Terraço Paulistano

Christian Louboutin: de Paris para a Rua 25 de Março

Estilista está incomodado com cópias de seus sapatos

Por: João Batista Jr. - Atualizado em

Christian Louboutin: de Paris para a Rua 25 de Março
O estilista francês Christian Louboutin: cruzada contra os sapatos falsos (Foto: FOTO DIVULGAÇÃO)

Tal qual a sola de seus sapatos, o estilista francês Christian Louboutin está vermelho. De raiva. As versões falsas de suas criações são encontradas nas galerias da região da Rua 25 de Março. Os preços variam entre 200 e 400 reais. Na loja da grife no Shopping Iguatemi, um escarpim de couro custa, em média, 600 reais. Até 2015, ele quer abrir mais duas butiques no país — São Paulo e em Brasília. Em maio, Louboutin criou o portal www.stopfakelouboutin.com para combater os sites que comercializam peças contrabandeadas. O designer fala do problema.

As celebridades brasileiras têm usado bastante suas criações desde que inaugurou seu espaço na cidade, em 2009. Acredita que conquistar novos mercados estimula a venda de peças falsas?

Christian Louboutin: As celebridades têm a escolha de usar qualquer estilista do mundo. Se elas desejam os meus sapatos entre muitos outros à disposição, isso traz um sentimento ótimo. Não gosto de pensar no lado negativo.

O que o senhor faria para acabar com a pirataria?

Christian Louboutin: Gostaria de riscar do mapa esses falsificadores. Mas depois perdoaria todos eles, pois fui criado em família católica.

Fonte: VEJA SÃO PAULO