Comidinhas

Casas de sucos ganham novo visual

Interesse dos paulistanos pelas casas de sucos impulsiona reforma e abertura de lanchonetes

Por: Helena Galante - Atualizado em

Sabe aqueles quiosques meio ripongas, com frutas espalhadas por uma bancada de madeira e mesas de plástico improvisadas? Esqueça. Para atender fregueses cada vez mais exigentes, proprietários de casas de sucos estão investindo em reformas e ampliações. A rede Desfrutti, por exemplo, acaba de mudar o endereço de uma de suas quatro lojas. Um salão de quarenta lugares, no Itaim Bibi, foi trocado por outro maior, no mesmo bairro. Pode receber agora 180 pessoas confortavelmente. "Pretende-mos abrir uma quinta unidade no Morumbi ainda neste ano", anuncia Guilherme Sodré, dono da marca. Outra boa notícia é a reforma da Sabor Ibira, localizada dentro do Parque do Ibirapuera, ao lado do Planetário. Após dez meses de portas fechadas, o quiosque reabriu com um agradável deque de madeira. Os sócios do estabelecimento – que chega a receber até 1000 clientes em um sábado de sol – garantem que gastaram 500000 reais na compra de modernos equipamentos de cozinha e mobiliário.

Há também lugares novos. Surgida em abril, a Suco Bagaço, no Jardim Paulista, processa cerca de quarenta tipos de fruta. Com experiência no ramo desde 1998, Emerson Montini resolveu fazer sua estréia na capital depois do sucesso conquistado em lojas do interior do estado. "O mercado é bem mais competitivo por aqui", diz. Até o fim do ano, ele espera montar outras quatro filiais. Dos mesmos donos do bar VacaVéia, a casa Madureira, também no Itaim Bibi, tem inauguração prevista para o dia 9. Como diferencial, apostará na agilidade do serviço, com bebidas preparadas em apenas um minuto. Também investirá na entrega em domicílio. É pegar um canudinho e aproveitar!

• Desfrutti, Rua Joaquim Floriano, 607, Itaim Bibi, 3168-1441.

• Madureira, Rua João Cachoeira, 217, Itaim Bibi, 3078-7367.

• Sabor Ibira, Parque do Ibirapuera, portão 10, 5539-2936.

• Suco Bagaço, Rua Haddock Lobo, 1485, Jardim Paulista, 3063-3538.

Fonte: VEJA SÃO PAULO