Consumo

Cervejas especiais: mais fortes

Com teor alcoólico de 10% ou mais, essas opções requerem degustação mais lenta

Por: Nathalia Zaccaro e Mauricio Xavier

Capa 2267- Consumo - Multiplicação das Cervejas
Cerveja mais forte: leva o dobro de tempo para ser produzida e tem validade de dez anos (Foto: Veja São Paulo)

Consegue se imaginar dividindo uma long neck com mais quatro amigos, cada um com seu copo? Se o rótulo escolhido for um dos três abaixo, isso será bem possível. “Bebidas com cerca de 10% ou mais de teor alcoólico exigem degustação mais lenta e em menor quantidade”, diz a mestre cervejeira Amanda Reitenbach. A fabricação das versões turbinadas leva até o dobro do tempo das comuns e envolve procedimentos específicos. “Para atingir alto nível de graduação, é preciso congelar e descongelar o líquido diversas vezes, o que encarece o processo”, descreve André Cancegliero, da Beer Experience. Quem adquirir um desses produtos poderá ficar descansado quanto ao prazo de validade: em média, dez anos.

+ Tudo sobre cervejas especiais

+ Onde beber e comprar

WÄLS PETROLEUM

Capa 2267- Consumo - Multiplicação das Cervejas
(Foto: Divulgação)

Estilo: imperial stout

País: Brasil

Teor alcoólico: 12%

Volume: 375 ml

Preço: 18 reais

COLORADO VIXNU

Capa 2267- Consumo - Multiplicação das Cervejas
(Foto: Divulgação)

Estilo: indian pale ale

País: Brasil

Teor alcoólico: 9,5%

Volume: 600 ml

Preço: 25 reais

BREWDOG TOKYO

Capa 2267- Consumo - Multiplicação das Cervejas
(Foto: Divulgação)

Estilo: imperial stout

País: Escócia

Teor alcoólico: 18,2%

Volume: 330 ml

Preço: 60 reais

Fonte: VEJA SÃO PAULO