Gastronomia

Cardápios de bares ganham opções de boas refeições

Os botecos da capital investem em receitas caprichadas que não fariam feio no menu de um bom restaurante

Por: Lívia Roncolato e Silas Colombo

Casa de Maria Madalena Bares receitas
O chef Adib Vinícius Amaral, da Casa de Maria Madalena, sugere suco de frutas vermelhas com capim-santo ou uma boa cervejinha para combinar com as receitas do bar (Foto: Mario Rodrigues)

A cerveja de garrafa servida estupidamente gelada em um copo americano. Para a harmonização, chegam à mesa petiscos como porções de fritas, de pastéis sortidos ou de torresminho. Aos poucos, essas e outras receitas clássicas da baixa gastronomia vão ganhando a companhia de opções mais elaboradas saídas da cozinha dos bares da capital. Como resultado da tendência, é possível hoje almoçar ou jantar bem em vários botecos.

+ Saiba outros bares que incluíram pratos saborosos no cardápio

O movimento da ampliação dos cardápios tem como principal propósito aumentar o fluxo de clientes, atraindo aos estabelecimentos a freguesia em outros horários, além da tradicional happy hour. Em alguns casos, os endereços começam a competir a valer pelo público com bons restaurantes das redondezas. Para brindar a onda, VEJA SÃO PAULO preparou um roteiro com os principais destaques atuais dos cardápios dos nossos bares. Confira a seleção de delícias abaixo:

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

 

 

  • Chope e cerveja

    Aconchego Carioca

    Alameda Jaú, 1372, Cerqueira César

    Tel: (11) 3062 8262

    VejaSP
    21 avaliações

    A casa de Kátia Barbosa, fundada no Rio, fez tanto sucesso que ganhou esta sucursal paulistana. Boa de bolinho, a cozinheira sugere ótimas pedidas como o de cassoulet (massa de feijão-branco e recheio de carne de porco defumada; R$ 26,00 a porção). Fora da aladas frituras, porém, algumas pedidas decepcionam. É o caso do caldo de camarão (R$18,00), espesso e, em geral, insosso. Sócio da filial, o especialista em cerveja Edu Passarelli compôs a carta de rótulos. Dos 200 de antes, agora a lista contempla cerca de oitenta — a maioria dos títulos internacionais foi extirpadapor conta do aumento do dólar. Ele treinou bem a equipe, que sabe explicar as características da Amazon Taperebá, de Belém (PA), uma witbier de perfume frutado (R$ 18,00,355 mililitros).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Botecos

    Barteco

    Rua dos Pinheiros, 220, Pinheiros

    3 avaliações
  • Bares variados

    Casa de Maria Madalena (estabelecimento fechado para reforma)

    Rua Inácio Pereira da Rocha, 87, Pinheiros

    4 avaliações
  • Bar-restaurante

    Ciao! Vino & Birra

    Rua Tutoia, 451, Paraíso

    Tel: (11) 2306 3541 ou (11) 2306 3561

    VejaSP
    2 avaliações

    O bar de alma italiana conta com uma concorrida varanda. Ali ou no salão apertadinho, pode-se investir em uma massa para o jantar ou ficar somente no petisco. Quem prefere a segunda alternativa tem à disposição frituras como a alcachofra recheada de mussarela de búfala e empanada, servida com tomates marinados e molho pesto (R$ 28,00, seis unidades). Dá para tomar vinho, pinçar maravilhas da extensa carta de cervejas ou beber apenas chope, o Jackpot Pilsen (R$ 14,00, 300 mililitros), produzido pela Blondine na cidade paulista de Itupeva.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Mexicanos

    Don Pancho

    Rua Joaquim Távora, 1315, Vila Mariana

    Tel: (11) 2538 7494

    VejaSP
    6 avaliações

    A ambientação inclui paredes de cores vibrantes, sombreiros, maracas, cactos e artesanato. Mas nem tudo é clichê no bar de Javier Valero, engenheiro nascido na cidade mexicana de Monterrey. Para além das pedidas ao estilo tex-mex, muitas delas agrupadas em um rodízio (R$ 49,50 por pessoa), há receitas não tão comuns por aqui, como a cazuela del mar. Trata-se de um cozido com peixe, lula, camarão e marisco, além de tomate, leite de coco e pimenta, tudo fambado na tequila. Vem acompanhado de arroz e custa R$ 49,00. Para beber sem sair do tema, há a cerveja mexicana Dos Equis (R$ 9,50 a long neck).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bar-restaurante

    Forquilha

    Rua Vupabuçu, 347, Pinheiros

    Tel: (11) 2371 7981

    VejaSP
    3 avaliações

    A casa atrai pelo clima intimista, de iluminação calculada, chão de tábuas e vista para a igreja apelidada de Cruz Torta. Desde o fim do ano passado, o novo chef, o italiano Antonio Maiolica, vem dando cara própria à carta. Se o apetitoso trio de vieiras na concha com farofa de pão e ervas passadas pelo forno a lenha (R$ 38,00) não fizer cosquinha no estômago, parta para o brasato (R$ 59,00). O short rib cozido em vinho tinto é servido junto de polenta branca com queijo de minas. Aos domingos à noite, serve apenas pizzas. Para acompanhar, desarrolhe uma garrafa de vinho ou peça o ótimo negroni (R$ 32,00 com gim Beefeater).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bar-restaurante

    Mozza

    Rua Oscar Freire, 439, Cerqueira César

    4 avaliações
  • Chope e cerveja

    Original

    Rua Graúna, 137, Moema

    Tel: (11) 5093 9486

    VejaSP
    5 avaliações

    Um dos grupos gastronômicos mais importantes do país, a Cia. Tradicional de Comércio abriu o primeiro negócio há exatos vinte anos em Moema. Nascia o Original, um bar que homenageia diversos endereços boêmios da capital e foi muito copiado por aí. É famoso pelo ótimo chopinho Brahma (R$7,90), tirado com os regulamentares três dedos de colarinho cremoso. Na hora de comer, peça o sanduba de pernil desfiado no pão macio de mandioquinha com cebola, pimentão, queijo provolone e um ovo de gema mole (R$ 32,00). Uma saladinha de repolho e um montão de batatas chips são os acompanhamentos.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bar-restaurante

    Taberna 474

    Rua Maria Carolina, 474, Jardim Paulista

    Tel: (11) 3062 7098

    VejaSP
    6 avaliações

    O bar-irmão da rede Adega Santiago também aposta em atmosfera descontraída e menu elaborado. O polvo à tasquinha (R$ 93,00) é fatiado e guarnecido de cebola e batata. Mostra-se tentadora a costela bovina com discos de mandioca frita, farofinha e folhas de agrião (R$ 64,00). Vá de espresso europeu (brandyde jerez, licor de café, expresso, Fernet-Brancae especiarias; R$ 30,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO