A Opinião do Leitor

Cartas sobre a edição 2329

Por: Redação VEJA SÃO PAULO

Capa - 2329
Capa da edição 2329: Crianças contra a balança (Foto: VEJA SÃO PAULO)

Obesidade

Bastante oportuna a reportagem “Crianças contra a balança” (10 de julho). Como nutricionista e tendo enfrentado esse problema na infância e na adolescência, fico sensibilizada com a realidade que vejo na rotina de atendimento. Fico impressionada com a falta de comprometimento de várias escolas, que impedem que o aluno siga nossas orientações, proibindo a entrada de alimentos saudáveis para driblar as opções absurdamente calóricas e sem nenhum valor nutritivo. Outro problema se passa na própria família: pais separados que abordam a questão de maneira oposta, avós que liberam alimentos engordativos e, o mais difícil, pais que impõem aos filhos uma dieta restritiva não seguida por eles próprios. Renata Giudice de Oliveira Lewis

A obesidade infantil no Brasil tem o risco de chegar perto do que ocorre nos Estados Unidos. A coisa está feia e difícil de reverter. Com tanta propaganda de lanches calóricos na TV, as crianças só querem comer “bombas”. Espero que as autoridades atentem para o problema. Antônio José Gomes Marques

Patrimônio

O valor de 14,5 milhões de reais é a quantia destinada à restauração do Palácio dos Campos Elíseos (“Uma joia na região da Cracolândia”, 10 de julho). De que adiantará todo o glamour previsto para o prédio, se ao sair dele deparamos com a verdadeira joia, que é a vida de usuários de drogas, apodrecendo pelo entorno? Até quando veremos verbas destinadas a coisas e não a pessoas? Maria Angélica Cordeiro Pilegg

Granja Viana

No texto sobre a nova rota mística é mencionada a atuação de Mãe Alcina (“Todos os santos da Granja Viana”, 10 de julho). Sou morador da região, conheço-a há mais de vinte anos e minha empresa é uma das colaboradoras do grande trabalho social ali feito. O Instituto Girassol, do qual Mãe Alcina é presidente, atende diariamente mais de 150 crianças e dá apoio a mais de mil famílias mensalmente. Marco de Fiori

Memória

Ao ler o texto “Pizzas em linha de montagem” (Memória, 10 de julho), tive uma grata surpresa. Na foto que ilustra a matéria está a minha família. Foi em 1980 e estávamos comemorando o noivado do meu irmão, Valdeci, no Grupo Sérgio. Pena que a rede não tenha sobrevivido, mas o noivado evoluiu para casamento e hoje ele até já tem uma neta. Foi bom relembrar aquele dia. Vou guardar a revista, pois só agora temos um registro do evento. Sonia Aparecida da Silva

Matthew

Também tenho parte da minha vida guardada (ou escancarada) no Vampré (“O cartório”, 10 de julho). Contudo, alguma coisa me deixa ensimesmada: por que os cartorários acreditam tão piamente em ressurreição? Parece uma pergunta descabida, mas, acredite, certidão de óbito tem prazo de validade! Rúbia Raquel Bonetti

Nós, do Vampré, ficamos felizes em saber que participamos de momentos tão importantes da vida de Matthew Shirts, bem como de tantas outras pessoas. Em tempo, pedimos licença para esclarecer que nos Estados Unidos não existem cartórios como aqui. Há, sim, notários (sinônimo de tabelião), que fazem reconhecimento de firmas, autenticações e outros instrumentos para garantir autenticidade. Paulo Tupinambá Vampré

CORREÇÃO: o sucessor de Juscelino Kubitschek como presidente do Brasil foi Jânio Quadros, e não João Goulart, como informado no destaque sobre o filme Dossiê Jango (Roteiro da Semana, 10 de julho). Jango se elegeu vice-presidente e assumiu o cargo depois da renúncia de Jânio.

ESCREVA PARA NÓS

E-mail: vejasp@abril.com.br

As mensagens devem trazer a assinatura, o endereço, o número da cédula de identidade e o telefone do remetente. Envie para Diretor de Redação, VEJA SÃO PAULO. Por motivos de espaço ou clareza, as cartas poderão ser publicadas resumidamente

Redes sociais: facebook.com/vejasp e @vejasp (twitter)

Atendimento ao leitor: (11) 3037-2541

Sobre assinaturas: (11) 5087-2112

Atenção: ninguém está autorizado a solicitar objetos em lojas nem a fazer refeições em nome da revista a pretexto de produzir reportagens para qualquer seção de VEJA SÃO PAULO

Fonte: VEJA SÃO PAULO