Mistérios da Cidade

Instituto Emílio Ribas revela curiosidades de sua história

Casa Rosada, antigo Pavilhão de Classes, abriga arquivos como os livros de registros

Por: Mauricio Xavier [com reportagem de Catarina Cicarelli, Daniel Salles e Isabella Villalba] - Atualizado em

Casa Rosada - mistérios da cidade 2203
Casa Rosada: histórias e curiosidades do Instituto Emílio Ribas (Foto: Fernando Moraes/Mario Rodrigues)

Em funcionamento desde 1880, o Instituto de Infectologia Emílio Ribas só começou a anotar as internações catorze anos depois. O primeiro paciente a constar no livro de registros foi o português Carlos Alberto Pinto, que deu entrada na instituição em novembro de 1894, vitimado pelo cólera aos 40 anos. Essa e outras curiosidades da história do Emílio Ribas podem ser conferidas na Casa Rosada, antigo Pavilhão de Classes — o local era reservado para pacientes mais abastados, como barões. Hoje, o casarão abriga a diretoria do hospital e, por isso, a visitação é restrita.

Fonte: VEJA SÃO PAULO