Crise Hídrica

Após chuvas acima da média, nível do Cantareira sobe

Principal reservatório de São Paulo opera com 7,8% de sua capacidade nesta segunda-feira (16)

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Cantareira
Sistema Cantareira está com 7,8% de sua capacidade (Foto: Luís Moura/WPP/Folhapress)

O nível do principal manancial de São Paulo, o sistema Cantareira, subiu pelo 11º dia consecutivo neste domingo (15), segundo dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Outros cinco reservatórios (Alto Tietê, Guarapiranga, Alto Cotia, Rio Grande e Rio Claro) também registraram aumento da água armazenada entre ontem e hoje.

+ Incêndio atinge prédio comercial na região do Ipiranga

No Cantareira, com aumento de 0,5 ponto porcentual o nível chegou a 7,8% de sua capacidade. A pluviometria sobre a região do manancial foi de 42,6 milímetros. O volume fez a chuva acumulada em fevereiro saltar para 206,1 milímetros, mais que os 199,1 milímetros esperados para o mês.

O atual cálculo da Sabesp já considera duas cotas do volume morto, uma de 182,5 bilhões e outra de 105 bilhões de litros de água, que foram acrescentadas em maio e outubro de 2014, respectivamente.

Outros mananciais

O sistema de abastecimento Alto Tietê aumentou 0,5 ponto porcentual e passou de 14,1% para 14,6%, beneficiado pelo grande volume de precipitação. Na região, choveu 24,1 milímetros. Sendo que no domingo (15), o registro foi de 13 milímetros.

Já o sistema Guarapiranga subiu de 55,2 para 55,3% de sua capacidade, enquanto Cotia saltou de 34,4 para 34,5, Rio Grande foi de 80,7 para 81,1 e Rio Claro de 32,1 para 32,8.

Fonte: VEJA SÃO PAULO