CIDADE

Caso de motorista que atropelou jovens no Itaim deve parar na Justiça

Ao menos cinco pessoas ficaram feridas em frente ao Manifesto Bar

Por: Adriana Farias e João Batista Jr. - Atualizado em

Acidente no Manifesto Bar
Acidente ocorrido na Rua Iguatemi, no Itaim Bibi, que deixou uma pessoa ferida (Foto: Divulgação)

Mesmo com o tornozelo esquerdo quebrado e engessado, o músico Celso Teixeira Júnor, de 26 anos, se deslocou hoje para a cidade de Marília para cumprir sua agenda de shows. Ele foi umas das vítimas do motorista que bateu em três carros e atropelou ao menos cinco pessoas em frente ao Manifesto Bar, localizado na Rua Iguatemi, no Itaim Bibi, Zona Sul de São Paulo. O caso ocorreu na madrugada desta sexta (20), após quatro bandas tocarem no local dedicado ao rock. Era por vota das 4h. Teixeira Júnior tentou proteger a namorada, a bailarina Brianna Saueia, 21. Ambos foram socorridos no Hospital das Clínicas, onde o músico vai passar por uma cirurgia na próxima sexta (27).

+ Casal morre atropelado em estrada para o litoral

“As calçadas estavam cheias de gente, tudo tranquilo. Até que esse carro veio acelerando rápido”, conta Brianna. O carro que chegou em alta velocidade era um Jetta, pilotado por Marcos (ele não quis revelar o sobrenome), 22 anos, estudante de administração de empresas. “Eu não tinha bebido. Estava vindo da casa de um amigo, e antes tínhamos tomado cerveja. Mas depois eu dormi. O que importa é que na hora eu estava bem”, argumenta ele. Testemunhas dizem que ele teria tentado abandonar o local e que apresentava sinais de embriaguez. “Não fiz o teste do bafômetro, pois a polícia não pediu.”

Marcos diz que a batida se deu porque “um carro da rua não estava estacionado direito, então meu carro bateu. Além disso, estava chovendo.” Brianna contesta essa versão. “No momento em que ele nos atropelou, não chovia. Passou a cair água depois. E todos os carros estavam certinho na rua, tanto que as câmeras de segurança da rua vão mostrar que ele não fala a verdade.” Brianna e seu namorado devem entrar com uma ação na Justiça pera pedir indenização. Assim como Teixeira Júnior, ela segue com a sua agenda de trabalhos e hoje, mesmo com as pernas doloridas e com pequenas lesões, se apresenta hoje no musical Sing and Dance, no Teatro Cultura Inglesa.

Fonte: VEJA SÃO PAULO