OPINIÃO DO LEITOR

Cartas da edição 2472

Por: Veja São Paulo

capa edição 2471
EDIÇÃO 2471 (Foto: Antonio Milena)

 

› Esporte

Os atletas retratados na reportagem “Cidade olímpica” (30 de março) são um verdadeiro patrimônio dos paulistanos. Vamos torcer para que eles faturem a medalha de ouro nos Jogos do Rio de Janeiro. Mais importante que isso, no entanto, é o exemplo que eles deixam aos mais novos, o legado. Que nossos jovens se inspirem nesses vencedores.

Clovis Oliveira

 

› Cidade

O setor imobiliário está se aproveitando do acidente com o avião do ex-presidenteda Vale Roger Agnelli para, novamente, tentar desativar o Campo de Marte (“Polêmica no ar”, 30 de março). A localização do aeródromo sempre despertou interesse. A área é importante para aeronaves de pequeno porte, por isso não deve ser desativada.

Thiago Bruciere

 

Acredito que o lugar deveria ser desativado. É uma área enorme e seria mais bem utilizada se fosse transformada num parque. Não é tolerável que ela continue servindo a apenas uma pequena parcela da população numa região densamente povoada. Há muito risco em manter o aeroporto em funcionamento.

Gustavo Lacerda

 

› Eleições

Aumentar os limites de velocidade nas marginais Tietê e Pinheiros, como sugeriu João Doria Jr.(“Estranho no ninho tucano”, 30 de março), me parece um retrocesso. No mundo inteiro eles estão sendo reduzidos para aumentar a segurança. Trafego diariamente pelas duas vias e vejo que o trânsito está mais civilizado agora do que há um ano.

Emerson Martins

 

› Negócios

Antes cachorro era apenas... cachorro. Agora, há até lojas com mimos gourmets (“Bom para cachorro”, 30 de março). As pessoas têm o direito degastar o próprio dinheiro como bem entender, mas é curioso ver o exagero que acontece nesse segmento. Para alguns não bastam carinho, atenção e uma boa ração. É preciso cerveja, sorvete e petiscos preparados especialmente para os animais.

Miranda Tavares

 

› Crise hídrica

As fotos das represas Jaguari-Jacareípublicadas na reportagem “Refresco no Cantareira” (30 de março) são impactantes.É animador ver a recuperação do sistemade abastecimento mais importantedo estado, mas é preciso lembrar as pessoas de que a situação não está confortável. Há bairros em que a população ainda sofre com a falta de água. E agora a Sabesp cortou o bônus para quem economizava. Torço para que a lição da seca tenha ficado e o desperdício não volte.

Valéria de Souza Muniz

 

› Terraço Paulistano

É uma pena ver o maestro John Neschling envolvido em acusações de desvio de dinheiro no Teatro Municipal (“A ópera da delação”, 30 demarço). Ele precisava sujar sua reputação dessa forma?

Luciano Duarte

 

› Gastronomia

Alguns dirão que os noodles são mais uma modinha, mas o fato é que eles são saborosos e vão conquistar cada vez mais os amantes da cozinha oriental. E,como disse a reportagem “Sucesso instantâneo” (30 de março), é injusta acomparação com o miojo. Se eles fossem semelhantes, não haveria filas quilométricas na porta dos restaurantes.

Rebeca Campos

 

› Consumo

Os novos serviços andam mudando nossa maneira de consumir (“Economia do ‘todos por um’”, 30 de março). Essa reestruturação deve trazer mais consciência na hora de usar o dinheiro. A iniciativa desses empreendedores mostra que não dá para pensar com a cabeça do século passado.

Antonio Eugenio Lopes

Fonte: VEJA SÃO PAULO