 3%, o mais baixo já registrado. Logo após a adição de 105 bilhões de litros da reserva técnica, o volume útil de água havia subido para 13,6%.

+ Confira as últimas notícias

O índice de pluviometria sobre a região do sistema, indicado no site da Sabesp para esta segunda, é baixo: 1,9 milímetros. No mês de outubro, o volume acumulado de chuvas é de apenas 23,9 milímetros - que representa 15% da média histórica do mês. (Com Estadão Conteúdo)

Fonte: VEJA SÃO PAULO