Cursos

Chefs badalados ensinam principiantes a pôr a mão na massa

Workshops chamados de saraus gastronômicos têm de uma a três horas de duração

Por: Sara Duarte - Atualizado em

Gostaria de aprender o segredo do suflê de queijo fofinho do restaurante Marcel? E que tal uma lição de gastronomia brasileira com o chef revelação Rodrigo Oliveira? Em escolas de culinária da cidade, é possível fazer workshops de uma a três horas de duração com cozinheiros badalados, a maioria voltada para leigos. Longe de serem aulas-espetáculo, em que o mestre-cuca reina sozinho com suas panelas, os cursos mais procurados oferecem à plateia a oportunidade de pôr a mão na massa. Na escola Sabores e Saberes, instalada no 1º andar do restaurante Capim Santo, no Jardim Paulista, catorze alunos ocupam sete fogões sob a supervisão da proprietária e chef Morena Leite. Os chamados saraus gastronômicos começam com degustação de espumante e música ao vivo - em geral, canções que falam de comida. Em vez de exibir as sofisticadas técnicas que aprendeu na Le Cordon Bleu, de Paris, Morena menciona princípios básicos como o jeito correto de manusear uma faca, a maneira de cortar uma cebola sem destroçá-la e o ponto certo da fritura do alho. "Tem de ficar em tom de caramelo. Nem branco, nem torrado demais", conta. A sutileza das explicações - e a simpatia da instrutora - cativa gourmets aprendizes como o casal de universitários Rodrigo Pacheco, 22 anos, e Mariana Moro, 21. "Mais do que ensinar uma receita, ela divide sua experiência", diz o rapaz. "Isso não tem preço."

A maioria dos chefs que se propõem a dar lições rápidas a leigos se preocupa mais em esclarecer dúvidas do que em fazê-los reproduzir cada prato à perfeição. "Se fosse só para copiar, bastava os alunos comprarem um livro de receitas", afirma Mariana Valentini, do restaurante Valentina. Rodrigo Oliveira, do restaurante Mocotó, acredita que o principal atrativo desses eventos é aliar conhecimento a diversão: "Preparar tapioca, por exemplo, é tão simples e prazeroso que até quem nunca pisou em uma cozinha sai se sentindo um expert".

Os destaques de junho

- Dia 4 - Mariana Valentini, do Valentina. Atelier Gourmand (www.ateliergourmand.com.br). R$ 230,00. Tel. 3060-9547

- Dia 17 - Raphael Durand Despirite, do Marcel. Spicy (www.spicy.com.br). R$ 150,00. Tel. 3062-8377

- Dia 18 - Rodrigo Oliveira, do Mocotó. Madame Aubergine (www.madameaubergine.com.br). R$ 149,00. Tel. 3168-7389

- Dia 23 - Sauro Scarabotta, do Friccò. Escola Wilma Kövesi (www.wkcozinha.com.br). R$ 185,00. Tel. 3082-9151

- Dia 24 - Morena Leite, do Capim Santo. Escola Sabores e Saberes (www.capimsanto.com.br). R$ 150,00. Tel. 3085-1442

Fonte: VEJA SÃO PAULO