Bebida

Ex-bancários fazem sucesso com lojas de cervejas premium

Eles criaram a franquia Mr. Beer, que conta hoje com doze lojas na metrópole e outras 23 espalhadas por sete estados

Por: Pedro Henrique Araújo

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Nas happy hours após o expediente no escritório central do Itaú, no Jabaquara, Zona Sul, a dupla de gerentes Fabiano Wohlers, de 34 anos, e Rodolfo Alves, 30, alimentava dois sonhos: trocar o emprego por um negócio próprio e aumentar na cidade a oferta de cervejas premium, uma de suas maiores paixões. Em 2009, eles decidiram se lançar na empreitada, criando pequenos quiosques com a oferta desses produtos nos shoppings da capital. Por precaução, apenas Alves pediu demissão para cuidar do negócio, enquanto o sócio continuava na labuta com carteira assinada. Batizada de Mr. Beer, a empresa evoluiu rápido e se transformou numa rede de franquias, com doze lojas na metrópole e outras 23 espalhadas por sete estados. Dois anos depois do início, Wohlers já havia também deixado o banco para atuar ao lado do parceiro. “Suspeitávamos que havia uma demanda grande por esse artigo por aqui”, afirma ele. “Mas ficamos surpresos com um sucesso tão rápido.”

+ Quatro endereços cervejeiros apresentam novidades para o inverno

+ A multiplicação das cervejas especiais

+ Um copo para cada estilo de cerveja

Além de estarem em pontos bastante valorizados (possuem unidades em shoppings como Eldorado, Ibirapuera e Pátio Paulista, entre outros), os empreendedores conseguiram firmar acordos para se tornar representantes únicos de vários rótulos. Atualmente, das 150 marcas oferecidas, quarenta são exclusivas da empresa. Entre elas está a Riegele, feita por uma premiada fabricante alemã. Desde 2009, o faturamento saltou de 400.000 reais para a marca de 12,5 milhões de reais por ano. Os quiosques, onde os clientes podem comprar e consumir os produtos, têm de 6 a 12 metros. “Muito frequentador para em nossos pontos enquanto sua mulher está rodando por outras lojas”, afirma Alberto Brites, dono de três franquias. Cada uma vende uma média de 100 garrafas por dia. Os interessados em embarcar na rede precisam dispor de um capital de 110.000 reais. Segundo os criadores do negócio, o retorno do investimento ocorre em até dois anos.

+ Confira na galeria de fotos sucessos e promessas da Mr. Beer

Quiosque Shopping Ibirapuera - Mr. Beer
Quiosque do Shopping Ibirapuera: 100 garrafas vendidas por dia (Foto: Marinheiro Manso)

O processo de expansão continua acontecendo em ritmo rápido. Atualmente, eles contam com quatro unidades fora dos centros de compras, localizadas nos bairros do Brooklin, Itaim, Moema e Pacaembu. Prometem abrir mais vinte pontos na capital até 2013, entre lojas de rua e quiosques. As cervejas especiais ainda representam modestos 2,2% do total consumido na cidade, mas já são 550 rótulos na metrópole, 200 deles disponíveis por aqui há cerca de um ano. “Numa época em que havia pouca concorrência, a Mr. Beer apostou no artigo certo”, diz Roberto Nascimento, professor do núcleo de estudos do varejo da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

NEGÓCIO EM ALTA

Os principais números relativos ao crescimento da empresa

Faturamento

2009: 400.000 reais

Hoje: 12,5 milhões de reais

Pontos na capital

2009: 3

Hoje: 12 Rótulos oferecidos

2009: 100

Hoje: 150

Fonte: VEJA SÃO PAULO