Bares

Cervejaria Ô Fiô oferece ambiente agradável e 250 rótulos

Entre as garrafas dos dezenove países que a casa reúne, está a belga Hoegaarden Grand Cru

Por: Fabio Wright - Atualizado em

Cervejaria Ô Fiô 2185
Cervejaria Ô Fiô: espaçosa varanda (Foto: Mario Rodrigues)

Assim como cada vez mais restaurantes dão atenção à carta de vinhos, o mesmo vem acontecendo com os bares em relação às cervejas. Hoje há na cidade um número considerável de endereços que oferecem um belo acervo de loirinhas, morenas e ruivas. A esse time chegou a Cervejaria Ô Fiô, aberta dois meses atrás na região do Morumbi. Instalada entre edifícios residenciais, a bem montada casa dispõe de uma espaçosa varanda. Toda ao ar livre, essa área reúne algumas mesas com guarda-sóis em meio a plantas e uma acertada iluminação indireta.

A oferta de cervejas surpreende: são 250 rótulos, armazenados numa câmara fria fabricada sob encomenda e localizada nos fundos do salão principal. Guardam-se ali garrafas de dezenove países, a exemplo da saborosa belga Hoegaarden Grand Cru       (R$ 25,00), da encorpada mineira Wäls Quadruppel (o mesmo preço) — com 11% de teor alcoólico —, da família da americana Flying Dog (de R$ 22,00 a R$ 25,00), e da interessante Theresianer Pale Ale (R$ 18,00), italiana de amargor pronunciado. Na visita realizada em 21 de setembro, porém, a cozinha tropeçou: o canapé de rosbife (R$ 14,00 a porção) apresentou-se insípido e os mini-hambúrgueres (R$ 17,00; seis unidades) chegaram tostados além da conta. De quinta a sábado à noite, rola MPB ao vivo no esquema voz e violão; nas tardes de sábado, sambas antigos embalam a feijoada montada no sistema de bufê (R$ 27,00 por pessoa).

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO