publicidade

Inverno

Campos do Jordão: veja as atrações da temporada

Confira roteiro com concertos, baladas e restaurantes para aproveitar a estação

9.jul.2010 | Atualizada em 1.jul.2011 por Redação VEJA SP

ESPECIAL

ESPAÇO CULTURAL VEJA SÃO PAULO

Pelo oitavo ano, o espaço de 4 000 metros quadrados oferece filmes, shows, peças, aulas de ioga e, nesta edição, abriga uma pista de patinação no gelo. Há espetáculos para as crianças de quarta a sábado, às 17h, e no domingo, às 15h.

+ Veja o especial Campos do Jordão

Na quarta (14), a peça ‘Inzôonia’, de Henrique Sitchin, Claudio Saltini e Verônica Gerchman, traz dois amigos que buscam maneiras divertidas para espantar a falta de sono.

Atração da quinta (15), a comédia ‘Vovó Nita Conta Grimm’, com Ana Luísa Lacombe, traz referências às fábulas dos Irmãos Grimm.

Também inspirada em personagens clássicos, ‘Cinderela, Bela Magrela’, da Cia. Prosa dos Ventos, é a opção para a meninada na sexta (16).

Dando início ao fim de semana, às 21h, o humorista Murilo Gun apresenta sua stand-up comedy. A tarde do sábado (17) traz o espetáculo infantil ‘Uma Dupla de Dois’ e, logo mais, às 21h, os doze integrantes da Big Time Orquestra botam o povo para dançar ao som de covers nacionais e estrangeiros.

Para encerrar a semana, o espetáculo ‘Experiências Mágicas’ mistura ilusionismo e humor no domingo (18).

Os cinéfilos também encontram seu território. Uma sala de exibições com oitenta lugares faz sessões diárias, exceto às segundas.

Confira a programação de terça (13) a domingo (18): 14h, o infantil ‘Alvin e os Esquilos 2’ (dublado, 88min, livre); 16h, a aventura ‘Dragonball Evolution’ (legendado, 84min, 10 anos); 18h, a comédia ‘O Fada do Dente’ (legendado, 102min, livre); 20h, a aventura ‘X-Men — Origens: Wolverine’ (legendado, 107min, 14 anos). Há uma sessão extra às 22h na sexta (16) e no sábado (17): o drama ‘Arranca- me a Vida’ (legendado, 107min, 16 anos).

Espaço Cultural Veja São Paulo: Rua Doutor Mário Otoni Rezende, 173, Capivari. Terça a quinta e domingo, 10h às 22h; sexta e sábado, 10h à 0h. Grátis. Até dia 31.

 

PELAS ÁGUAS DO BARROCO

Fundada em 1982, a Academia de Música Antiga de Berlim, a Akamus, estampa sua especialidade no próprio nome. Liderados pelo violinista Bernhard Forck, seus catorze instrumentistas centram atenções no período barroco. Em récitas em São Paulo e em Campos do Jordão, eles interpretam a ‘Suíte para Cordas e Baixo Contínuo em Mi Menor’, de Johann Bernhard Bach, primo de segundo grau do célebre Johann Sebastian, que comparece com a ‘Suíte para Flauta, Cordas e Baixo Contínuo Nº 2 em Si Menor BWV 1067’. Filho deste, Wilhelm Friedemann Bach é representado pelo ‘Concerto para Cravo, Cordas e Baixo Contínuo em Fá Menor’. O programa também contempla o ‘Concerto para Flauta, Cordas e Baixo Contínuo em Sol Maior’, de Giovanni Battista Pergolesi, e o ‘Concerto Grosso em Mi Bemol Maior Op. 7 — Il Pianto d’Arianna’, de Pietro Locatelli.

(Foto: Divulgação)

Akamus: Auditório Cláudio Santoro (852 lugares). Avenida Doutor Luís Arrobas Martins, 1880, Alto da Boa Vista, tel.: (12) 3662-2334. Quarta (14), 21h. R$ 50,00. Bilheteria: 9h/22h (seg. e ter.); a partir das 9h (qua.). Cc: todos. Cd: R e V. IR.

