A OPINIÃO DO LEITOR

Cartas da edição 2428

Por: Veja São Paulo

Capa edição 2427 - As cerejas do bolo
(Foto: Mario Rodrigues)

Casamento

No mês das noivas, vem VEJA SÃO PAULO vem boa hora dar dicas e sugestões sobre casamento que envolvem desde um simples buquê até a tão esperada noite de núpcias (“O time dos sonhos”, 27 de maio). Ruvin Ber José Singal

Casamento ostentação nada mais é do que um modismo que vai passar. O chique está em dar à cerimônia o real valor que ela tem, sem a necessidade de mostrar que o ter se revela mais importante que o ser. Um lado bom, porém, é que movimenta esse setor da economia. Ivone Leite de Araujo

Imigração

Considero lamentável a atuação do governo do Acre, que simplesmente colocou os imigrantes em um ônibus e os enviou à capital paulista (“O centro dos haitianos”, 27 de maio). É como se tivesse dito: “São Paulo que se vire com eles”. Pior ainda é a atitude do governo federal, que liberou a entrada deles no país, sem nenhum critério. Somente agora, ao que parece, vai tomar uma medida, pois, por enquanto, só assistiu a tudo de camarote. Alexandre Fontana

Se acham que vão conseguir no Brasil algo mais do que ser mão de obra barata explorada, estão bem enganados. A realidade aqui é dura para o próprio brasileiro. De antemão, recomendo que voltem para o Haiti. Augusto Macêdo

Paulistana Nota Dez 

Ser voluntária é uma honra, é receber um sorriso que dá um abraço na alma (27 de maio). Engana-se quem pensa que o trabalho voluntário não é remunerado. O voluntário recebe tanto que fica impossível quantificar. Isso está acima de qualquer valor monetário. Mariangela Blois

Tecnologia

Se estão esfaqueando pessoas para roubar uma bike, imagine o que vão fazer por esse aparelho (“Passeio elétrico”,27 de maio). Daniel Calich

Com 3 000 reais eu compro uma moto. Lucas Nunes

Cidade

A respeito do Minhocão, existem duas correntes: uma que deseja o seu desmonte, por considerar que se trata de um problema de saúde e segurança pública, e a outra que, apegando-se a uma estrutura velha, sem nenhuma manutenção, considerada por especialistas uma “cicatriz urbana”, quer tentar sobre ela fazer o que estão chamando de parque. É uma tendência mundial: eliminar viadutos e colocar em seu lugar belas praças, rotatórias, como já fizeram nos EUA, no Canadá e em outros países.Francisco Gomes Machado, Diretor do Movimento Desmonte Minhocão

Matthew Shirts

São sempre brilhantes as crônicas de Matthew Shirts. “Sem festa não há solução” (27 de maio) é apenas um exemplo disso. Como não se deliciar imaginando cada uma das cenas descritas tendo nossa cidade como cenário? Rodrigo Helfstein

Como pode essa esquina nos proporcionar tantas emoções? Sair do metrô e entrar no Conjunto Nacional significa ter os sentidos atacados por todos os lados,se ficarmos atentos. Matthew, obrigado por nos mostrar tantas riquezas nos detalhes desse lugar mágico. Fredy Emmuel

CORREÇÕES

O casamento de Fernanda Souza e Thiaguinho foi organizado pela cerimonialista Yayá Quintella (“O time dos sonhos”, 27 de maio). O cantor Paulo Ricardo ainda faz parte da banda RPM, ao contrário do publicado em “Olhar 43 na noite profissional”, da seção Terraço Paulistano (27 de maio).

ESCREVA PARA NÓS

E-mail: vejasp@abril.com.br

As mensagens devem trazer a assinatura, o endereço, o número da cédula de identidade e o telefone do remetente. Envie para Diretorde Redação, VEJA SÃO PAULO. Por motivos de espaço ou clareza, as cartas poderão ser publicadas resumidamente.

Redes sociais: facebook.com/vejaspe @vejasp (Twitter)

Atendimento ao leitor: ☎ (11) 3037-2541

Sobre assinaturas: ☎ (11) 5087-2112

Atenção: ninguém está autorizad oa solicitar objetos em lojas nem a fazer refeições em nome da revista a pretexto de produzir reportagens para qualquer seção de VEJA SÃO PAULO.

Fonte: VEJA SÃO PAULO