Bares

Chopes e cervejas que combinam com as noites quentes

Cinco endereços onde se podem encontrar as últimas novidades das loirinhas da estação

Por: Fabio Wright

Abre Bares 2257 - Empório Alto dos Pinheiros
O chope americano Anderson Valley Mowkeef Saison: na torneira do Empório Alto dos Pinheiros (Foto: Mario Rodrigues)

Asterix

Quem gosta de sabores exóticos pode provar a recém-chegada Vonu, produzida nas Ilhas Fiji, na Oceania. A bebida está disponível em duas versões: a pure lager (4,6% de álcool; R$ 15,90) e a eight (8% de álcool; R$ 21,90). Outra atração de terras distantes, a Viru vem da Estônia, país báltico que integrou a extinta União Soviética. Vendida numa estilosa garrafa, custa R$ 19,90.

Abre Bares 2257 - Asterix
A bela garrafa da Viru, vinda da Estônia, no Asterix (Foto: Mario Rodrigues)

Cervejaria Nacional

Aos cinco rótulos de produção própria que fazem parte do cardápio, juntou-se no último dia 11 o sazonal umbabarauma ale — o nome é inspirado na música “Ponta de Lança Africano (Umbabarauma)”, de Jorge Ben Jor. Trata-se de uma ale (de alta fermentação) mais fraca e refrescante, com 4,5% de álcool e notas florais. O copo de 330 mililitros custa R$ 9,90 e o de 570 mililitros, R$ 15,40.

Ciao! Vino e Birra

A oferta de cervejas subiu de treze para 86 rótulos. A mineira Bauhaus Trig’or (R$ 14,00; 600 mililitros) é uma bebida de trigo recém-lançada pela Cervejaria Premium, que fica em Frutal (MG). Prove também a americana Samuel Adams Boston Lager (R$ 11,00; 355 mililitros), uma lager (de baixa fermentação) de personalidade. Fecha neste domingo (19) e reabre na Quarta-Feira de Cinzas.

+ Como harmonizar cerveja com comida de boteco

+ Um copo para cada estilo de cerveja

+ Cursos formam sommeliers especializados em cerveja

Empório Alto dos Pinheiros

Além dos mais de 400 rótulos em garrafa, possui dezoito (!) torneiras de chope. Entre eles, vale provar o saboroso Mowkeef Saison Ale (R$ 21,00; 470 mililitros), da americana Anderson Valley, e o dourado paulista Bamberg Camila Camila (R$ 9,00; 500 mililitros), que tem nome inspirado no hit da banda Nenhum de Nós e amargor bem marcante. Outra novidade é o chope Schloss (R$ 9,00; 300 mililitros), da microcervejaria Dortmund, de Serra Negra (SP). Trata-se de uma cerveja de trigo de estilo belga, as chamadas witbier ou bière blanche. Refrescantes, levam geralmente sementes de coentro e cascas de laranja na receita.

Abre Bares 2257 - Frangó
De estilo belga: a cerveja de trigo Rogue Mom, no Frangó (Foto: Mario Rodrigues)

Frangó

Chegou ao tradicional templo da cerveja a versão chope da venerada belga Delirium Tremens (R$ 19,90; 300 mililitros). Dourado e saboroso, ele exige só atenção com a graduação alcoólica — de 8,5%. Cai bem também nas noites quentes a americana Rogue Mom Hefeweizen (R$ 36,00; 650 mililitros), de cor clara e estilo belga, que leva na receita trigo, coentro e gengibre. Abre excepcionalmente na segunda (20).

Fonte: VEJA SÃO PAULO