internet

CEO de site traição deixa empresa após vazamento de dados de usuários

Noel Biderman não está mais no comando do Ashley Madison, site que tem mais de 37 milhões de internautas no mundo

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

BIderman
Noel Biderman: hackers também vazaram e-mails pessoais do CEO  (Foto: )

O CEO do site de traição Ahsley Madison, Noel Biderman, deixou o comando da empresa nesta sexta (27) após hackers terem vazado dados sigilosos da empresa.

Paulistanos são maioria em site de traições que teve dados vazados

Noel afirmou que a decisão foi tomada em comum acordo com os donos da empresa. “Essa mudança atende plenamente os interesses da empresa e permite que continuemos dando assistência aos nosso usuários e funcionários”, informou em nota oficial a companhia, baseada em Toronto (Canadá).

Ashley Madison
Site de traições Ashley Madison: paulistanos são maioria (Foto: Reprodução)

Nos últimos dias, os 37 milhões de usuários do site tiveram seus dados revelados por hackers. São Paulo, por exemplo, é a cidade com o maior número de pessoas cadastradas.

Além das informações dos usuários do site de traição, os hacker também divulgaram e-mail de Noel. As mensagens revelam que o executivo teve diversos casos extraconjugais. Noel sempre afirmou nunca ter traído a esposa. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO