Exposições

Tomie Ohtake ganha homenagem em duas mostras

Reverenciada artista japonesa completa 100 anos em novembro

Por: Jonas Lopes - Atualizado em

Tomie Ohtake - Fotos
Tela recente exibida na Galeria Nara Roesler: virtuosismo técnico (Foto: Divulgação)

Cada vez mais reverenciada, a japonesa Tomie Ohtake completa 100 anos só no dia 21 de novembro, mas a cidade já deu início às comemorações. O instituto homônimo da artista preparou uma série de três mostras — a primeira delas já está em cartaz. Serão exibidos em agosto estudos e projetos e há uma retrospectiva programada para o mês do centenário. Sob a ótima curadoria de Agnaldo Farias e Paulo Miyada, Correspondências põe obras realizadas por Tomie desde a década de 50 até pouco tempo atrás em diálogo com outros 43 nomes da arte brasileira. O resultado revela-se primoroso. É um prazer perceber quanto as características do abstracionismo informal de Tomie encontram ressonância em criações alheias.

+ Um guia com as obras públicas de Tomie Ohtake

A abordagem monocromática, por exemplo, pode ser notada na série Épuras Absurdas, de Cildo Meireles, enquanto as explorações espirituais deixam marcas nos trabalhos de Paulo Pasta, Arcangelo Ianelli e Amélia Toledo. A força gestual, por sua vez, tem paralelos traçados nas videoperformances de Carla Chaim e Lia Chaia. A estrelada seleção traz ainda Nuno Ramos, Mira Schendel e Alfredo Volpi.

Tomie Ohtake - tela
Pintura de 1962 de Tomie: diálogo com outros grandes nomes (Foto: Divulgação)

No espírito festivo, a Galeria Nara Roesler abre na sexta (22) uma exposição com 25 telas e esculturas feitas em 2011 e 2012. Como bom vinho, com o perdão do clichê, Tomie consegue ficar melhor a cada dia. Em um exercício de virtuosismo técnico, ela mistura tintas e pigmentos para alcançar camadas intensas e sutis variações de tom. Apenas a observação paciente permite ao espectador mergulhar na explosão de luminosidade desses quadros mais recentes.

AVALIAÇÃO ✪✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO