Comidinhas

Central Salgados faz petiscos de qualidade

Entre as melhores opções estão as fritas na hora, em óleo de palma. No rol de 23 variedades está o bolinho de camarão ao catupiry

Por: Helena Galante - Atualizado em

comidinhas 2152
Minicoxinhas de frango: R$ 0,71 cada uma (Foto: Fernando Moraes)

Durante a Copa do Mundo de 1998, o cearense Edson Braga, dono de uma confeitaria em Fortaleza, decidiu fazer salgadinhos sob encomenda. O sucesso foi tanto que ele ampliou o negócio e inaugurou a Central Salgados. Em dezembro, a marca especializada em quitutes ganhou uma filial paulistana, nas Perdizes. Instalado em uma casa envidraçada, o endereço não dispõe de mesas nem cadeiras. A ideia é passar ali, escolher os petiscos e levá-los para casa. Quem não mora na região de entrega em domicílio (limitada ao bairro) pode fazer o pedido por telefone e, depois de vinte minutos, retirá-lo.

Todos os salgados são preparados em uma cozinha industrial que fica em Cotia. Entre as melhores opções estão as fritas na hora, em óleo de palma. No rol de 23 variedades está o bolinho de camarão ao catupiry (R$ 9,80). Recheada de crustáceos trazidos do litoral cearense, a massa de farinha de trigo, leite e caldo de galinha ganha textura crocante. Agrada também a clássica coxinha de frango cremosa, nas versões míni (R$ 0,71) e grande com catupiry (R$ 5,30). Feito de patinho moído mais hortelã, o quibe aparece puro (R$ 4,40 o grande) e entremeado de queijo mussarela ou cheddar (R$ 5,30 cada um).

Há ainda quatro tipos de torta. As pequenas de queijo e de bacalhau saem, respectivamente, por R$ 6,20 e R$ 8,00. Para beber, a loja coloca à venda as cervejas Devassa Loura (R$ 4,40), Eisenbahn Weizenbier (R$ 5,30 a long neck) e Baden Baden Cristal e Golden Ale (R$ 6,20 cada uma; garrafa de 310 mililitros). A inauguração de mais duas unidades, no Butantã e na Vila Olímpia, está prevista para os próximos meses.

Fonte: VEJA SÃO PAULO