A Opinião do Leitor

Cartas sobre a edição 2376

Por: Redação VEJA SÃO PAULO

Capa O cartão-postal de Edir Macedo
(Foto: VEJA SÃO PAULO)

› Templo de Salomão

Uma construção desnecessária (“O suntuoso templo da fé”, 4 de junho). Moramos num país onde muita gente passa fome e carece de saúde e educação. Não precisamos de estádios nem de templos. Regiane Assis

Os que criticam a obra praticam a solidariedade? Resgatam vidas? Espero que leiam sobre a história do bispo e da Universal. Ele começou pregando num coreto em uma praça no Rio de Janeiro, e hoje Deus o honrou. Antes construir templos com as doações dos fiéis do que com os impostos da população. Pelo menos os fiéis doaram por livre e espontânea vontade. Enquanto isso, o dinheiro dos impostos é usado para fazer estádios e templos católicos sem o nosso consentimento. Katia Lima

Sou evangélico assíduo, neto de católicos, tenho amigos espíritas, ateus... Para mim, esse templo é uma palhaçada sem fim. O dinheiro poderia ser investido em asilos, creches, cestas básicas, mas preferem manter a pose de “escolhidos”. Edson Lopes de Oliveira

Parabéns à Universal pela organização! Querendo ou não, os evangélicos deram uma lição de como tocar, organizadamente, uma grande construção, entregando tudo no prazo, sem mortes e com o valor semelhante ao que era previsto no início do projeto. Alan Alves

E pensar que os evangélicos se dizem representantes de Jesus, que só tinha um par de sandálias, uma única veste e não possuía sequer um travesseiro para apoiar a cabeça. Ostentação medíocre e ridícula. Tenho pena dos fiéis que sofrem lavagem cerebral. Waldir Lopes de Lima

Se a porcaria de um time em São Paulo pode ter um estádio com o meu dinheiro, o meu Deus merece um templo com o dinheiro que saiu do suor do meu rosto. Ajudei, ajudamos, porque amamos nosso Deus! E, claro, como toda boa obra, esse templo é criticado pelas forças do mal, mas salvará almas e pessoas aflitas. Marina Zanchetta

Cristo nasceu em manjedoura para mostrar ao mundo para que se deve ser simples. Esse templo não tem Cristo em seu interior. Maria José Francisco

Realmente, ao que parece, o dinheiro cai do céu para o pessoal da Universal. Alexandre Fontana

Sou frequentador da Universal e não fui obrigado a dar um centavo sequer para a construção do templo. Vou conhecê-lo com prazer. Reclamem do Itaquerão e dos gastos abusivos da Copa. Leandro Lobo

Você pode falar o que quiser da Universal, mas tem de tirar o chapéu para essa obra finalizada com investimento de 685 milhões de reais. Se tivesse o dedo do governo, o orçamento teria sido de bilhões e ela estaria abandonada. Carlos Fonte

Estão de parabéns os responsáveis pela arquitetura e pela engenharia. Lendo a matéria, entretanto, observei que seu subsolo reserva 2 091 vagas para estacionamento. Então eu questiono: não haverá necessidade de adequação das vias públicas no entorno do empreendimento para minimizar o impacto no trânsito? Raul Tozzetto Alexandre

Correção: na foto de abertura da reportagem “O suntuoso templo da fé” foi usado erroneamente metro quadrado em vez de metro para especificar as dimensões da igreja.

› Paulistano Nota Dez

Nesta Copa, minha torcida será sua, Regina Queiroz (4 de junho). Bom trabalho, professora. Levante com orgulho a taça da solidariedade e da esperança! O mundo precisa de craques assim. Maria de Carvalho Contrera

› Perfil

Ótimo reconhecimento ao Rogério de Oliveira (“Profissão: caçador de gatos”, 4 de junho). Ele me auxiliou a retirar mais de quarenta animais das ruas, que, castrados, ganharam novos lares. Carla Vazquez

ESCREVA PARA NÓS

E-mail: vejasp@abril.com.br

As mensagens devem trazer a assinatura, o endereço, o número da cédula de identidade e o telefone do remetente. Envie para Diretor de Redação, VEJA SÃO PAULO. Por motivos de espaço ou clareza, as cartas poderão ser publicadas resumidamente.

Redes sociais: facebook.com/vejaspe @vejasp (twitter)

Atendimento ao leitor: ☎ (11) 3037-2541

Sobre assinaturas: ☎ (11) 5087-2112

Atenção: ninguém está autorizado a solicitar objetos em lojas nem a fazer refeições em nome da revista a pretexto de produzir reportagens para qualquer seção de VEJA SÃO PAULO.

Fonte: VEJA SÃO PAULO