Crise hídrica

Cantareira sobe pelo quinto dia consecutivo

Governo de São Paulo encontrou nova reserva de água no sistema

Por: VEJA SÂO PAULO - Atualizado em

Cantareira
Vista aérea da represa de Jaguarí, que faz parte do sistema Cantareira: reservatório está com 6,1% de sua capacidade (Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Folhapress)

O nível do Sistema Cantareira subiu pelo quinto dia consecutivo. A reserva passou de 5,9% para 6,1% nesta terça-feira (10). Antes do acréscimo da primeira cota do volume morto, em maio de 2014, o nível da represa estava em 8,2%. Foram adicionados 182,5 bilhões de litros de água do primeiro volume e 105 bilhões da segunda reserva técnica.

+ Confira o especial sobre a seca que afeta São Paulo

Segundo revelou o jornal Folha de S. Paulo, o governo de São Paulo encontrou em uma área de difícil acesso uma nova reserva de água abaixo do nível atual de captação. Esse volume poderá representar uma quarta cota do volume morto. Apesar disso, técnicos da Sabesp estudam se é possível captar o líquido desse reservatório.

+ Prefeitura recua e multa para quem desperdiçar água vai ser menor

Além do Cantareira, outros quatro sistemas apresentaram alta nesta terça-feira. Segundo reservatório mais importante para o abastecimento de São Paulo e região metropolitana, o Alto Tietê passou de 12,6% para 12,7%.

+ 22% da população aumenta consumo de água em janeiro, diz Sabesp

Já o Guarapiranga subiu de 53,4% para 54,2%. Alto Cotia passou de 33,1% para 33,3%. Rio Claro registrou elevação de 31,1% para 31,3%. Após registrar queda, Rio Grande ficou estável, mantendo o nível do reservatório em 78,8%.

Fonte: VEJA SÃO PAULO