Bares

Cervejaria do Luiz Fernandes tem novo visual

De volta à ativa após reforma, local ganhou clima de boteco chique

Por: Fabio Wright

Cervejaria do Luiz Fernandes
O movimentado salão: agora, um ambiente arrumadinho (Foto: Fernando Moraes)

Célebre boteco da Zona Norte, fundado em 1970, o Bar do Luiz Fernandes mantém dois endereços-satélite na Avenida Engenheiro Caetano Álvares, próximos a sua sede, no Mandaqui. Um deles, a Cervejaria do Luiz Fernandes, recebeu dois meses atrás uma boa injeção de ânimo. Depois de sessenta dias fechada, a casa instalada numa esquina voltou a funcionar renovada e transformou-se numa versão arrumadinha da matriz. As mesas ficam dispostas na calçada e também no salão de pé-direito alto, que ganhou duas grandes janelas de vidro. Quase sempre abertas, deixam o ambiente bem arejado. 

Cervejaria do Luiz Fernandes
Acepipes: depois de escolhidos, eles são montados no prato (Foto: Fernando Moraes)

Na seção de petiscos, a novidade é o balcão de acepipes (R$ 5,50 cada 100 gramas), com itens como salsichão, lombo defumado, jiló, mussarela nozinho, linguiça picante e moela de frango ao vinagrete. Depois de escolhidos, os tira-gostos recebem acabamento atrás do balcão, onde são fatiados, dispostos de maneira harmoniosa no prato e temperados com azeite, orégano, salsinha, molho inglês e mostarda escura. Agradam ainda os deliciosos salgados da dona Idalina, mulher do proprietário, Luiz Fernandes. Um dos melhores, a delícia portuguesa (R$ 5,00) consiste em um bolinho preparado com bacalhau desfiado, arroz integral, brócolis, azeitona preta e manjericão.

Para bebericar, a variada clientela pode escolher entre chope (Brahma, R$ 5,00), geladinho na caldeireta, e cervejas acondicionadas naquele popular protetor térmico de plástico (Original, Serramalte e Bohemia; R$ 7,00 cada uma). Na visita realizada, decepcionou a batida de coco (R$ 6,00 a dose), um tanto aguada. Prefira a boa caipirinha verde e amarelo (R$ 15,00), acertada combinação de maracujá e limão-galego em copo alto.

BEBIDAS ✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | COZINHA ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO