A Opinião do Leitor

Cartas da edição 2363

Por: Redação VEJA SÃO PAULO

Na era do smartlove
Na era do smartlove (Foto: VEJA SÃO PAULO)

› Comportamento

A tecnologia, quando usada de forma positiva, mostra resultados interessantes, caso do Tinder (“O jogo da paquera”, 5 de março). O ser humano, no entanto, precisa de contato, de presença. Ou seja, acertada a relação pelo celular, que se esqueça da tecnologia. É um desafio para muita gente, por certo. Uriel Villas Boas

Com essas novidades, espero sair da mesmice e, quem sabe, arrumar também uma cara-metade. Afinal de contas, quem não arrisca, e não tem o aplicativo, não petisca. Antonio José Gomes Marques

› Santa Casa

Já que o advogado Kalil Abdalla usa como mote de sua campanha para o São Paulo Futebol Clube a renovação, que tal fazer o mesmo na Santa Casa? (“Clima quente na Santa Casa”, 5 de março). Renata Bastos

Não conheço nenhum dos candidatos pessoalmente, mas queria saber por que o senhor Abdalla critica tanto o seu opositor, se ele há anos como curador só está acumulando dívidas? Não é de hoje que leio a respeito de quanto esse tradicional hospital está se afundando em dívidas. Não sou da área da saúde, mas acho que tem de prevalecer o que for melhor para os pacientes. Se o valor que o SUS paga pelos procedimentos está defasado e o senhor Abdalla não faz nada, a culpa é dele. Que corra para atualizar tal valor. Se o BNDES emprestou dinheiro a Cuba e ao Sírio-Libanês, vá o senhor também pedir um empréstimo. Meu pai dizia: “Músico que toca muitos instrumentos não atinge perfeição em nenhum”. Não acumule funções, senhor Abdalla, fique com o São Paulo Futebol Clube. Argélia Álvarez Blanco

› Cidade

É de doer ver esses lindos animais e prestadores de serviços à Polícia Militar morrer sem que nada possa ser feito (“Cavalaria sob risco”, 5 de março). É fundamental uma força-tarefa para evitar mais mortes. Asdrubal Gobenati

› Ivan Angelo

Sou moradora das Perdizes há muitos anos e adorei ler a crônica “Surpresas nas colinas” (5 de março). É muito bom ver nosso dia a dia tão bem retratado. Obrigada, caro Ivan. Você me fez sorrir. Maria Contrera

Sou leitora assídua de suas crônicas e apaixonada pelo seu olhar poeticamente atento. Obrigada pela poesia humanizadora sobre a nossa querida selva de pedra... Nancy Casagrande

› Cobertura do Oscar

Miguel Barbieri Jr., Tiago Faria e Daniel Bergamasco: vocês são ótimos! Fizeram da minha madrugada “fria” de Carnaval, a quilômetros de distância do Brasil, aqui na Alemanha, uma verdadeira diversão, com essa mistura de ironia e fundamentação nos comentáriosna cobertura do Oscar. Obrigada! Cristine Celli

Ótima cobertura. Adorando tudo e torcendo por Gravidade (o filme levou sete estatuetas). Sueli Siqueira

› Câmara Municipal

Os nossos políticos continuam a viverem seu mundinho particular (“A políticada gastança” 26 de fevereiro). O melhor exemplo é o da nossa Câmara Municipal, que, agora, resolveu comprar televisores de LED de 55 a 70 polegadas. Para quê? Aliás, qual é o retorno que esse órgão dá à cidade de todo o dinheiro ali gasto? Ler um anotícia dessa me deixou indignado. Felizmente, na mesma edição, na seção Paulistanos Nota Dez, tive o prazer de ver retratadas as criadoras da Horta das Corujas, uma iniciativa fantástica. Precisamos de mais gente assim na nossa cidade. E, para encerrar, ri muito com a crônica de Matthew Shirts; ainda bem que estava em casa, senão pensariam que eu tinha ficado maluco. Alexandre Fontana

ESCREVA PARA NÓS

E-mail: vejasp@abril.com.br

As mensagens devem trazer a assinatura, o endereço, o número da cédula de identidade e o telefone do remetente. Envie para Diretor de Redação, VEJA SÃO PAULO. Por motivos de espaço ou clareza, as cartas poderão ser publicadas resumidamente.

Redes Sociais: facebook.com/vejaspe @vejasp (twitter)

Atendimento ao leitor: ☎ (11) 3037-2541

Sobre assinaturas: ☎ (11) 5087-2112

Atenção: ninguém está autorizado a solicitar objetos em lojas nem a fazer refeições em nome da revista a pretexto de produzir reportagens para qualquerseção de VEJA SÃO PAULO.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO