Exposição

Casal doa obra do século XV ao Masp

O museu ganha e exibe quadro de Hans Memling que completa um díptico com obra que já pertencia à instituição

Por: Leandro Quintanilha - Atualizado em

A Deposição de Cristo, de Hans Memling
A Deposição de Cristo, de Hans Memling - óleo sobre madeira. Obra doada ao Masp (Foto: Reprodução)

No ano em que completam 30 anos de casamento, os colecionadores Lais e Telmo Porto decidiram celebrar a união com um gesto de desapego: doando um quadro do final do século XV ao Masp. O óleo sobre madeira A Deposição de Cristo, atribuído ao pintor Hans Memling (1430-1494), alemão radicado na Bélgica, é a metade direita que faltava de um díptico (obra com duas peças) cujo painel esquerdo já pertencia ao museu. 

+ Dez motivos para visitar o Masp a qualquer momento

Na obra que o Masp já tinha, Lamentação da Virgem, José, Maria e outras três mulheres parecem chorar por algo. O motivo está na tela que faltava: a deposição de Jesus, morto na cruz. De acordo com o professor e curador  Teixeira Coelho, autor do texto do material de incorporação da obra ao museu, são raros os episódios na história em que uma obra subdvidida pelo acaso volta a ser recomposta. 

Ainda segundo o professor, o tema da deposição/lamentação, clássico na literatura cristã, foi tratado por diferentes artistas, como o flamengo Hugo van der Goes, em cuja obra Memling teria se inspirado para a realização da obra dupla. "Os dois painéis apresentam a unidade temática e de figuração requerida por um díptico: a narrativa iniciada em um completa-se formalmente no outro", acrescenta. 

O díptico passa a carregar o nome da obra que acaba de chegar, A Deposição de Cristo. Segundo a assessoria dos colecionadores, eles não sabem estimar o valor monetário do painel doado, já que a obra estava na família há muitos anos. O díptico completo já está em exposição. 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO