Entrevista

César Tralli sobre Ticiane Pinheiro: "Nos conhecemos no salão de beleza"

Jornalista da TV Globo diz que seus pais também aprovaram a namorada e afirma estar preparado para decorar todos os filmes de princesa da Disney dos quais Rafaella Justus é fã

Por: João Batista Jr. - Atualizado em

Ticiane e Tralli
Ticiane e Tralli: apresentados pela designer de sobrancelhas (Foto: Acervo Pessoal)

Onde vocês se conheceram? Trombei com ela sem querer no salão de beleza onde a Fafá (Fátima Monteiro) dá expediente. Todo mês preciso ir até lá para aparar minha sobrancelha taturana, caso contrário um lado emenda no outro. É uma ajuda estética para deixar meu semblante menos carrancudo. No dia em que nos vimos no salão, foi tudo muito rápido. Mas eu gostei dela logo de cara. Aí a Fafá me disse que ela tinha sugerido jantarmos nós três. Eu tinha acabado de voltar de uma viagem internacional de duas semanas e estava retomando a rotina. O tempo passou, mas eu não tirei da cabeça que seria interessante nós nos conhecermos. Foi quando pedi o telefone dela. Graças a Deus e à minha cara de pau, deu no que deu.

+ Dez momentos em que Ticiane Pinheiro e César Tralli roubaram a cena

Ela comentou que você conheceu a filha dela, mas ainda na condição de amigo. Ficou nervoso? Não, em absoluto. Embora eu não tenha filhos, sempre gostei muito de criança. Tenho uma irmã de 37 anos com necessidades especiais que nunca deixou de ser uma criança. Sou apaixonado pela Gabriela. É a alegria da minha família. Quando ela nasceu, eu tinha 6 anos. A vida me deu doutorado em psicologia infantil.

Está preparado para saber de cor os filmes de princesas da Disney? E todos os outros que vierem pela frente. Pode mandar a coleção.

Já conhecia o trabalho da Ticiane? Não conhecia quase nada do trabalho dela. Nem ela do meu. Isso que foi incrível. Éramos desconhecidos um do outro. Nossas órbitas profissionais sempre foram outras. Nunca se cruzaram de verdade. Fomos nos conhecer de fato e de direito agora. Eu fico impressionado com tanta coisa que ela já fez na televisão. Eu sempre fui precoce. Comecei a trabalhar bem jovem, pré-adolescente. Ela ganhou de mim: começou na infância! A nossa admiração mútua não veio da nossa trajetória vitoriosa, cada qual na sua profissão. Veio essencialmente de quem somos.

+ Os endereços mais vantajosos para visitar na Restaurant Week

Ela foi apresentada aos seus pais no último domingo. Foi aprovada? Meus pais amaram a Tici. Impossível não se encantar com o jeito extrovertido, alegre e com toda simpatia dela. A mulher nasceu para a comunicação. E não veio ao mundo a passeio. Ela ficou íntima rapidinho da família Tralli.

O namoro de vocês virou pauta. Como encara a exposição? Nosso relação começou de uma maneira muito natural e espontânea. Eu não estava procurando ninguém, nem ela. Eu saí de um casamento faz pouco mais de 1 ano. Ela, quase isso. Eu nunca havia assumido relação alguma desde então. Estava na minha, tocando a minha vida. A gente se conheceu por acaso. E o destino nos aproximou. Quero muito que possamos viver a nossa relação. Sem mídia, sem burburinho, sem holofotes. Eu gosto de me preservar. Gosto de ter vida íntima. A gente conversa muito sobre isso desde o primeiro encontro. Percebo que ela quer o mesmo. Estamos em um momento de vida parecido. Queremos cuidar das nossas carreiras com muito amor e dedicação, mas ao mesmo tempo levar a nossa vida, sem excesso de exposição. Lutarei muito por isso. Por essa cumplicidade a dois. Nossa relação está apenas começando.

+ 460 programas para fazer em São Paulo antes de morrer

Quais programas têm feito juntos na cidade? Fomos a restaurantes como Piselli e Adega Santiago. Quero levá-la à Sala São Paulo, que costumo frequentar bastante.

Você e Ticiane são ligados em esportes. Vai ensiná-la a patinar? Se a Tici se interessar pelas rodinhas, vamos nessa. Ela é alta e vai tomar uns tombos feios no começo. Já quebrei costela e braço patinando. Mas não desisto. Vamos ver se ela encara. Porque no começo é literalmente de doer, mas estarei perto para socorrer. Se cair nos meus braços, então, pode desabar. Tô pronto!

LEIA O PERFIL DA APRESENTADORA TICIANE PINHEIRO NA REVISTA VEJA SÃO PAULO QUE CHEGA ÀS BANCAS NESTE SÁBADO (22)

Ela ri por último
Ela ri por último (Foto: VEJA SÃO PAULO)

Fonte: VEJA SÃO PAULO