A Opinião do Leitor

Cartas sobre a edição 2266

Por:

Capa da edição 2266
(Foto: Veja São Paulo)

ASSUNTOS MAIS COMENTADOS

Subprefeitos: 33%

Trotes: 15%

Matthew Shirts: 6%

Tecnologia: 6%

Outros: 40%

Cidade

Foi com agradável surpresa que li a reportagem “A tropa da subprefeitura” (25 de abril). Realmente, seria um desperdício não aproveitar a capacidade nem a experiência desses oficiais da reserva para resolver problemas intrincados.

JOSÉ DE MAGALHÃES NETTO

Até pouco tempo atrás, achava as administrações municipais lentas e burocráticas. Minha opinião mudou depois de precisar dos serviços da subprefeitura da Casa Verde. Os chamados que faço por meio do telefone 156 têm sido atendidos antes do prazo de quarenta dias. É claro que os problemas da região são inúmeros e difíceis de resolver. Mas a preocupação em dar uma satisfação rápida aos moradores demonstra responsabilidade e profissionalismo.

INÊS RUDZLT

Aqui no Morumbi não temos coronel e muito menos zelador. Convivemos com problemas como ruas esburacadas, praças abandonadas, trânsito, construções irregulares e sujeira, sem falar na violência crônica.

ANTÔNIO CESAR PAZINATTO

Sobre “o maior arranhão na história dos ex-policiais na prefeitura”, informo que os dois coronéis mencionados só deixaram o cargo após denúncia da Comissão da Feira da Madrugada, presidida por mim na Câmara Municipal.

ADILSON AMADEU

Vereador PTB

Trotes

Finalmente foi criada uma lei que pune as ligações falsas feitas à PM, aos bombeiros e ao Samu (“Os trotes estão na mira”, 25 de abril). A prática atrasa serviços essenciais e põe vidas em risco. Espero que a Justiça atinja mesmo o bolso desses vândalos.

ALICE AGULAR

Estava na hora de alguém tomar essa iniciativa, já que muitos pais não se preocupam em educar seus filhos. Quem sabe agora, sentindo no bolso o valor da multa, não passarão a entender que sua responsabilidade vai além de colocá-los no mundo.

EDUARDO KAMEL YUKISAKI

É admirável a atitude das escolas que disciplinam os alunos para que não brinquem ao telefone. Estão dando uma enorme contribuição para reduzir o problema, já que a maioria dos trotes é feita por crianças e adolescentes.

GRAZIELA RODRIGUES CORTEZ

Futebol

Gostei muito da reportagem “Barça desde criancinha’’ (25 de abril). Os jogadores do time conseguiram uma façanha: estão se tornando ídolos de todos os torcedores. Nas peladas, ninguém mais quer ser Ronaldinho Gaúcho, Kaká ou Neymar. Os garotos preferem hoje Messi, Xavi ou Iniesta.

MATHEUS ALONSO

Aplicativos

A reportagem “Ajuda na ponta dos dedos” (25 de abril) mostra as variadas funções que os tablets e smartphones vêm oferecendo aos paulistanos, com dicas de programas que podem descomplicar nossa vida. Além disso, é um ótimo exemplo que pode fazer parte de uma argumentação contra o preconceito existente por parte de muitos que se recusam a aceitar a funcionalidade de tais aparelhos.

VERIDIANA CERNEIRO LIMA PICCININI

As ferramentas listadas podem auxiliar as pessoas em diferentes situações. Outro aspecto interessante é que esses aplicativos são produzidos no Brasil e nem sempre recebem a divulgação que merecem.

CÉSAR ABREU BATISTA SILVEIRA

Comidinhas

Lamentamos a situação narrada na Julice Boulangère pela crítica de VEJA SÃO PAULO (“Fora do ponto”, 25 de abril). Entendemos suas considerações e asseguramos que não houve intenção de causar nenhum tipo de transtorno. Nosso estabelecimento se preocupa em ouvir os clientes e em oferecer um atendimento correto.

JULICE VAZ

 

ESCREVA PARA NÓS

E-mail: vejasp@abril.com.br

Cartas: Caixa Postal 14110,

CEP 05425-902, São Paulo, SP

As mensagens devem trazer a assinatura, o endereço, o número da cédula de identidade e o telefone do remetente. Envie para Diretor de Redação, VEJA SÃO PAULO. Por motivos de espaço ou clareza, as cartas poderão ser publicadas resumidamente

Atendimento ao leitor: (11) 3037-2541

Sobre assinaturas: (11) 5087-2112

Atenção: ninguém está autorizado a solicitar objetos em lojas nem a fazer refeições em nome da revista a pretexto de produzir reportagens para qualquer seção de VEJA SÃO PAULO

Fonte: VEJA SÃO PAULO