Crise Hídrica

Cantareira está a um passo de sair do volume morto

Chuvas acima da média para esta época do ano estão ajudando a encher o reservatório

Por: Estadão Conteúdo - Atualizado em

Cantareira
Cantareira: Sabesp quer aumentar captação e sistema pode fechar o ano com apenas 6,7% da capacidade (Foto: Folhapress)

Com chuva acima da média histórica para o mês de dezembro, falta 1 ponto porcentual para o Cantareira sair do volume morto - conforme índice divugado em  abril deste ano. Segundo as previsões, sistema deve superar a condição mais crítica na quarta (29).

+ Entenda o drama da crise hídrica em São Paulo

+ Saiba qual sistema abastece a sua casa

O principal manancial da Grande São Paulo, que abastece 5,2 milhões de pessoas, operava neste domingo (27) com 28,3% de sua capacidade, ante 28% no sábado, segundo dados da Sabesp. O índice considera as duas cotas do volume morto.

Outros mananciais

Em Guarapiranga, que também atende a cidade de São Paulo, o aumento do volume armazenado foi um pouco maior. Passou de 88,9% para 90,4%. No Alto Tietê, o volume armazenado passou de 22,7% para 22,9%. E no Alto Cotia, de 81,4% para 82,6%. No sistema Rio Claro, o aumento foi de 70,2% para 70,5%.

+ Deslizamento de terra mata quatro em Itapecerica da Serra

O sistema Rio Grande foi o único entre os mananciais administrados pela Sabesp que registrou uma redução no volume armazenado de ontem para hoje. A queda no nível de água foi de 98,3% para 97,5%, mesmo com as chuvas que atingiram o reservatório.

 

Fonte: Estadão Conteúdo