Comidinhas

Casa Santa Luzia faz feirinha com degustação de orgânicos

Até o dia 10 de setembro, o supermercado apresenta uma seleção de alimentos cultivados livres de agrotóxicos e adubos químicos

Por: Gabrielli Menezes - Atualizado em

Quinzena de orgânicos Santa Luzia
Frutas, legumes, verduras e laticínios só entrarão em promoção dia 10 (Foto: Divulgação)

Está em cartaz até 10 de setembro, a 12ª Quinzena de Alimentos Orgânicos da Casa Santa Luzia . Durante o período, o supermercado fino recebe marcas que não utilizam aditivos químicos sintéticos em seus produtos para uma exposição com degustações e venda desses itens com descontos. Há sempre convidados diferentes a cada dia, que permanecem na loja entre 11h e 19h.

Nesta quinta (1º), vão ser vendidos pães integrais sem glúten,da Pão do Céu, carnes livres de hormônio,da Korin, tomates e alfaces da Fazenda Rio Bonito, e molhos, geleias e chás orgânicos da Blessing. (Confira a programação completa abaixo).

Produtos frescos, como frutas, legumes, verduras e laticínios, ganharão mais destaque no último dia do evento (10), entrando em promoção das 10h às 17h.

PALESTRA

Para complementar as atrações, na quinta (8), o agrônomo Alexandre Harkaly fala sobre agricultura biodinâmica, forma alternativa em que pretende-se uma fertilidade permanente por meio da integração de todos os elementos agrícolas. São 50 vagas e as incrições devem ser feitas pelo site do empório (santaluzia.com.br).

+ Olivier Anquier abre restaurante no centro com vista da cidade

Quinzena de orgânicos Santa Luzia
A cada dia, diferentes marcas expõe seus produtos (Foto: Divulgação)

Veja a programação completa:

1/9 – Pão do Céu, Korin, Blessing e Fazenda Rio Bonito

2/9 - Dr. Orgânico, Amma, Bio2 Organic, Solarius e Label Rouge

3/9 – King of Palms, Monama, Suavipan e Direto da Serra

6/9 – MN Própolis, Vinagre Dom Spinosa, Engenho da Terra, Fazenda da Toca e Ecovida

8/9 – Miolo Real, Emporium Vida, Fhom, Native e Rio de Una

8/9 às 18h45 - Palestra com Alexandre Harkaly

9/9 – Uva'só, Mama Gê, Vinhos Emiliana, Ecobras e Yuky

Fonte: VEJA SÃO PAULO