Negócios

Lucas Anderi se destaca no mercado de vestidos de noiva

Estilista libanês comercializa modelos prontos de grifes internacionais e abre nova loja nos Jardins

Por: Carolina Giovanelli - Atualizado em

Lucas Anderi
Estilista Lucas Anderi: sócio nas filiais Cymbeline (França) e Rosa Clará (Espanha) (Foto: Fernando Moraes)
Em seus treze anos de carreira, o empresário e estilista libanês Lucas Anderi já precisou lidar com todo tipo de noiva. As choronas, as bravas, as desconfiadas, as indecisas que chegam a provar vinte vestidos em uma só visita... “Aprendi a saber do que elas gostam”, afirma. O rapaz de olhos verdes controla duas franquias de vestidos de casamento, uma da francesa Cymbeline (desde 1998) e outra da espanhola Rosa Clará (a partir de 2009), ambas nos Jardins. Ele expande os negócios na segunda (15), quando faz 31 anos de idade e inaugura com festa para convidados sua terceira loja no bairro, desta vez multimarcas, a Atelier Blanc. + Procon lança "Manual dos Noivos" para evitar tragédias no grande dia+ Claudia Matarazzo: conforto para noivas custa caro No espaço de 180 metros quadrados, três andares e decoração branca, localizado na Rua Haddock Lobo, ele apresenta com exclusividade a grife nova-iorquina Carolina Herrera Bridal. Além disso, lança uma marca com criações próprias que leva seu nome, uma linha de sapatos, outra de joias e uma coleção em parceria com o badalado estilista Fause Haten. “Foram minhas ideias combinadas com as do Lucas”, conta Haten, sobre a elaboração das seis peças, entre elas um vestido bordado com 5.000 flores de cetim cortadas a laser. A peça custa 8.000 reais. “Ele conhece bem o ramo em que trabalha”, elogia o estilista. João Miguel Júnior/TV Globo
Lucas Anderi
Vestidos em novelas globais: a atriz Paola Oliveira, em "Insensato Coração" (Foto: João Miguel Júnior/TV Globo)
Vestidos em novelas globais: a atriz Paola Oliveira, em "Insensato Coração" Quando criança, no Líbano, Anderi frequentava aulas de língua portuguesa por causa da insistência da mãe. Em um país em constante conflito, ela achava importante ter um plano B para a vida dos filhos. Instalada na cidade de Adma, a família comandava um império de oito lojas de vestidos de noiva, incluindo a Cymbeline e a Rosa Clará, que o empresário traria tempos depois para São Paulo. Quando chegou a época de entrar na faculdade, em 1997, ele seguiu o exemplo do irmão mais velho, Rami, que já estudava técnicas de cirurgia plástica no Brasil, e resolveu pôr à prova o idioma que tinha aprendido. Formou- se no curso de comércio exterior, em Mogi das Cruzes, na região metropolitana. Durante os estudos, até tentou seguir carreira como diplomata, mas decidiu investir em uma loja no ramo que conhecia melhor. Instalada na Rua Melo Alves, a romântica Cymbeline (com 47 franquias pelo mundo), grife que já foi usada por personalidades como a atriz Tania Khalill em sua noite de bodas, em 2005, teve movimento fraco nos primeiros três anos. “As noivas só pensavam em costurar seus vestidos com estilistas”, explica o comerciante, sobre o preconceito contra modelos prontos. “Hoje, elas não têm tempo de esperar e chegam aqui com uma foto da peça que encontraram no Google.” Julio Vilela
Lucas Anderi
A atriz Tania Khalill e o cantor Jairzinho, em 2005: modelo Cymbeline (Foto: Julio Vilela)
A atriz Tania Khalill e o cantor Jairzinho, em 2005: modelo Cymbeline A Rosa Clará, que conta com produtos de designers famosos do naipe de Christian Lacroix, veste atrizes em tramas de novelas globais, como Paola Oliveira em “Insensato Coração”. Durante a compra, a cliente olha o catálogo com cinquenta modelos disponíveis. Se optar por uma numeração diferente da peça única trazida por Anderi, tira as medidas, faz a prova, que dura cerca de uma hora, com um dos doze funcionários (e, às vezes, com o dono), e o pedido é encaminhado à matriz. Para que o tecido seja preservado, os itens chegam de avião com três proteções. O prazo de entrega é de até 180 dias. Por mês, Anderi fecha cerca de vinte vendas de peças, que custam entre 3.000 e 12.000 reais (o faturamento do negócio ele não revela). + Gucci completa noventa anos+ Xaveco Virtual: nossa ferramenta para paquerar no Twitter Esse mercado está se tornando cada vez mais competitivo. São realizados anualmente cerca de 60.000 casamentos na capital. Quem está à beira do altar conta com 1.000 empresas voltadas para a classe A, entre floristas, banqueteiros, DJs, fotógrafos e lojistas, é claro. “A chegada de outras grifes internacionais de vestidos de noiva por aqui, a exemplo de Vera Wang e Priscilla of Boston, dá mais opção de escolha às noivas”, afirma a consultora Vera Simão. “As marcas perceberam que existe uma demanda alta.” LUCROS NO ALTARQuem é o proprietário da cadeia de lojas de modelos prontosNome: Lucas AnderiIdade: 30 anos (completa 31 na segunda, dia 15)Natural de: Adma, no Líbano (radicado em São Paulo desde 1997)Formação: comércio exterior na Universidade Braz Cubas, em Mogi das CruzesEmpresas: sócio nas filiais das grifes importadas de vestidos de noiva Cymbeline (França) e Rosa Clará (Espanha) e em um novo empreendimento multimarcas, que conta com Carolina Herrera Bridal (EUA) e uma linha própria

Fonte: VEJA SÃO PAULO