Restaurantes

Carmen di Granato traz brasilidade no cardápio e ambiente

Casa do chef Cassio Machado tem um reduzido menu de receitas brasileiras

Por: Arnaldo Lorençato

Carmen di Granato - Restaurantes
A moqueca de peixe e frutos do mar: aromatizada por discreta quantidade de azeite de dendê (Foto: Mario Rodrigues)

O restaurateur Cassio Machado é um personagem inquieto. Criou vários endereços de sucesso na cidade. Em comum, todas as suas casas apresentavam ambientes deliciosamente kitsch e sempre muito acolhedores. Hoje proprietário do Rex Food & Drink e do Ringue Lounge, ele mergulhou em uma nova empreitada. Um mês atrás, abriu o Carmen di Granato — Brazilian Lounge. O restaurante tem por inspiração Carmen Miranda e suas paredes são adornadas com belos retratos da Pequena Notável criados pelo artista plástico Ivald Granato.

+ Acesse o cardápio completo do Carmen di Granato

+ Veja o perfil do restaurateur Cassio Machado

+ Conheça outros restaurantes que se destacam pelo ambiente

Bastante reduzido, o cardápio revela-se atraente. Em vez de mirar a cozinha contemporânea como fez até agora, Machado põe a culinária nacional em primeiro plano. Na seção de pescados, brilha a moqueca de frutos do mar ao estilo baiano. Servida numa panela de ferro, vem aromatizada por discreta quantidade de azeite de dendê. De guarnição recebe arroz e farofa. Custa R$ 45,00, mesmo preço cobrado pelo também apetitoso filé-mignon na manteiga de garrafa flambado na cachaça. Nesse caso, escolhe-se entre três guarnições. Evite o gorduroso trio de frituras (composto de mandioca, batata-doce e batata rústica) e prefira a batata gratinada ou a ótima pamonha cremosa salgada. Antes, experimente o pingo de galinha (R$ 19,00), uma espécie de coxa creme no formato aperitivo.

Carmen di Granato - Restaurantes
Obras de Ivald di Granato decoram o novo restaurante de Cassio Machado (Foto: Mario Rodrigues)

Na sobremesa, a cassata de sorvetes combina os sabores milho, tapioca e cajá na calda de acerola ou pitanga (R$ 18,00). Para acompanhar a refeição, a carta de vinhos traz rótulos bem simples, caso do argentino Finca La Linda Malbec 2010 (R$ 75,00).

COMIDA ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪✪ 

Fonte: VEJA SÃO PAULO