 

FESTIVAL DE INVERNO

ALBRECHT MAYER E ORQUESTRA DE CÂMARA

Após as apresentações brilhantes do flautista suíço Emmanuel Pahud no começo do mês, outro integrante da Filarmônica de Berlim participa do Festival de Inverno de Campos do Jordão. Oboísta principal desse conjunto sinfônico, do qual faz parte desde 1992, o alemão Albrecht Mayer também tem carreira como camerista e uma respeitável discografia. Na quinta (15), na Sala São Paulo, e na sexta (16), no Auditório Cláudio Santoro, ele é o solista e o regente da Orquestra de Câmara formada por professores e bolsistas do festival. No repertório, o ‘Largo do Concerto para Violino Nº 4 em Fá Menor RV 297 — Inverno’, de ‘As Quatro Estações’, de Vivaldi, em adaptação para oboé; o ‘Larghetto e o Allegretto da Serenata para Cordas em Mi Menor Op. 20’, de Elgar; e a ‘Sinfonia para Cordas Nº 10 em Si Menor’, de Mendelssohn. De Bach, há o ‘Concerto para Oboé d’Amore em Lá Maior BWV 1055’ e uma transcrição das cantatas ‘BWV 49’, ‘105’ e ‘170’ para oboé e orquestra de câmara.

Sexta (16), 21h. R$ 60,00.

CONCERTO DOS BOLSISTAS DE COMPOSIÇÃO

Seis músicos executam trabalhos de alunos como Fernanda Aoki Navarro e José Henrique Padovani. Regência de Roberto Victorio. Domingo (18), 11h. Grátis.

LES MUSICIENS DE SAINT-JULIEN

Dirigido por François Lazarevitch (flauta e gaita de fole), o grupo francês de câmara propõe um repertório eclético. Obras de Bizet, Liszt e temas de domínio público são alvo da formação. Quinta (15), 21h. R$ 40,00.

MARIA JOÃO PIRES E ORQUESTRA SINFÔNICA DO ESTADO

Sob a batuta do inglês Frank Shipway, a Osesp recebe a consagrada pianista portuguesa. Maria João sola no ‘Concerto Nº 4 em Sol Maior Op. 58’, de Beethoven. A ‘Sinfonia Alpina Op. 64’, de Richard Strauss, arremata o roteiro. Sábado (17), 21h. R$ 80,00.

MÚSICA DE CÂMARA

Instrumentistas como Ricardo Ballestero (piano), Rainer Moog (viola) e Ralph Manno (clarinete) participam do espetáculo. Criações de Schumann, Bartók e Brahms se encontram entre as pedidas. Segunda (12), 21h. R$ 40,00.

ORQUESTRA JUVENIL DA BAHIA

Famoso como pianista, Ricardo Castro sobe ao púlpito da formação baiana. Leonard Bernstein, Silvestre Revueltas, George Gershwin, Marlos Nobre, Heitor Villa-Lobos e Arturo Márquez recheiam o programa. Domingo (18), 18h. Grátis.

SÃO PAULO CIA. DE DANÇA

A companhia revisita duas peças de seu repertório. Catorze bailarinos interpretam ‘Gnawa’ (2005), montada pelo espanhol Nacho Duato, que busca referências no universo étnico e religioso de uma confraria muçulmana. Tem vez também uma versão da clássica ‘Serenade’ (1935), do coreógrafo russo George Balanchine (1904-1983), que estabelece relação entre música e movimento ao som de Tchaikovsky. Terça (13), 21h. R$ 40,00.

■ Auditório Cláudio Santoro (860 lugares). Avenida Doutor Luís Arrobas Martins, 1880, Alto da Boa Vista, tel.: (12) 3662-2334. Bilheteria: 9h/22h (seg. a sáb.); 9h/18h (dom.). Ingressos também na Loja do Festival (Praça do Capivari, 190). Em São Paulo: Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes, 16, tel.: 3223-3966, Est. Luz). Cc: todos. Cd: R e V. IR.

 

LA GAIA SCIENZA

Stefano Barneschi (violino), Paolo Beschi (violoncelo) e Federica Valli (piano) formam o conjunto italiano. Eles executam os trios ‘Op. 70 Nº 1’, de Beethoven, e ‘Op. 100’, de Schubert. Sexta (16), 17h. R$ 50,00.

