Exposições

Cinco motivos para visitar a Casa de Vidro

A residência localizada no Morumbi, que pertenceu a Lina Bo Bardi, abriga mostra sobre a arquiteta

Por: Laura Ming - Atualizado em

Casa de Vidro
Casa construída em 1951 que pertenceu à arquiteta Lina Bo Bardi (Foto: Henrique Luz/Divulgação)

A exposição que encerra as comemorações do centenário de Lina Bo Bardi (1914- 1992) apresenta o pensamento radical da arquiteta na casa desenhada por ela mesma e na qual morou até o fim da vida.

+ Projeto de arte urbana chama a atenção para problemas de bairros

Conhecida como Casa de Vidro e localizada no Real Parque, a moradia é um de seus projetos mais famosos e atualmente sedia um instituto que leva seu nome e de seu marido, Pietro Maria Bardi. Estão guardados no local móveis, obras de arte, documentos, objetos, cerca de 7 500 desenhos e 17 000 fotografias.

Confira cinco motivos para visitar Lina em Casa: Percursos:

1. Normalmente a residência fica fechada para visitação. É uma oportunidade para conhecer o imóvel construído em 1951 num terreno de 7 000 metros quadrados rodeado por um jardim tropical.

2. Estão expostos no interior da casa itens de mobiliário desenhados por Lina Bo Bardi. Alguns são peças únicas.

Lina Bo Bardi - Ed.: 2387
A artista na Casa de Vidro, no Morumbi, em 1952: hoje a residência é sede de seu instituto (Foto: Chico Albuquerque)

3. Há peças valiosas que pertenciam ao casal, como uma escultura grego-romana de mais de 2 000 anos, uma escultura egípcia datada de 1 500 a.C. e um Buda de bronze do século XVIII. 

4. Serão exibidas fotos pessoais de viagens que Lina fez para o Japão, ao interior do Brasil e a Nova York.

5. A mostra foca em aspectos menos conhecidos de Lina, como sua preocupação com questões ecológicas e ambientais.

Fonte: VEJA SÃO PAULO