MÚSICA DE CÂMARA

Schumann e Bach, entre outros compositores, fornecem o repertório do espetáculo, que têm entre os instrumentistas Ariadne Daskalakis (violino) e Washington Barella (oboé). Sábado (17), 17h. R$ 50,00.

■Capela do Palácio Boa Vista (60 lugares). Avenida Doutor Adhemar de Barros, 3001, Alto da Boa Vista, tel.: (12) 3662-1122. IR.

 

MARIA JOÃO PIRES E ORQUESTRA SINFÔNICA DO ESTADO

Trata-se de uma repetição do programa do espetáculo apresentado no Auditório Cláudio Santoro no sábado (17). Domingo (18), 12h30. Grátis.

ORQUESTRA JOVEM TOM JOBIM

Roberto Sion rege os músicos. Pixinguinha, Paulinho da Viola e Luiz Gonzaga figuram entre as pedidas. Sábado (17), 12h30. Grátis.

ORQUESTRA SINFÔNICA DE SANTO ANDRÉ

Sob a liderança de Carlos Moreno, o grupo do ABC começa com o primeiro movimento da ‘Sinfonia Nº 1 em Dó Maior Op. 21’, de Beethoven. Obras de Wagner, Glinka, Sibelius e Carlos Gomes vêm na sequência. Sábado (17), 16h. Grátis.

■ Praça do Capivari

 

MÚSICA DE CÂMARA

Peças dos compositores brasileiros Edino Krieger, Radamés Gnattali e Osvaldo Lacerda ganham a interpretação dos bolsistas do festival. Sexta (16), 15h30. Grátis.

MÚSICA DE CÂMARA OSESP

Integrantes da orquestra como Fernando Dissenha (trompete) e José Costa Filho (trompa) tocam no recital. No repertório, temas de Bach e Osvaldo Lacerda, entre outros. Segunda (12), 15h30. Grátis.

■ Igreja Santa Teresinha (300 lugares). Rua Tadeu Rangel Pestana, 662, Abernéssia, tel.: (12) 3662-1740.

 

CORO DA OSESP

Naomi Munakata comanda a formação coral. No programa, Ligeti, Britten, Poulenc etc. Participação da soprano Elisabete Mendonça, da meio-soprano Silvia Tessuto e do pianista Fernando Tomimura. Domingo (18), 15h30. Grátis.

MÚSICA DE CÂMARA OSESP

Arnold Bax, André Caplet, Claude Debussy, Maurice Ravel e Enrique Granados compõem o programa da apresentação. Estão no elenco Liuba Klevtsova (harpa) e Simeon Grinberg (viola), entre outros músicos. Quarta (14), 15h30. Grátis.

■ Igreja Nossa Senhora da Saúde (150 lugares). Praça Nossa Senhora da Saúde, 1, Vila Jaguaribe, tel.: (12) 3662-2919.

 

MÚSICA DE CÂMARA

Bolsistas do festival e músicos como Christophe Desjardins (viola) e Sheila Arnold (piano) atuam em criações de Alberto Nepomuceno, Mozart e Beethoven. Quinta (15), 15h30. Grátis.

MÚSICA DE CÂMARA OSESP

Florian Cristea (violino) e Peter Pas (viola) são dois dos escalados do grupo. Eles interpretam temas de Sofia Gubaidulina e Anton Arensky. Terça (13), 15h30. Grátis.

■ Igreja São Benedito (200 lugares). Avenida Macedo Soares, 55, Capivari, tel.: (12) 3663-1340.

 

BALADAS

BAILINHO

Famosa no Rio de Janeiro por causa dos habitués estrelados, a festa criada pelo ator e DJ Rodrigo Penna pretende conquistar os baladeiros que estão pela cidade. Em clima descontraído, playboys e moderninhos balançam ao som de uma discotecagem eclética, que vai do rock ao funk. Um cenário colorido, repleto de apetrechos divertidos, dá graça à folia.

Blá. Avenida Doutor Paulo Ribas, 79, Capivari. Informações, tel.: 3052-2448. Sexta (16), a partir das 23h. R$ 60,00 (mulheres) e R$ 80,00 (homens). Pagamento somente em dinheiro.

 

PUCCI

Com filiais em São Paulo e Bertioga, a casa também marca presença no alto da serra. Frequentada tanto pelo público jovem quanto por um pessoal mais maduro, a Pucci investe em flashbacks dos anos 80 e 90, na maioria das vezes, remixados. Alternam-se no agito das noites os três DJs residentes, Diego Beltran, Juliano Fernandes e Marvin.

Pucci. Rua Doutor Ribeiro de Almeida, 30, Capivari. Informações, tel.: 3167-2067. 22h/último cliente (sex. e sáb.). R$ 40,00 a R$ 100,00. Cc: todos. Cd: todos. www.pucci.com.br.

 

RESTAURANTES

CANTINA E PIZZARIA PAPARAZZI

Todo revestido de madeira, o salão é aquecido por uma lareira nas noites mais frias. As massas são feitas na casa, entre as quais se destaca o canelone de espinafre e catupiry ao sugo (R$ 31,00). De novidade, há pratos como o filé-mignon à milanesa com molho de palmito, brócolis e cenoura (R$ 54,00, para duas pessoas). As pizzas aparecem em 68 sabores — a da casa combina mussarela, lombo canadense, cogumelo-de-paris e catupiry (R$ 47,00). Para beber, vinho argentino Los Haroldos Malbec 2006 (R$ 49,00), e, de sobremesa, petit gâteau de doce de leite (R$ 15,00).

Cantina e Pizzaria Paparazzi. Rua Doutor Antonio Nicola Padula, 61, Capivari, tel.: (12) 3663-1122/2102 (81 lugares). 11h30/0h (sex. e sáb. até 1h). Cc: D e M. Cd: M e R. Couvert: R$ 9,20. Estac. c/manobr. (R$ 8,00 a primeira hora). Aberto em 1984.

 

HARRY PISEK

O chef Harry Pisek aprendeu a preparar salsichas ainda menino e aprimorou sua técnica em uma estada de cinco anos na Alemanha. Em 1990, de volta ao Brasil, ele abriu o restaurante, que funciona ao lado da lojinha de embutidos. Em dias muito frios, as mesas próximas das janelas com vista para a serra são mais aconchegantes que as do deque coberto. Para começar, a porção caio combina sete tipos de embutido (salsichas tradicional, pinguim, branca, branca com ervas e de queijo emmental, bolo de carne e linguiça com alcaparra e cogumelo; R$ 43,90). O kassler, com duas bistecas suínas grelhadas, ladeadas por chucrute e batata cozida (R$ 66,50), serve duas pessoas. Para acompanhar, cai bem a cerveja Petra Weiss (R$ 14,50, 500 mililitros).

Harry Pisek. Avenida Pedro Paulo, 857, Caminho do Horto, Jardim do Embaixador, tel.: (12) 3663- 4030/0306 (120 lugares). 12h/23h. Cc: A, D e M. Cd: M e R. Couvert: R$ 24,90 para duas pessoas. Estac. (R$ 30,00) www.pousadaharrypisek.com.br. Aberto em 1997.

publicidade

Avaliação de VEJA SP

Não foi avaliado

Avaliação de VEJA SP

Péssimo

Avaliação de VEJA SP

Fraco

Avaliação de VEJA SP

Regular

Avaliação de VEJA SP

Bom

Avaliação de VEJA SP

Muito bom

Avaliação de VEJA SP

Excelente

Avaliação dos usuários

Ainda não foi avaliado

Avaliação dos usuários

Péssimo

Avaliação dos usuários

Fraco

Avaliação dos usuários

Regular

Avaliação dos usuários

Bom

Avaliação dos usuários

Muito bom

Avaliação dos usuários

Excelente

Avaliação do usuário

Péssimo

Avaliação do usuário

Fraco

Avaliação do usuário

Regular

Avaliação do usuário

Bom

Avaliação do usuário

Muito bom

Avaliação do usuário

Excelente

Péssimo

Fraco

Regular

Bom

Muito bom

Excelente

Comente

Envie por e-mail